BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - O Velho comunista se aliançou



Militante do partido comunista nos anos dourado da União Nacional dos Estudantes (UESA), o ex-governador Amazonino – Mendes que chegou a ser preso por militares nos anos de chumbo –, acaba de se filiar ao Cidadania, iniciando a largada em busca de seu 5º mandato como governador do Amazonas. Guardando as devidas proporções, o lendário líder político retorna às suas origens históricas, afinal, o Cidadania de Roberto Freire tem suas raízes fincadas no velho Partidão, o Partido Comunista do Brasil (PCB), fundado em  1922 com bases ideológicas no marxismo e no leninismo, e sua primeira bandeira trazia uma foice e um martelo cruzados, em amarelo, sob um fundo vermelho.

Genética de esquerda

O novo partido de Amazonino também tem a  ‘genética’ do PPS (Partido Popular Socialista), criado em 1992 após a dissolução da União Soviética. Tanto que herdou do PPS o número 23, utilizado hoje pelo próprio Cidadania.

Menos radical, mais liberal

Por essas e outras, seria quase impossível não considerar o Cidadania como um partido assumidamente de esquerda. Virando a página da história e defendendo uma bandeira menos radical e mais liberal, o partido pretendente ocupar o vão político entre o “Lulismo” e o “Bolsonarismo”.

New Mazoca

É permitido de dizer que o “new Mazoca”,  hoje,  se adapta muito bem ao Cidadania que no admirável mundo novo aposentou  a foice e o martelo e vem flertando escancaradamente com o liberalismo econômico e com um pé  no debate progressista no campo social.

Mudou a cara

Mudou o PCB, mudou o PPS, mudou Roberto Freire e mudou Amazonino. O Cidadania muda a cara de velhos comunistas, que deixaram de ser “declaradamente comunistas” para se encaixar na chamada social democracia.

Justamente a  bandeira do PSDB,  de FHC, Franco Montoro, Mário Covas e José Serra, time que sempre esteve do outro lado da trincheira combatendo a ditadura militar, implantado no golpe de 1964.

"Tamo" juntos

E aí está a  explicação para a reaproximação de Amazonino ao antigo adversário político Arthur Virgílio. Afinal, em fevereiro, o  Cidadania aprovou uma federação com o PSDB.

Tiro certeiro

O Blog do Mário Adolfo apostou que Mazoca ia mesmo se filiar ao Cidadania e, ato contínuo, se reaproximar de Arthur  Virgílio, diante do resgate histórico que o ex-prefeito de Manaus fez  – no lançamento de sua candidatura ao Senado Federal –, à figura do ex-deputado Roberto Freire, seu colega de parlamento.

Fiel escudeiro

A outra pista é que, na festa de lançamento da candidatura de Arthur, estava presente o deputado  Wilker Barreto, este já filiado ao Cidadania, e hoje o mais leal “Sancho Pança” do “Dom Quixote”  Mazoca.

Mulher na vice

Reitora Maria do Carmo Seffair: da academia para a política como candidata a vice

A coluna de opinião do BMA também continua apostando que a candidata de a vice-governadora de Amazonino ao governo do Estado é a professora Maria do Carmo Seffair, reitora do Centro Universitário Fametro.

Olho no Aras

Em setembro de 2021, o então presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), advertiu que o relatório final da comissão será “robusto o suficiente” para não ser engavetado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, próximo ao presidente Jair Bolsonaro.

— Está achando que o cara [Aras] vai matar isso no peito [engavetar] e vai dizer: 'Não, espera aí, eu mato isso no peito e vou resolver'? Não é assim, não –, disse o senador do Amazonas.

Aras matou no peito

Aras fez “ouvido de mercador” e, apesar do recado de Omar Aziz, foi justamente isso que aconteceu: Aras matou no peito e mandou o relatório para a gaveta.

“Zagueirona”

A ministra Rosa Weber (STF) negou nesta quarta-feira (30) pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras, para arquivar o inquérito contra o presidente Jair Bolsonaro (PL) no caso do processo de compra da vacina indiana Covaxin. Nesse inquérito, o presidente é investigado sob suspeita de prevaricação.

Angélica revela assédio

Nesta semana, a apresentadora Angélica, 48, revelou ter sofrido um abuso sexual enquanto participava de uma gravação na França para promover "Vou de Táxi", um de seus maiores hits, no início da carreira.

— "Eu devia ter uns 15, 16 anos. Estava em Paris, fazendo foto. Vieram aqueles meninos todos e quando o fotógrafo falou que era uma brasileira, eles foram chegando perto e se esfregando em mim –, detalhou Angélica.

Onde há fumaça...

O deputado Wilker Barreto (Cidadania)  repercutir a decisão do Ministério Público do Amazonas (MPAM) em instaurar Procedimento Preparatório para investigar suposta ausência de Autos de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) nas unidades de saúde do Amazonas.

Um ano cutucando

O despacho do órgão de controle atende as denúncias feitas pelo parlamentar nos últimos anos na tribuna da Casa Legislativa, sobre a falta do certificado que garante se todas as condições de segurança contra incêndio estão sendo respeitadas.

ÚLTIMA HORA

Exército troca de comando no dia do aniversário do golpe  que instaurou a ditadura militar no Brasil

Enquanto isso, no Palácio da Alvorada: Jair Bolsonaro (PL), comandante do Exército, general Paulo Sérgio, e chefe do Estado-Maior da força, general Amaro

Deu no portal UOL. Apenas um ano depois de uma das maiores crises envolvendo as Forças Armadas, com o presidente Jair Bolsonaro (PL) trocando o comando de Exército, Marinha e Aeronáutica, a nova dança das cadeiras no Exército acontece em um clima mais "tranquilo", nas palavras de militares ouvidos pela coluna. Os preparativos para a troca de comando do Exército estão sendo realizados de forma discreta e sem alarde. Fontes da caserna afirmam, porém, que já está definido que o atual comandante, general Paulo Sérgio, passará o cargo para o general Marco Antônio Freire Gomes, nesta quinta-feira (31) – dia que marca os 58 anos do golpe que instaurou a ditadura militar no Brasil (1964 e 1985).

O evento será no Clube do Exército, no Lago Sul, em Brasília, às 17h, e o presidente Bolsonaro é esperado pelos militares. A transmissão de cargo, a princípio, será fechada à imprensa. Aproximação na Rússia Freire Gomes é um general quatro estrelas (topo da carreira), foi instrutor da Aman (Academia Militar das Agulhas Negras) e é bastante respeitado pelos pares. Além disso, cumpre o critério de antiguidade previsto para a escolha de um Comandante. Ele conquistou a simpatia de Bolsonaro, segundo auxiliares, durante a viagem à Rússia em fevereiro.

ORGULHO


Pela primeira vez na história do Oscar, um ator surdo sobe ao palco para receber a estatueta de Melhor Ator Coadjuvante. Troy Kotsur (foto) interpretou Frank Rossi em ‘No Ritmo do Coração’. “É incrível estar aqui. Não consigo acreditar que estou aqui”, expressou o artista, em um discurso emocionado. Entre os concorrentes para o prêmio, estavam Ciarán Hinds, Jesse Plemons, J.K. Simmons e Kodi Smit-McPhee. Além disso,  ‘No ritmo do coração’ ganhou o Oscar de melhor filme com a novidade de que a categoria vai para plataforma de streaming pela 1ª vez.

VERGONHA

Mortes de mulheres continuam constantes no país. Em todo o ano de 2021, houve 1.319 feminicídios. Isso significa que houve uma morte de mulher a cada sete horas, segundo dados divulgados no Dia Internacional da Mulher, pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.  O levantamento também mostra que houve um aumento de 3,7% em casos de estupros contra as mulheres entre 2020 e 2021, totalizando 56.098. O documento foi baseado em boletins de ocorrência registrados nas 27 unidades da federação.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.