BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - O povo “roendo osso” e Bolsonaro gasta R$ 1.062 milhão dos cofres públicos em motociatas


O povo faminto na fila do açougue pra comprar osso e o Estado brasileiro gasta R$ 1,062 milhão com apenas três motociatas realizadas pelo presidente Jair Bolsonaro: a do Rio, em maio, e as de São Paulo e de Chapecó (SC), em junho.

O valor, informado pela Presidência da República e pelo Gabinete de Segurança Institucional ao Tribunal de Contas da União, consta de um processo sigiloso que será julgado pela ministros do Tribunal de Contas da União na tarde desta quarta-feira na corte de contas. A portas fechadas, em uma reunião reservada, os ministros vão avaliar se o presidente cometeu irregularidades ao promover esses três eventos usando o dinheiro público para bancar segurança e transporte dele mesmo e de seus convidados.

Sigiloso

O processo é tratado como sigiloso no tribunal por envolver despesas com a segurança do presidente. Mas também por tratar de um assunto que é politicamente delicado para Bolsonaro.

CPI pediu devassa

A devassa foi requisitada pelos integrantes da CPI da Covid, incomodados com o fato de Bolsonaro reunir multidões sem usar máscara durante a pandemia e com o propósito de se autopromover.

Torrando combustível

Ao avaliar os gastos com as motociatas, equipe técnica do TCU considerou apenas os gastos com a segurança do presidente e a estrutura usada nos deslocamentos, como veículos, combustíveis.

O rombo é maior

O rombo é bem maior que R$ 1,062 milhão. Não foram incluídas no relatório moticiatas e Bolsonaro em Brasília (DF), Uberlândia (MG), Santa Cruz do Sul (RS) e Pernambuco (PE). Os dados não foram contabilizados porque elas ocorreram depois do pedido de levantamento.

Fora Bolsonaro

O ex-senador João (PT) está convocando antigos companheiros do movimento estudantil dos anos de chumbo para votar às ruas nesta sábado, 2 de outubro, para   participarem do Ato Fora Bolsonaro.

— Conclamo os democratas, militantes de esquerda e movimentos sociais para, a parir das 15h,  vir à  Praça da Saudade neste sábado e  caminhar até a Praça do Congresso –, apelou o petista.

Ferrando a ZFM

O deputado federal José Ricardo (PT-AM) disse que o argumento usado para conter a inflação em 2022  é apenas um pano de fundo para ferrar a Zona Franca de Manaus.

Ferrrando a ZFM 2

De acordo com o petista, a alta da inflação deve ser contida por meio da redução em 10% o Imposto de Importação (II) usado pelo Mercosul no comércio com outros países, de produtos e insumos vindos do exterior, já.

— Reduzir Imposto de Importação é atacar, mais uma vez, a Zona Franca de Manaus (ZFM), ao promover ainda mais a abertura de mercado, tornando o produto importado mais competitivo frente ao nacional –, rebateu Zé.

“Liberdade de opinião”

Os bolsonaristas agora estão confundindo liberdade de expressão com negacionismo e o “direito” de escrever toda forma de sandices nas redes sociais.

Em depoimento à CPI da Covid, o empresário bolsonarista Otávio Fakhoury questionou a eficácia de vacinas, afirmou que máscaras não funcionam e defendeu medicamentos ineficazes contra a Covid-19.

E mais: ele invocou a “liberdade de opinião” como um direito para ter essas posições.

Recado ao véio

E por falar em CPI, os senadores Omar Aziz (PSD/AM) e Renan Calheiros (MDB/AL) iniciaram a participação na reunião da CPI da COVID, na manhã desta quinta-feira (30/09), mandando um recado ao empresário Luciano Hang.

"A justiça itá tomar conta do sorriso e pirotecnias de Hang", disse Omar Aziz

e pirotecnias"de Hang

Quem ri por último...

O primeiro a falar foi Aziz, presidente da CPI. Ele criticou o que classificou de "sorrisos e pirotecnias" de Hang.

—  A Justiça irá tomar conta do sorriso, da pirotecnia –, afirmou o senador.

Wilson na embaixada

O governador Wilson Lima se reuniu nesta quinta-feira (30/09), em Brasília, com o embaixador do governo alemão, Heiko Thoms, e demais representantes do país europeu.

Entre as pautas discutidas, a cooperação para o combate ao desmatamento no Amazonas e investimentos em áreas de interesse do Estado. O encontro foi na Embaixada da Alemanha.

Pauta verde

No encontro, Wilson Lima ressaltou a importância do Cadastro Ambiental Rural (CAR) para o desenvolvimento de políticas sustentáveis.

O CAR é obrigatório para todos os imóveis rurais e tem a finalidade de integrar as informações ambientais das propriedades e posses rurais.

ÚLTIMA HORA

LULA – “Petrobras está acumulando verba para pagar acionista americano"

Enquanto o Brasil enfrenta o aumento nos preços do combustível, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou o alinhamento dos preços do petróleo às cotações internacionais. Para o ex-presidente, o modelo beneficia apenas os acionistas da Petrobras, enquanto a população continua a ser a vítima da alta no preço do combustível.

— São vítimas quando pagam o preço do combustível, e são vítimas quando pagam o preço do feijão no mercado –, disse.

Segundo Lula, o  que está acontecendo é que a Petrobras “está acumulando verba para pagar acionista americano", avaliou o ex-presidente, em entrevista à Rádio Capital, de Cuiabá.

ORGULHO

Alta: Pelé vibra ao deixar o hospital

Uma notícia feliz. Pelé enfim recebeu alta. Internado desde 31 de agosto, o Rei do Futebol deixou o hospital nesta quinta-feira (30), após o seu maior período de internação. O ex-jogador retirou um tumor no intestino. O boletim médico divulgado pelo hospital informou que o Rei seguirá em quimioterapia após a retirada do tumor no intestino. Edson Arantes do Nascimento recebeu alta do Hospital Israelita Albert Einstein na manhã desta quinta-feira, 30 de setembro de 2021. O paciente encontra-se estável e seguirá em quimioterapia, após a cirurgia de retirada de tumor no intestino, realizada em 4 de setembro", diz a nota do hospital.

VERGONHA

Criança armada é exemplo de "civilidade, patriotismo e e orgulho", fiz Bolsonaro

Uma criança vestida com a farda da Polícia Militar de Minas Gerais e com uma arma de brinquedo nas mãos subiu ao palco, ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), durante uma cerimônia realizada na manhã desta quinta-feira (30) na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte.  A fabricação, a venda, a comercialização e a importação de brinquedos, réplicas e simulacros que possam se confundir com armas de fogo são proibidas pelo Estatuto do Desarmamento. O presidente disse que "cumprimenta" os pais do menino, de 6 anos, pelo que chamou de exemplo de "civilidade, patriotismo e respeito".

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.