Calendário

julho 2019
D S T Q Q S S
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Dito & Feito – Política e feijão é só na pressão

Como diz o velho ditado, política e feijão só funcionam na pressão. Foi sob essa bandeira que parlamentares do Amazonas conseguiram remover o ministro da economia, Paulo Guedes, de colocar em prática a Portaria 309, que reduzia o imposto de importação sobre bens de capital e de informática e telecomunicações que não tenham produção nacional equivalente.

Olho vivo

Mas é bom ficar de olho porque essa “suspensão” só vale até dia 30 de agosto.

Até lá, a bancada amazonense no Congresso terá que mostrar sua competência na articulação da matéria.

Empregos em risco

Caso aprovada, a Portaria  pode prejudicar a manutenção de mais de 15 mil empregos no Amazonas, muitos dos quais na Zona Franca de Manaus (ZFM).

Portaria “vagabunda”

Durante reunião da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, parlamentares criticaram a portaria do Ministério da Economia.

—  Nunca vi uma medida tão mal feita, entreguista e vagabunda –, detonou o senador José Serra (PSDB-SP).

“Terrivelmente religioso”

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), prometeu à bancada evangélica que vai indicar

dois ministros ao STF.

— Um deles será terrivelmente evangélico!

Imediatamente alguém comentou na plateia:

— O Sérgio Moro vai já se converter!

Todo o gás

O governador Wilson Lima discutiu  com o ministro de Minas e Energia, o almirante Bento Albuquerque, na manhã desta quarta-feira (10/07) em Brasília  a  necessidade de ampliar a produção e distribuição do gás natural no Amazonas.

Luz para todos

A ideia é usar o gás  na geração de energia elétrica.

 O ministro disse ao governador que virá ao Amazonas, ainda neste ano, para conhecer as áreas de exploração de petróleo e gás e o trabalho desenvolvido pela Companhia de Gás do Amazonas.

Energia limpa

O ministro bento colocou técnicos da Secretaria de Planejamento Energético estão à disposição dos técnicos do Governo do estado

— Queremos fomentar a atividade de exploração do gás natural e usar cada vez mais para produzir energia limpa no Amazonas –,disse o ministro ao governador.

O choro de Maia

Rodrigo Maia se emocionou no plenário da Câmara ao receber uma homenagem de deputados por sua atuação na reforma da Previdência.

O presidente da Casa chorou ao ouvir o coro de parlamentares gritando seu nome.

Diretas já na Fenaj

A presidenta do Sindicato dos Jonalistas do Amazonas, Dora Tuinambá, esteve nesta quarta-feira, 10, na redação do EM TEMPO, para divulgar as eleições para a nova diretoria na Federação Nacional dos Jornalisrtasa (Fenaj), que acontecem nos dias 16, 17, 18 deste mês,

A entidade é a única federação sindical a realizar eleições diretas para a escolha de sua diretoria e Comissão Nacional de Ética.

Jornalistas e democracia

Em chapa  única, denominada “Audálio Dantas”, homenagem ao grande jornalista falecido há dois anos,  a candidatura ergue a bandeira  em defesa dos jornalistas, do jornalismo e da democracia’ e é encabeçada pela atual presidente Maria José Braga, de Goiás, tendo como vice Paulo Zocchi, de São Paulo.

Reunião virtual

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), apresentou, na manhã desta quarta-feira (10), aos assessores jurídicos dos deputados, proposta de reunião virtual para apreciação de pareceres favoráveis dos processos em tramitação nesta comissão.

A iniciativa é do deputado estadual Delegado Péricles (PSL), presidente da CCJR.

Limite prudencial

Segundo o deputado estadual Wilker Barreto (Podemos), líder da oposição na Aleam, a folha salarial do Estado do Amazonas está R$ 590 milhões acima do limite prudencial, o que fere a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Derradeira sessão

O presidente da Aleam, Josué Neto, definiu para sexta-feira (12) a última sessão do primeiro semestre de trabalho legislativo dos parlamentares.

Na pauta de votação constarão mensagens governamentais, projetos de leis dos deputados e a Proposta de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do Governo do Amazonas para 2020.

EM ALTA

A história de vida do o intelectual, cineasta, escritor, produtor cultural e membro da Academia Amazonense de Letra, Luiz Maximino Corrêa, que nos deixou ontem.  Era um dos mais queridos filhos da terra. Maximino, que teve passagens importantes no sérvio público, deixa um legado na área cultural, uma legião de amigos e muitas lembranças boas.

EM BAIXA

Em um país com uma extensa malha rodoviária — 1,7 milhão de km, segundo o Anuário CNT do Transporte de 2017 —, há muitos perigos e desafios escondidos e alguns bem aparentes. O mesmo estudo apresentado pela Confederação Nacional dos Transportes, concluiu que apenas 12% da malha é pavimentada. Isso quer dizer que a esmagadora maioria dos trechos não possui condições mínimas de infraestrutura.

Deixe uma resposta