BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Pecado da omissão


Às vezes o ministro Paulo Guedes deve pensar que os amazonenses têm o nariz furado ao contrário. E como a nossa bancada no Congresso só diz “sim”, o ministro também deve achar que pode tudo porque ninguém faz nada. É um absurdo Guedes dizer que desconhecia os prejuízos gerados à Zona Franca de Manaus  com a decisão de Bolsonaro em reduzir o imposto de importação de bicicletas de 35% para 20% de forma gradual até o fim deste ano.

Na reunião com a bancada do Amazonas, noite desta terça-feira, 23, para avaliar o estragos deixados pelo decreto de Bolsonaro, o ministro saiu pela tangente e disse que foi o último a saber. E o pior ‘r que a banca aceitou digerir o sapo.  O deputado Sidney Leite (PSD), fico até com peninha de Guedes, que, coitado, “não tinha dimensão da quantidade de estados afetados e que só soube da medida após um envio de mensagem feito pelo senador Omar Aziz (PSD)”.

Então, tá!

Pulou fora

Numa reunião que estavam, inclusive , os nossos senadores, o petista Zé Ricardo foi o único que ensaiou chutar o pau da barraca. E protestou porque o ministro, numa tremenda falta de respeito,  não participou de toda a reunião com a bancada federal

— O ministro Paulo Guedes sai da reunião e deixa a assessoria técnica para falar com a bancada do Amazonas – revelou Zé.

Um ferrando milhares

Escalados para descascar o abacaxi, foi a equipe técnica que informou que as medidas foram estabelecidas após pedido de uma associação.

— Falaram que reduziram alíquotas para importar bicicletas a pedido de uma associação de importadores, prejudicando milhares de empregos no Brasil e no Amazonas –, disse.

Descaramento

Em Manaus, o deputado Serafim Corrêa (PSB)  disse nesta quarta-feira, 24, não acreditar que Paulo Guedes não sabia do golpe que  a resolução desferiria Zona Franca.

— É um desplante! –, reagiu o deputado .

Pede pra sair

Serafim lembrou que o  presidente da República anuncia, andando de bicicleta, sem camisa, pelo Twitter, que está reduzindo a alíquota do polo de bicicletas, polo esse tão importante para a região de um país e o ministro nem sabia?

— Então ele tem que pedir para sair, porque o presidente da República já tomou o lugar dele. Está tomando as atitudes por ele –, disparou Sarafa.

Guedes em queda

A cotação de Paulo Guedes entre os empresários anda baixa. Veja que disse terça-feira , 23, um peso pesado da Faria Lima, o quadrilátero paulistano que abriga gigantes empresariais como Bradesco, J.P. Morgan, Google e Facebook.

— O Bolsonaro não cometeu estelionato, sempre foi o que é, só não via quem não queria. Quem nos traiu foi Paulo Guedes –, detonou.

Ministro incapaz

Para esse empresário, o episódio da intervenção de Bolsonaro na Petrobras apenas deixou clara a incapacidade do ministro de controlar os ímpetos antieconomia de mercado e estatizantes do presidente.

Pau da barraca

A cotação de Guedes há muito já andava em baixa. Ciente disso, o próprio ministro fazia questão de repetir uma frase de efeito a todo empresário que sinalizasse impaciência diante da sua nunca cumprida agenda liberal:

— Eu posso não conseguir fazer o que vocês querem, mas sou a garantia de que não haverá alguém que fará o que vocês não querem.

E concluía, desafiador:

— Eu sou o pau da barraca!

Amarrados na maca

O Jornal Nacional fez uma denúncia grave que deve ser averiguada para que seja dada uma resposta à sociedade.

Pacientes com Covid estariam sendo amarrados a macas em um hospital público em Parintins, no Amazonas, por falta de medicamentos para sedação.

Pacientes com Covid do Hospital Municipal Jofre Cohen, em Parintins, a 370 km de Manaus, estão inconscientes, intubados e em estado grave.

Falta sedativo

De acordo com o telejornal, os pacientes infectados passaram o fim de semana amarrados nas próprias macas, com nós improvisados com gaze. O motivo: acabou o sedativo usado na intubação.

Risco de morte

A presidente da Associação de Medicina Intensiva Brasileira disse que diante da situação de não ter sedativos, o procedimento de amarrar o paciente não está errado e explicou o que pode acontecer quando acaba o efeito da sedação.

— A primeira coisa que pode acontecer é uma auto-extubação. Ele tira o tubo e isso pode levar, inclusive, a uma parada cardíaca —, advertiu.

Parintins responde

A prefeitura de Parintins enviou nota ao BMA respondendo à denúncia do JN. A justificativa está baseada no posicionamento do médico o amazonense Nestor Cordeiro Neto, que atua como médico intensivista em São Paulo, inscrito no Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (CREMESP).

Estado afirmou que o município está abastecido com sedativos 

Contenção mecânica

Ao abordar a contenção mecânica utilizada nas Unidades de Cuidados Intermediários (UCIs) do hospital Jofre Cohen ele garante que o procedimento

é utilizada para a preservação da vida do paciente, uma vez que ela evita a retirada de cateteres, tubo orotraqueal e sondas pelo próprio paciente.

Estaria se debatendo

Com base no vídeo divulgado, que mostra um paciente contido em uma maca, Nestor Cordeiro rechaça que ele estava sem sedativos. Segundo o médico intensivista, se não houvesse sedativos, o paciente estaria com alto nível de ansiedade e se debatendo.

— A contenção não substitui os sedativos, mas é um mecanismo preventivo. A utilização dos medicamentos mantém os pacientes anestesiados, mas minimamente acordados –, afirma o médico.

Tudo certo como...

Parece que não surtiu efeito a cutucada que o senador Eduardo Braga (MDB-AM) deu no ministro Eduardo Pazuello. Por ocasião da sabatina ao ministro, no Senado, Eduardo colocou pra cima e o xará concordou com tudo, mas nada fez para acelerar a vacinação.

...Dois e dois são cinco

Ao contrário, Pazuello cancelou datas que já haviam sido anunciadas previamente, como o inicio da imunização para pessoas a partir de 50 anos. Dudu chegou a ser ríspido e sem papas na língua.

— Não está tudo bem. Não está tudo certo. E não foi feito tudo que poderia ser feito –, disparou Dudu.

Por Mário Adolfo

“Eu avisei”

Eduardo (no traço de Mário Adolfo)  também  lembrou ao xará de uma reunião ocorrida entre eles, na sede do ministério, ainda em dezembro de 2020.

— Eu já dizia que iríamos enfrentar uma onda muito grave. Sugeri, ainda, que assumisse uma unidade hospitalar no Amazonas diante da comprovação da ineficiência do Governo do Estado durante a primeira onda da doença –, cutucou.

É proibido cortar luz`

Fica proibido o corte de serviços  de água e energia elétrica por falta de pagamento, ao menos enquanto durar a pandemia. A Lei proibindo o corte aprovada na manhã desta quarta-feira (24), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

Multa pesada

Um dos pontos acrescentados à Lei, é a multa de 35 salários mínimos que as concessionárias prestadoras desses serviços devem pagar caso haja descumprimento de Norma.

— Fizemos algumas pequenas, mas importantes modificações em alguns parágrafos da lei para trazer mais segurança e melhor servir à população –, disse o deputado Felipe Souza (Patriota), um dos responsáveis pela mudança na Lei.

Olha o leão aí!

A Receita Federal divulgou nesta quarta-feira as regras para declaração do Imposto de Renda de 2021.

A apresentação da declaração do IR 2021, ano-base 2020, começa na segunda-feira da próxima semana, dia 1º de março, a partir de 8h. E se estende até o dia 30 de abril.

Tá na Rede

O contribuinte poderá baixar o programa gerador da declaração a partir desta quinta-feira. As empresas têm até o dia 28 deste mês para entregarem aos seus empregados o comprovante de rendimentos.

Números do imposto

A Receita informou que espera receber 32,6 milhões de declarações. No ano passado, a Fisco recebeu 31,9 milhões de declarações. Com isso, o governo espera que cerca de 1,7 milhão contribuintes a mais prestem contas ao leão neste ano.

Do total de declarações, a expectativa 60% tenham imposto a restituir, 21% não tenham imposto a pagar ou restituir, e 19% de impostos a pagar.

ÚLTIMA HORA

O presidente Jair Bolsonaro encerrou nesta quarta-feira, 24, uma entrevista em Rio Branco, no Acre, após ser questionado sobre a anulação da quebra do sigilo bancário do seu filho mais velho, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ). Irritado, o presidente anunciou o fim da coletiva de imprensa antes mesmo da conclusão da pergunta.

— Acabou a entrevista!,  declarou Bolsonaro, deixando o local em seguida.  Na tarde desta terça-feira, 23, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu acolher um dos pedidos da defesa de Flávio e anular a quebra do sigilo bancário e fiscal do parlamentar no âmbito das investigações das "rachadinhas".

Irritado, Jair Bolsonaro gritou "a entrevista acabou!" retirando-se da coletiva, no Acre

Por 4 votos a 1, a Quinta Turma do STJ derrubou a quebra de sigilo. A decisão do STJ deve levar ao esvaziamento da denúncia apresentada contra o senador na investigação que apura indícios de desvios de salários de funcionários em seu antigo gabinete na Assembleia Legislativa do Rio, quando ele era deputado estadual.

ORGULHO

Um projeto piloto denominado “Purifygo” ou “Purify and Go”- purifica e anda – já está funcionando em Ancona, na Itália. Quatro ônibus estão rodando pela cidade. Eles filtram e limpam o ar enquanto viajam no trajeto Ancona-Jesi. A ideia é reduzir o nível de poluição e partículas finas no ar por meio do ônibus chamado “smog-eating”- “devorador de fumaça”. O ônibus foi desenvolvido pela empresa de transporte público Conerobus, em colaboração com a Universidade Sapienza de Roma, a Ansaldo Trasporti e Agt Engenharia, com financiamento da Região de Marche. É o primeiro modelo na Itália e o segundo na Europa. Ele é equipado com um sistema de filtragem que analisa os níveis de particulas e poeira fina presentes no ar e os captura, purificando o ar e reduzindo a poluição atmosférica.

VERGONHA

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, afirmou nesta quarta-feira (24) que vai encaminhar à Corregedoria do Conselho Federal da OAB um pedido de investigação sobre "possível cometimento de infração disciplinar, além de tentativa de uso indevido do nome da Ordem", depois de um grupo conservador de advogados lançar uma canal de denúncias de posts contra Jair Bolsonaro. Uma mensagem do grupo Ordem dos Advogados Conservadores do Brasil (OACB) viralizou nas redes sociais hoje. "Se você receber ou se deparar com vídeos, fotos, ou qualquer outro tipo de postagem ofensiva ao presidente Jair Bolsonaro, sua família e membros do seu governo, seja por parte de políticos, artistas, professores ou qualquer um do povo, envie o material para o e-mail", diz uma imagem divulgada pelo grupo.Felipe Santa Cruz afirmou que a Constituição Federal garante a livre manifestação de opiniões e que esse é um dos pilares de qualquer democracia. "Parece, portanto, que tal 'entidade' desconhece ou despreza a Constituição”.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.