Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito – Quem é o pai da criança?


O ministro Sérgio Morro disse nesta sexta-feira, em Manaus, que o  Sistema Único de Segurança Pública (Susp), “para se fazer justiça”, é uma estratégia criada no governo passado. Mas não revelou qual governo. Dilma, Temer?

Na verdade,  as ações para desmonte de organizações criminosas, combate à corrupção e aos crimes violentos no Brasil são prioridades do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP). Para selar o compromisso de enfrentar esses três problemas, a pasta foi reestruturada de forma a ampliar a troca de informações entre as forças policiais e órgãos estratégicos de todo o país. A decisão de Moro de criar a Secretaria de Operações Integradas (Seopi) foi o primeiro passo para a condução desta nova política pública para a segurança. Uma das principais funções da Seopi é promover a integração das atividades de inteligência de segurança pública, em consonância com os órgãos federais, estaduais, municipais e distrital. Foi aí que o  Sistema Único de Segurança Pública (Susp) ganhou corpo, sendo instituído pela Lei nº 13.675/2018.  

Eu pago a conta

Em sua fala, no Centro de Convenção Vasco Vasques,  Moro fez questão de avisar que a instalação dos centros não representa gastos para o Estado, seja com estrutura ou com pessoal.

— Em cada um dos lugares nós aproveitamos estruturas já existentes. O Governo Federal fornece os equipamentos, disponibiliza agentes da área Federal, das diversas agências —, garantiu o ministrio.

Tem dinheiro, dá pra fazer…

Era tudo que o governador Wilson Lima queria ouvir, afinal, pode inventar dinheiro para fechar a porteira aberta das fronteiras por onde entram armas e drogas responsáveis em 80% dos crimes praticados em Manaus.

Fronteira vulnerável

Wilson chamou a atenção para a vulnerabilidade nas fronteiras.

De acordo com o governador, o grande problema da criminalidade no Amazonas tem a ver com o tráfico de drogas.

— A partir de agora vai haver essa integração entre os estados do Norte e o repasse dessas informações de inteligência para que a gente possa, de forma mais efetiva, combater o tráfico de drogas, de armas, a biopirataria.

Manchetes negativas

O governador Wilson Lima citou também o combate aos crimes ambientais, como o caso das queimadas e do desmatamento, ”que colocam a Amazônia e o Brasil de forma negativa nas manchetes do mundo inteiro”.

O bem amado

Na cerimônia de assinatura do Termo de Cooperação Técnica entre os estados do Norte, até o ministro Sérgio Moro se assustou quando o mestre de cerimônias anunciou o nome do secretário de Segurança Pública do Amazonas,  coronel Louismar Bonates.

Isto porque houve uma  explosão de aplausos na plateia, que surpreendeu e arrancou risos da mesa diretora.

Vai para o trono ou não vai?

Bonates foi  mais aplaudido que Sérgio Moro, que Wilson Lima. Foi tanta palma que até lembrou o programa do Chacrinha.

— Ih, esse trouxe a claque! – comentou uma moça que estava na quinta fila do auditório.

A verdade é que mais de metade de pessoas presentes à cerimônia eram funcionários da SSP-AM.

Tentação de Cristo

Enquanto rolava a entrevista do ministro Moro, o deputado federa Silas Câmara (Republicanos) aproveitou para descascar a Netflix, por conta do Especial de Natal do Porta dos Fundos na Netflix, episódio “A Primeira Tentação de Cristo”.

Boicote ao Netflix

Em conversa com o editor de D&F, Silas disse que o canal vai enfrentar uma campanha de boicote promovida por evangélicos e católicos que não gostaram nem um pouco da edição de 2019 do especial de Natal.

— No sistema comercial, a gente mexe onde dói: o bolso. Estamos pedindo para que o povo evangélico cancele as assinaturas da Netflix.

Indignação cristã

Em “A Primeira Tentação de Cristo”, que indignou os evangélico,  Jesus (Gregório Duvivier) aparece envolvido em um romance com Orlando (Fábio Porchat), chocando José (Rafael Portugal), Maria (Evelyn Castro), os Reis Magos e Deus (Antonio Tabet).

Ação judicial

Silas Câmara disse que até no humor deve haver limites.

O parlamentar não assegura se terá sustentação uma ação judicial, para não configurar censura a um veículo de comunicação.

— Mas vamos tentar assim mesmo entrar com uma ação. Não podemos admitir isso.

Recado do Porchat

No Twitter do humotista Fábio Porchat escreveu  sobre os evangélicos e a extrema direita que quer censurar o Especial de Natal do Porta dos Fundos na Netflix por debochar de Jesus.

— Gente, pode deixar que eu me resolvo com Deus, tá de boas, não precisa se preocupar não. Agora pode voltar a se indignar com a desigualdade que destrói nosso país. Mas tem que se indignar com o mesmo fervor, tá?

Entre poderes

O deputado Josué Neto (PSD) foi um dos homenageados com a Medalha do Mérito Judiciário, nesta sexta-feira (13), a maior honraria do Tibunal de Justiça do Amazonas

Socorro financeiro

Em seu discurso, o presidente da Aleam lembrou que o Poder Legislativo transferiu ao Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) parte dos seus recursos, nos anos de 2012 e 2013, a fim de sanar a falta de comarcas, juízes e servidores na capital e no interior.

—  “Essa talvez tenha sido a maior contribuição que o Legislativo deu ao Judiciário e não se arrepende porque nós sabemos o quanto melhorou.

Acredite se quiser

Mas a gasolina tem o menor preço em Manaus: R$ 3,97. É o que aponta pesquisa do Procon-AM em postos da cidade.  A fiscalização do órgão passou por 60 postos da capital amazonense.

O Etanol caiu para  R$ 3,09 e  o Diesel Comum atingiu R$ 3,60.

Bandido do Natal

Em tempos de vacas magras, nem Papai Noel é poupado.

Imagens de câmeras de segurança, em Brasília,  registraram o momento em que um homem rouba um boneco de Papai Noel da portaria de prédio residencial da 414 Sul.

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) acredita que o homem flagrado nas gravações é o mesmo que roubou uma árvore de Natal na madrugada de quinta-feira (12/12/2019) na mesma quadra.

EM ALTA

Os governadores da região Amazônica, que estiveram em Madri na COP-25 (Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas) deixaram uma posição clara: a prioridade é o Fundo Amazônia. No entanto, se ele não for retomado, não poderão deixar de receber recursos de países como a Noruega – que tem meio bilhão de reais para investir na região. Eles também concordam que existe “uma imagem a ser recuperada” do país internacionalmente.

EM BAIXA

Presidência da República gastará mais de R$ 24 milhões entre os últimos dias de 2019 e início de 2020 em compras destinadas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e a instalações usadas por ele e sua família. São 13 processos licitatórios para pagar itens como remédios, combustível, ração animal, rede de internet, distintivos, contratação de serviços de limpeza, entre outros. As mais caras são a contratação de uma empresa para serviços de limpeza (R$ 11,3 milhões), compra de aparelhos de raios X (R$ 4,2 milhões), locação de carros (R$ 3,71 milhões) e aquisição de combustível (R$ 1,41 milhão).

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.