BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - O último duelo entre Mazoca Kid e David Bill


Os observadores políticos dão seu pitaco, já considerado os resultados das eleições como fato consumado. “Diferença de apenas 15 dias entre uma rodada e outra da disputa diminui possibilidades de reversão”, garantem alguns deles.  Mas não é bem assim. Já vimos grandes  viradas eleitorais – às vésperas da votação –, quase sempre  provocadas por “fatos políticos” que tomaram a eleição das mãos de muito candidato que já se considerava vitorioso.  Portanto,  conduzir a campanha na “ponta dos dedos”, como dizem os narradores de Fórmula 1, é  uma questão de precaução e inteligência.  Muitos avaliam também, precipitadamente, diga-se,  que a  tendência é que se confirme o candidato que ganhou no 1º turno.  “A não ser que essa diferença chegue a mais ou menos 4 pontos percentuais”. E é justamente aí que, no cenário de Manaus, a porca “torce o rabo”.

Diz o Ibope

Na última pesquisa Ibope encomendada pela Rede Amazônica e divulgada nesta sexta-feira (27), os números indicavam os seguintes percentuais de intenção de votos válidos para o segundo turno das Eleições 2020 para a Prefeitura de Manaus – David Almeida (Avante) 52% e Amazonino Mendes (Podemos) 48%.

Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto. Façam suas apostas!

Fora do debate

No apagar das luzes da campanha, David Almeida (Avante) decidiu não participar do último debate da Rede Amazônica, na noite de sexta–feira, 27. O motivo foi o agravamento da das condições de saúde de sua mãe, que luta contra a CVovid-19.

Motivo forte

David lembrou que, “diferente de seu adversário”,  tem participado de debates desde o primeiro turno.

— Por isso, peço a compreensão dos manauaras para as circunstâncias que causaram a minha ausência no debate desta noite.

Mazoca magoou

O tetra-governador e tri-prefeito, Amazonino Mendes (Podemos),  sai da campanha bastante machucado.. Disse que nunca viu, em 40 anos de vida pública, tantos ataques à sua pessoa. Mazoca acusou o adversário David Almeida de atacá-lo do ponto de vista pessoal.

— Disse eu estou gagá, me matou não sei quantas vezes, me mandou para os hospital, me internou não sei quantas vezes ! – protestou o Negão.

As lições de 2020

As eleições municipais de 2020 deixaram algumas lições. A primeira delas aponta um  consenso de que houve uma rejeição quase que completa ao bolsonarismo.

O presidente encolheu

Os candidatos que usaram o apoio do capitão como muletas,   que passaram para o segundo turno, agora fazem questão de afirmar uma posição de independência com relação ao presidente da República.

Mesmo assim estão tendo dificuldades para vencer as eleições. Houve e continua havendo um crescimento do processo de rejeição ao governo Bolsonaro.

Perdeu o gás

Com 22 meses de governo, Bolsonaro já perdeu o gás que poderia influenciar o desempenho de seus candidatos. Tanto é que algumas candidaturas que receberam seu apoio foram derretendo no processo eleitoral.

Senão vejamos: Delegada Patrícia Domingos (Podemos) em Recife, Marcelo Crivella (Republicanos) no Rio de Janeiro, Celso Russomano (Republicanos) em São Paulo e Bruno Engler (PRTB), em Belo Horizonte.

PT deve fazer uma DR

E do lado da esquerda? Até mesmo para os petistas de raiz, o partido uma DR (discutir a relação). Isto é,  precisa de fato fazer uma boa avaliação disso tudo.

Estratégia errada

Alguns líderes do PT avaliam que a estratégia que foi adotada pelo PT nestas eleições de 2020 foi equivocada.

—  A estratégia privilegiou uma tentativa de resgatar a imagem do PT e a imagem do próprio presidente Lula, embora na prática se tenha visto que em cada campanha cada candidato foi defender as suas ideias, o seu projeto –, analisa o senador Humberto Costa.

A rachadinha de Silas

Os ministros Luís Roberto Barroso e Edson Fachin votaram sexta-fgeira, 27, pela condenação do deputado Silas Câmara (Republicanos-AM) por peculato, pela prática de rachadinha. As informações são de O Antagonista.

A pena proposta é de 5 anos e 3 meses de prisão no semiaberto, pagamento de multa de R$ 110,7 mil, devolução de R$ 248,2 mil e perda do mandato.

Cadê o meu?

Coordenador da Frente Evangélica no Congresso, Silas Câmara (no traço de Kleber Sales)  foi acusado de exigir a devolução de salários de ao menos 17 assessores parlamentares e de usar servidores, pagos pela Câmara, para serviços particulares.

Sacola do “Almeida”

Segundo a PGR, os fatos ocorreram entre 2000 e 2001. A denúncia diz que cabia a um secretário, Raimundo da Silva Gomes, conhecido como “Almeida”, recolher dos assessores parte do salário ou mesmo tudo que eles recebiam.

Barroso pediu cinco anos de prisão e perda do mandato de Silas 

Sentença no plenário

O julgamento virtual começou sexta-feira, mas foi interrompido por Kassio Nunes Marques, que quer levar o caso para discussão oral no plenário do Supremo, onde será proferida a sentença.

É mentira

É falsa a imagem que circula nas redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas sobre a queda de uma ponte localizada na zona Oeste de Manaus como se fosse atual e provocada pelas chuvas dos últimos dias na cidade.

Aconteceu em 2014

O alerta foi feito pela Prefeitura de Manaus. A verdade: a referida estrutura, situada no conjunto Augusto Montenegro, que interliga o conjunto ao bairro Lírio do Vale, realmente cedeu em 2014.

Mas a Secretaria de Infraestrutura  recuperou a ponte  em 90 dias, entregue no mesmo ano pelo prefeito Arthur Virgílio Neto aos moradores.

Corra!

Termina amanhã, 30/11, o prazo para solicitar os créditos do Imposto Sobre Serviço (ISS) como abatimento no lançamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de 2021.

Também no Refis

Em paralelo, as negociações de dívidas com o município, por meio do Programa de Recuperação Fiscal do Município de Manaus (Refis Municipal), seguem até o dia 21 de dezembro, exclusivamente on-line.

Opções de parcelamento

É só acessar o portal de serviços Manaus Atende (http://manausatende.manaus.am.gov.br).

Basta clicar no banner do Refis com o título “Refis 2020” e preencher os dados pessoais necessários para o cadastro, com as opções de parcelamento.

48 parcelas

Podem ser negociados débitos relativos ao IPTU, ISS, Autos de Infração e taxas tributárias municipais. O contribuinte poderá pagar o débito fiscal em até 48 parcelas mensais e sucessivas ou quitar a dívida a vista, sendo neste caso, com desconto de 100% dos juros e multas.

ÚLTIMA HORA

Quem trabalha com a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, reclama do estrelismo dela. A informação foi divulgada pelo jornal Correio Baziliense.  Muitos, no entanto, preferem ficar em silêncio temendo perder o emprego, escreveu o veículo. Segundo relatos de pessoas do governo, a primeira-dama chegou aos Palácios do Planalto e da Alvorada muito gentil e demonstrando bastante humildade. Mas, com o passar do tempo, a forma de Michelle Bolsonaro tratar as pessoas que transitam ao seu redor mudou radicalmente.

A arrogância passou a ser frequente. “Nem de longe parece aquela moça humilde vinda da Ceilândia. O poder subiu à cabeça”, diz um influente servidor do governo.

VERGONHA

O megaestoque de cloroquina encalhado nas farmácias da rede pública de Blumenau é suficiente para um século de demanda. As 36 mil doses enviadas pelo Ministério da Saúde a pedido da prefeitura, para serem prescritas a pacientes de Covid-19, vencem no dia 1º de maio de 2022. A procura tem sido muito pequena. Entre 21 de agosto, quando os medicamentos chegaram ao município, até 23 de novembro, apenas 89 doses foram retiradas por blumenauenses com prescrição médica. São menos de 30 comprimidos entregues por mês. Neste ritmo, seriam necessários mais 100 anos para dar fim aos 35.911 restantes. Questionada pela coluna, a Secretaria Municipal de Saúde não informou o que pretende fazer com a cloroquina de sobra.

ORGULHO

O bom exemplo vem de longe: A Nova Zelândia tem pela primeira vez na história uma mulher indígena como ministra das Relações Exteriores. Nanaia Mahuta, que assumiu este mês o cargo, faz parte dos povos ancestrais neozelandeses. Ela é da tribo maori e tem uma tatuagem no rosto. A primeira-ministra Jacinda Ardern que foi reeleita este ano – e ganhou notoriedade mundial por conseguir controlar a pandemia dentro do país – compôs o gabinete mais diverso do planeta. Nele, há espaço para homens, mulheres, gays, indígenas, cientistas e até adversários políticos. E no parlamento de 120 integrantes, as mulheres representam mais da metade e quase 10% são assumidamente homossexuais ou transgêneros.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.