BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito: Pode faltar combustível no Amazonas


O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) fez um alerta gravíssimo”: pode faltar combustível no Amazonas. Isso deve acontecer se  for aprovada  a venda da Reman (Refinaria de Manaus Isaac Sabbá) para o Grupo Atem.

O parlamentar explicou que a refinaria está sendo vendida para o Grupo Atem, mas a Ipiranga, Equador, Raízen e a Fogás estão recorrendo da decisão do Cade para que reexamine, porque “o monopólio é muito ruim”.

— Pior do que o monopólio estatal, é o monopólio privado. Vamos ter até o risco do desabastecimento, porque apenas uma distribuidora, que é a adquirente, iria ficar com todo o complexo de desembarque de derivados de petróleo. Isso também pode resultar em aumento de preços” –  alertou Serafim, observando que a  situação é grave e pode implicar no risco de desabastecimento no Amazonas.

Luta dos petroleiros

Sarafa advertiu que, quando a movimentação era dos petroleiros contra a venda da refinaria pela Petrobras para o Grupo Atem, era uma coisa.

Poderia até se dizer que aquilo era uma luta de empregados de uma empresa estatal que passariam a ser empregados de uma empresa privada.

— Eles poderiam perder vantagens e direitos. Temos que reconhecer suas razões e preocupações que merecem todo apoio –, comparou Serafim.

Seu bolso

Mas agora a situação mudou.

Essa luta não é mais apenas dos petroleiros. É também de grandes empresas que também sentem, a exemplo do que dizem os petroleiros, que “nós podemos estar diante de um aumento de combustíveis em decorrência da venda da refinaria de Manaus”, – avisou Serafim.

Correu do pau

O deputado federal Marcelo Ramos (PSD-AM) classificou o cancelamento, de última hora, da participação do ministro da Economia, Paulo Guedes, na audiência pública em que seriam debatidos os impactos na Zona Franca de Manaus,  como “irresponsável”.

Ministro da fome

O ex-presidente da Câmara dos Deputados chamou Guedes de “ministro dos 19 milhões de brasileiros que passam fome, recordista em inflação desde o Plano Real”.
—  Guedes é inimigo dos amazonenses e do povo brasileiro, em especial dos mais pobres.

Sem palavra

Na audiência seriam discutidos o impacto dos dois decretos presidenciais que reduzem o IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados – na economia do Amazonas.

— Infelizmente, palavra é algo que vale pouco, principalmente quando vem do governo e de seus interlocutores –, disse Ramos.

Exterminador de empregos

Para Marcelo Ramos, a ausência do ministro na audiência  tirou a oportunidade de questionar que benefícios os outros estados tiveram com a redução do IPI de motos e ar condicionado.

— Por exemplo, se não existe uma única moto ou aparelho de ar condicionado fabricados no Brasil fora da ZFM. Sem preservar o que produzimos em Manaus, o ministro retira empregos do Brasil e os transfere para a China, concorrente da ZFM, afirma Ramos.

Santo nome em vão

O vereador Sassá da Construção Civil (PT) protocolou na tarde desta quarta-feira (01/6), no Ministério Público Federal (MPF), uma Representação por Conduta Vedada contra o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro.

De acordo com o parlamentar, o presidente infringiu as regras da justiça eleitoral, durante o evento Marcha para Jesus, que teve a sua 28ª edição realizada no último sábado (28/5), em Manaus.

image.png


Em nome de Jesus

Para o parlamentar, o evento que atrai milhares de fiéis evangélicos, sendo um dos maiores eventos religiosos do mundo, foi usado como palanque político para Bolsonaro, que é pré-candidato à reeleição, em detrimento dos demais candidatos.

Fariseus

O vereador ressalta que os verdadeiros evangélicos foram adorar ao Senhor Jesus, mas outros falsos evangélicos, usaram da fé do povo para se beneficiar de forma eleitoreira.

— Tinha até o boneco inflável com a figura do presidente. Esse boneco é conhecidamente utilizado nas campanhas eleitorais do Bolsonaro.

Vai encarar?

image.png

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a criticar nesta quarta-feira, dia 1º, as privatizações.

Para o pré-candidato à Presidência, o ministro da Economia, Paulo Guedes, "está tentando vender até os tapetes do Palácio da Alvorada".

— Quem quiser se meter a comprar a Petrobras, quem quiser se meter a comprar a Eletrobras, se prepare. Porque vai ter que conversar conosco depois das eleições do dia 2 de outubro –, afirmou.

Privatização é um erro

Para Lula, a privatização da Eletrobras vai inviabilizar programas sociais do governo que visem a levar energia elétrica às populações carentes.

— Se a gente deixar privatizar a Eletrobras, as empresas não vão tomar conta apenas do preço da energia,  vão tomar conta da água dos nossos rios.

E nunca mais haverá um programa como o Luz para Todos.

Medidor suspeito

Tramita  na Assembleia Legislativa projeto de Lei que proíbe que concessionárias e permissionárias do serviço de energia elétrica instalem

medidores do Sistema de Medição Centralizada (SMC) ou Sistema Remoto Similar no Amazonas.

O PL é de autoria dos deputados estaduais Carlinhos Bessa (PV), Sinésio Campos (PT) e Fausto Júnior (União Brasil), membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Energia.

Sem controle

De acordo com os parlamentares os sistemas de medição centralizada e remoto não permitem o controle e fiscalização do produto pelo consumidor, violando o Código de Defesa do Consumidor.

Violou o direito

“A ausência de qualquer aviso da empresa Amazonas Energia sobre a troca dos medidores ou os motivos da substituição, violou flagrantemente o direito básico do consumidor de ter informação adequada e clara sobre os diferentes produtos e serviços”, fiz o projeto.

O igarapé agradece

A Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) entregou o coletor de garrafas PET no trevo da Compensa, na avenida Brasil, zona Oeste da cidade.

A meta é instalar coletores em diversos pontos de Manaus.

A ação tem o objetivo de fortalecer a cultura de reciclagem e diminuir o fluxo de garrafas direcionadas para rios, igarapés e aterro sanitário.

ÚLTIMA HORA

Nem a morte silenciou Tim Lopes

Segundo dados da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), foram registrados 430 ataques a jornalistas em 2021

tim_lopes D&F.jpg
Tim Lopes foi capturado, torturado e assassinado por traficantes quando fazia uma reportagem‌ ‌

A ABI (Associação Brasileira de Imprensa) realizou nesta quinta-feira (2) ato em memória do jornalista Tim Lopes, assassinado há 20 anos.

Além da ABI, participaram da organização do ato a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro e a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji).

"Há 20 anos, em 2 de junho de 2002, o jornalista Tim Lopes foi capturado, torturado e assassinado por traficantes quando fazia uma reportagem para a TV Globo sobre abuso de menores e tráfico de drogas no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio de Janeiro.  Sua morte mudou os protocolos de segurança para os jornalistas em campo e virou um símbolo da luta pela liberdade de imprensa e pelo livre exercício da profissão", destaca a ABI em nota publicada no site da entidade.

"No momento em que crescem os ataques a jornalistas — e à própria imprensa — no país, os 20 anos da morte de Tim Lopes se revestem de grande simbolismo", fiz a nota. Segundo dados da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), foram registrados 430 ataques a jornalistas em 2021, o maior número desde que foi iniciado o levantamento, na década de 1990.

ORGULHO

image.png

A rainha Elizabeth II chegou na manhã desta quinta-feira (2) para a abertura oficial do Jubileu de Platina. Milhares de pessoas estão reunidas nos arredores do Palácio de Buckingham para acompanhar a festividade, que celebra os 70 anos de reinado da monarca e terá, até domingo, mais de 200 mil eventos planejados, milhões de participantes e um bilhão de telespectadores. Os 70 anos de reinado de Elizabeth foram celebrados em outras partes do mundo. O papa Francisco a parabenizou e desejou para ela, sua família e seu povo "unidade, prosperidade e paz". Durante a abertura, salvas de canhão foram disparadas em homenagem à monarca que subiu ao trono em 1952, com apenas 25 anos, e quebrou todos os recordes de longevidade de um soberano britânico.

VERGONHA

fome fme.jpg


Pesquisa Gallup realizada em mais de 160 países desde 2006 comprova que o aumento da miséria no país virou a principal marca de Bolsonaro: apenas durante o seu desgoverno, o índice de pessoas com insegurança alimentar saltou de 30% para 36% até o final de 2021, superando, pela primeira vez, a média mundial, de 35%. O quadro é alarmante especialmente quando se considera que o levantamento não radiografou as regiões após os aumentos-bomba dos combustíveis e dos preços dos alimentos deste primeiro semestre. Em 2016, o Brasil governado por Dilma Rousseff saiu, pela primeira vez na história, do Mapa da Fome das Nações Unidas. A redução da extrema pobreza em 2014 foi resultado de políticas sociais que começaram com Lula em 2003 e seguiram pelos mandatos de Dilma no âmbito do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Somaram-se a elas a política de aumento real do salário mínimo, que permitiu uma taxa de desemprego de apenas 4,8%, chamada por especialistas de  pleno emprego.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.