BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Pegou Pesado – General de pijama compara Omar e Renan a “Marcola e Beira-Mar”


Em matéria publicada nesta quinta-feira, 29, no jornal O Globo, o presidente do Clube Militar, Eduardo José Barbosa, atacou de forma pesada e virulenta o presidente da CPI da Covid, senador  Omar Aziz (PSD-AM)  e o relator,  Renan Calheiros.

Com um texto curto, mal escrito e de viés golpista, Barbosa, citado pelo jornal carioca “radical de pijama”,  comparou o presidente e o relator da CPI da Pandemia aos chefes das duas mais poderosas facções criminosas do Brasil, Fernandinho Beira Mar (Comando Vermelho) e Marcola (PCC).

Depois de criticar a CPI comandada por  Aziz – “um senador cuja família foi presa recentemente por acusações de esquema de corrupção no Amazonas” – e Renan – “um dos campeões em denúncias de corrupção, cujos processos acumulam mofo e traças nas gavetas dos foros privilegiados” –, Barbosa atirou:

— Utilizando uma expressão usada nas mídias sociais, temos os “Marcolas e Fernandinhos beira mar” investigando a atuação da polícia no combate ao tráfico de drogas.

Fantasma do golpe

No texto, intitulado "O poder das trevas no Brasil" e publicado no site do Clube Militar, o general da reserva invoca o uso do "Art 142 da Constituição Federal (vigente) para restabelecer a Lei e a Ordem.".

O artigo 142 é comumente usado por golpistas que o interpretam como uma autorização para a intervenção militar sob o pretexto de "restaurar a ordem".

Radical de pijama

Ao final, brada o radical de pijama:

— Que as algemas voltem a ser utilizadas, mas não nos trabalhadores que querem ganhar o sustento dos seus lares, e sim nos verdadeiros criminosos que estão a serviço do “Poder das Trevas –,publicou O Globo.

Vara curta

Se é que conhecemos o senador Omar Aziz,  a agressão do militar aposentado não deverá ficar  sem resposta. Na verdade, Barbosa, o general da reserva,  cutucou onça com vara curta.

General sem tropa

Para quem não sabe, o  Clube Militar é formado por oficiais da reserva, ou seja, não tem comando de tropas. Membros do Clube se posicionaram recentemente em defesa de uma "ruptura" após decisão do STF que anulou os processos contra Lula na Lava Jato. Um ano e meio antes das eleições presidenciais de 2022, o petista desponta como favorito.

Não acaba em pizza

Presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia,  o senador Omar Aziz (PSD-AM) garantiu nesta quarta-feira (28) que a comissão vai ser diferente de todas que já ocorreram na história política do pais e garante que não “acabará em pizza”.

— É a CPI das CPIs. É completamente diferente. Não dá para acabar em pizza uma CPI com 400 mil óbitos e que no curso dela chegará a 500 mil mortes (...) Não dará em pizza –, acrescentou.

Foco é a vacina

Aziz advertiu que ninguém está atrás de culpados e de  punição. E “nem o povo brasileiro quer isso, ele quer resultados”.

— A preocupação menor do povo brasileiro é encontrar culpados. Eu diria até – é minha opinião, eu posso até estar errado –, que a preocupação maior é  mais vacina, salvar vidas evitas mais óbitos.

Sem crucificação

Presidente da CPI promete conduzir os trabalhos da comissão sem politização, achando que “crucificando alguém vai resolver o problema”.

—  É lógico que o   papel da CPI é investigar e nós temos que fazer nosso papel –,  adiantou o senador do Amazonas.

Vara curta

Se é que conhecemos o senador Omar Aziz,  a agressão do militar aposentado não deverá ficar  sem resposta. Na verdade, Barbosa, o general da reserva,  cutucou onça com vara curta.

General sem tropa

Para quem não sabe, o  Clube Militar é formado por oficiais da reserva, ou seja, não tem comando de tropas. Membros do Clube se posicionaram recentemente em defesa de uma "ruptura" após decisão do STF que anulou os processos contra Lula na Lava Jato. Um ano e meio antes das eleições presidenciais de 2022, o petista desponta como favorito.

Wilson na CPI

Como D&F adiantou  há dois dias, a  CPI da Pandemia do Senado vai convocar o governador do Amazonas Wilson Lima para prestar depoimento.

Wilson na COP26

E por falar em Wilson Lima, governador participou de reunião virtual do Fórum de Governadores da Amazônia Legal. Em sua fala ele apresentou as ações do Estado do Amazonas para enfrentamento dos problemas ambientais.

— Nós não abrimos mão da preservação dos recursos ambientais que nós temos aqui, mas entendemos que essa riqueza, de alguma forma, tem que ser revertida em forma de benefício para a nossa população –, disse o governador.

Wilson Lima: Riqueza ambiental revertida em forma de benefício para a população

Reino Unido

A apresentação foi a convite do consultor do Reino Unido, John Murton, enviado especial do governo britânico para COP26, a 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática.

A COP26 está programada para ser realizada na cidade de Glasgow, na Escócia, de 1° a 12 de novembro de 2021, sob a presidência do Reino Unido.

Aquecimento global

O grande objetivo da COP é manter o aquecimento global limitado a 1,5°C em relação aos níveis pré-industriais. Para isso, os países devem submeter a cada cinco anos a sua Contribuição Nacionalmente Determinada (NDC, sigla em inglês).

Cidadania no presídio

Levar cidadania aos internos. É o objetivo da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) ao realizar, nesta quinta-feira (29/04), no Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), mais uma ação para emissão de carteiras do Registro Geral (RG).

Amparo do Estado

A programação do Seap faz com que os internos se sintam amparados pelo Estado. E  tenham esperança na ressocialização.

— O documento, além de trazer cidadania, possibilita a entrada dos internos em diversos cursos de capacitação e trabalhos que são oferecidos na unidade – garante Keyla Prado, chefe do Departamento de Reintegração Social e Capacitação (Deresc).

Ilha sem Alvorada

Este é o segundo ano em que Parintins vai ficar sem a tradicional   “Alvorada do Garantido”, devido às medidas restritivas decorrentes da pandemia.

A Alvorada é um evento tradicional da ilha de Parintins realizado nos dias 30 e 1º de Maio, Dia do Trabalhador, em homenagem a São José Operário. Todos os anos, a romaria  saída do Curral do Garantido até a Catedral do Carmo em Parintins.

O Tony chorou...

O deputado estadual Tony Medeiros (PSD) homenageou e emocionou-se, nesta quinta-feira (29), ao falar da Alvorada do Garantido durante Sessão Plenária na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

Deputado se emocionou no plenário 

Cortar na carne

O ex-secretário de desburocratização do Ministério da Economia Paulo Uebel defendeu que a reforma administrativa corte privilégios dos atuais servidores públicos, e não apenas de quem ingressar no funcionalismo após sua aprovação.

Compulsória é prêmio

Ele citou como distorções a aposentadoria compulsória como punição e as férias de mais de 30 dias.

— O texto atual, principalmente na parte dos privilégios, não pega os atuais (servidores).

Acabem os privilégios

Para o ex-queridinho de Paulo Guedes, isso é injusto, isso precisa ser mudado.

— O governo precisa cortar privilégios para todos, inclusive os atuais servidores –, defendeu o economista.

Militares e poderes

Durante audiência pública na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara de Deputados na manhã desta quinta-feira, Uebel acrescentou que essas mudanças podem partir do Congresso.

— Concordo que o congresso é soberano e pode, e na minha opinião como cidadão deve, incluir membros de poderes e militares naquele dispositivo que corta totalmente privilégios. Vai ser muito bom pro Brasil se o Congresso fizer isso –, declarou.

ÚLTIMA HORA

Parlamento Europeu culpa Bolsonaro pela tragédia do Brasil

Um debate nesta quinta-feira, 29,  no Parlamento Europeu sobre a crise de covid-19 na América Latina e violação dos direitos humanos resultou numa saraivada de duras críticas ao presidente Jair Bolsonaro, acusado de ser o principal responsável pela tragédia no Brasil.  Ele foi apontado por deputados como o principal responsável pela tragédia no país. Durante o debate, foi criticado o “negacionismo” e a “necropolítica” do mandatário brasileiro.

Deputados que participaram da conversa pediram a UE (União Europeia) para aumentar a cooperação com a América Latina em geral, não apenas na compra e distribuição de vacinas, mas também no combate à desinformação sobre o vírus.

A deputada alemã Anna Cavazzani considerou que a tragédia sanitária do Brasil poderia ter sido evitada, e disse que Bolsonaro tem estratégia deliberada. Afirmou que há uma diferença entre tentar combater o vírus e se recusar a fazer isso.

— Bolsonaro, desde o começo, recusou-se a tomar medidas com base científica, encorajou manifestações de massa, questionou a vacinação, foi à Justiça contra governadores que decretaram medidas de confinamento, e quase 400 mil pessoas estão mortas –, acusou.

ORGULHO

O Instituto Butantan começou a produzir esta semana o primeiro lote da vacina brasileira ButanVac. Este primeiro lote terá 1 milhão de doses. Até junho, a vacina terá 18 milhões de doses disponíveis, informou o governo de São Paulo. A ButanVac – o primeiro antígeno contra a Covid-19 com todas as etapas de produção realizadas em solo brasileiro – ainda não foi testada em humanos. A Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, aguarda mais dados para conceder o aval de teste clínicos, com voluntários.

VERGONHA

O senador Otto Alencar (PSD-BA), que abriu os trabalhos da CPI da Covid na última terça-feira 27, relatou a CartaCapital que foi alvo de ameaças por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. De acordo com o parlamentar, nas últimas semanas, ele chegou a receber cerca de 500 mensagens em seu celular e nas redes sociais com conteúdo intimidatório e ameaçador.

— O meu telefone, nesses últimos 15 dias, você não pode imaginar a quantidade de mensagens de agressão, com palavras de baixo calão, tentando me intimidar –, disse o senador.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.