BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Omar decide não convocar Michelle Bolsonaro


O  presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), descartou convocar a primeira-dama do país, Michelle Bolsonaro, para prestar esclarecimento à comissão. A mulher do presidente Jair Bolsonaro foi citada pelo policial militar Luiz Paulo Dominghetti em mensagens que tratam de uma negociação por doses da vacina da AstraZeneca contra a covid-19.

— Não, não vamos convocar. Tem muita gente que tira proveito para mostrar intimidade com poder. Tem que ter muito cuidado com isso –, disse Aziz.

O senador advertiu que é  preciso responsabilidade para se chegar à verdade e não se precipitar em “apontar o dedo antes de se ter provas do envolvimento de qualquer pessoa nos crimes que afloram nas investigações" –, escreveu ele no Twitter.

Respingando

Mensagens obtidas por meio da quebra de sigilo telefônico de Luiz Paulo Dominghetti revelaram uma suposto envolvimento da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, na negociação de vacinas superfaturadas da Davati Medical Suply com o governo brasileiro.

Michelle  no circuito

Em conversa no dia 3 de março com uma pessoa de identificada como Rafael Compra Deskartpak, Dominguetti diz:

— Michele (sic) está no circuito agora. Junto ao reverendo. Misericórdia”, disse ele, em  referência a Amilton Gomes de Paulo, que atuou para intermediar a aproximação dos vendedores de vacinas com o Planalto. Rafael pergunta surpreso se é a primeira-dama e Dominguetti confirma: "Esposa sim".

Crise soluços

O governo Bolsonaro já é uma usina e problemas. E agora o presidente  tem que lidar com mais uma crise: a de soluços. São 11 dias soluçando.

Internado

Nesta quarta-feira (14), Jair eu entrada para exames no HFA (Hospital das Forças Armadas) com dores abdominais. A informação foi confirmada um de seus ministros, que pediu para ter o nome mantido em anonimato.

Que vença o melhor

Um dos quatro postulantes às prévias tucanas, convocadas para novembro, o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio disse que o PSDB precisa escolher como candidato à Presidência da República o nome que “motivar mais”.

Furar o bloqueio

Em entrevista ao Valor, ele afirma que é possível furar a polarização entre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Será?

Recolham a ambição

O PSDB, de acordo com Virgílio, tem todas as condições para a furar a polarização Lula x Bolsonaro nas eleições presidenciais, desde que faça uma campanha forte e unida, escolhendo nas prévias o nome que motivar mais.

— Aquele que vencer as prévias tem que ser claramente apoiado por todos. Esse é o caminho que o partido deve seguir. Aqueles que perderem, que recolham sua a ambição –, afirmou .

Ex-prefeito 

Defendendo Miranda

O vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PL-AM), posicionou-se favoravelmente ao arquivamento da representação contra o deputado Luis Miranda (DEM-DF) no Conselho de Ética da Casa.

Parlamento em risco

Nas redes sociais, Ramos disse que não entra no mérito do que diz o deputado Luis Miranda – isso está sendo objeto de investigação da CPI e da PF–, mas é a favor de que a representação contra ele no Conselho de Ética deve ser arquivada de ofício.

— Sob o risco de ofensa à liberdade dos nossos mandatos e ao nosso dever de fiscalizar –, publicou Ramos nas redes sociais.

Cão de guarda

Miranda é alvo de representação movida pelo presidente nacional do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), o ex-deputado Roberto Jefferson, considera um dos mais fieis de guarda de Bolsonaro.

Cão de guarda 2

O cacique alegou que o colega parlamentar teria se utilizado “da periclitante circunstância da pandemia mundial da Covid-19 a fim de criar uma narrativa com o único objetivo de prejudicar o presidente da República”.

Belicão na ZFM

O presidente Jair Bolsonaro tem até amanhã para sancionar ou vetar artigo incluído em uma medida provisória (MP) com o objetivo de acabar com a isenção de PIS/Cofins na importação de petróleo, lubrificantes e combustíveis por empresas sediadas na Zona Franca de Manaus. Isso tem gerado uma disputa entre as distribuidoras de combustível.

Danos morais

O deputado Felipe Souza (Patriotas) ganhou na justiça direito de resposta e indenização por danos morais de apresentador Alex Braga e TV Diário de Comunicação. Em junho do ano passado, o deputado ajuizou ação contra o grupo Diário de Comunicação e o apresentador.

“Contra” a CPI

Em transmissão na televisão aberta, fechada, via rádio, bem como pelas plataformas de transmissão digital, a rede exibiu matéria acusando que o  deputado Felipe Souza de entrar com pedido de liminar na Justiça “para cancelar CPI da Saúde”.

— Essa é uma irresponsabilidade sem tamanho. Como é que  eu queria acabar com a CPI da Saúde, quando na verdade fui um dos parlamentares a assinar e a lutar por meu direito?  –, defendeu-se o Souza, que fez parte da Comissão.

Bagagem Extra

Em operação batizada  como “Bagagem Exata”, o Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (Ipem-AM) verificou se as balanças utilizadas por companhias aéreas no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes seguem os padrões para pesagem de bagagens.

Mala pesada

Os fiscais foram conferir de perto  se o número informado nos instrumentos é, de fato, o que deve ser cobrado do consumidor.

Eles receberam algumas denúncias de consumidores afirmando que sua bagagem não tinha 23 quilos e mesmo assim teve que pagar o excesso.

Tucumã com abacaxí

Na semana passada, um viajante que levava três dúzias de tucumã e quatro abacaxis do Novo Remanso em um isopor, a parentes amazonenses de Brasília, teve que pagar R$ 260,00.

Saiu do check-in falando cobras & lagartos e quase desiste de despachar a  bagagem de sabores dão Amazonas.

ÚLTIMA HORA

Secretário de Cultura nega verba para festival de Jazz por ser evento “antifascista e pela democracia”.

Um festival de Jazz na Bahia foi impedido de captar recursos via Lei Rouanet pela gestão Mario Frias, que comanda a Cultura no governo Bolsonaro.

O parecer desfavorável à nona edição do Festival de Jazz do Capão, analisado no âmbito da Fundação Nacional das Artes, acusa o evento de “desvio de objeto”. Um dos motivos foi uma postagem no Facebook do Festival de Jazz do Capão, na Chapada Diamantina. Na postagem havia uma imagem contendo o slogan “Antifascista e pela democracia”.  O documento é repleto de referências religiosas, entre elas uma citação atribuída ao compositor Bach: “O objetivo e finalidade maior de toda música não deveria ser nenhum outro além da glória de Deus e a renovação da alma”. "Enquanto eu for Secretário Especial da Cultura ela será resgatada desse sequestro político/ideológico!", escreveu  o secretário especial da Cultura do governo Bolsonaro, Mario Frias.

Paulo Coelho e Christina Oiticica vão bancar o festival, mas com uma exigñcoa: " que ele seja antifascista e pela democracia"

O escritor Paulo Coelho, de 73 anos, e sua mulher, a artista plástica Christina Oiticica, de 69, se ofereceram para cobrir os gastos do Festival de Jazz do Capão, na Chapada Diamantina. Na madrugada desta quarta-feira (14), em sua conta no Twitter, o escritor anunciou: “Fundação Coelho & Oiticica se oferece para cobrir os gastos do Festival do Capão, solicitados via Lei Rouanet (R$ 145,000) Entrem em contato via DM pedindo a alguém que sigo aqui que me transmita Única condição: que seja antifascista e pela democracia”.

ORGULHO

O indígena Hugo Pereira Juvêncio, de 22 anos, encheu de orgulho a aldeia Uiramutã, em Roraima. O jovem foi aprovado no curso de Medicina na Universidade Federal do Maranhão. Hugo que saiu de cada aos 17 anos para estudar, passou por algumas dificuldades e agora quer se formar para ajudar a própria aldeia e povos vizinhos.

— Vejo meu povo sofrendo pela falta de médicos e de acompanhamento a idosos, grávidas e crianças. Decidi fazer Medicina por essas pessoas, com atendimento qualificado e humano para todos –, explica.

VERGONHA

Cantores, gravadoras e plataformas de streaming pagas, anunciaram fim de parceria com DJ Ivis após a divulgação de vídeos que mostram o músico agredindo a sua ex-mulher, Pamella Holanda. Nesta terça-feira (13), a Sony Music Brasil, gravadora do artista, e a Som Livre se manifestaram sobre o caso. Segundo informações do G1, o cantor Zé

elipe, que gravou a música "Galega" em parceria com o DJ, manifestou desejo de regravar a canção sozinho, porém a gravadora Som Livre suspendeu os lançamentos com DJ Ivis e decidiu retirar as canções com ele das plataformas digitais. Em sua conta no Instagram,  o cantor Latino publicou um vídeo em que confirma o cancelamento de um videoclipe em parceria com DJ Ivis, previsto para 6 de agosto. "Repúdio a todas as agressões e atos do DJ Ivis contra sua esposa", disse. Além de cantores e produtoras, as duas principais plataformas de streaming, Spotify e Deezer, retiraram todas as músicas de Dj Ivis de suas playlists.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.