Calendário

outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Dito & Feito – O gol de placa de Arthur

A administração do  prefeito Arthur Virgílio (PSDB) acaba de marcar um gol de placa.

Anunciou o resgate do Hotel Cassina, um dos mais históricos emblemáticos prédios de Manaus que estava se acabando em ruínas, desgastado pelo tempo, abandono e omissão do poder público. Como disse o próprio Arthur – que chegou a se emocionar ao visitar o interior do antigo hotel –, a reconstrução do Cassina é ”o sonho alimentado por várias gerações de manauaras”.

— Uma cidade  sem a sua identidade é uma cidade sem coração, sem espírito, sem alma. E Manaus estava sem alma. Por isso, fico muito feliz em dizer que vou cumprir com meu papel e isso me deixa muito comovido, muito –, disse.

Barões da borracha

O prédio é um dos maiores ícones do apogeu do ciclo da borracha na região.

A ação é parte do pacote de obras em homenagem aos 350 anos da capital.

O prefeito revelou que desde o seu a sua primeiro governo, que começou em 1989, havia essa preocupação com o centro histórico.

Medo de incêndio  

O deputado estadual Wilker Barreto (Podemos)  quer saber se as unidades hospitalares do Estado possuem Alvará de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB). 

Melhor prevenir

O requerimento foi encaminhado à Mesa diretora da Assembleia, à Secretaria de Estado de Saúde (Susam) e ao Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM).

Dever de casa

Wilker disse que o que  aconteceu no  hospital Badin,  no Rio de Janeiro, chocou a todos nós.

— Depois desse incidente, soubemos que apenas 10% das unidades hospitalares tem o Alvará de Vistoria do Corpo dos Bombeiros no Rio. Logo, o Amazonas precisa fazer o seu dever de casa também – cutucou o parlamentar da oposição.

Condenado “véio da Havan”

O empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan – que se encontrava ontem em Manaus –, foi condenado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por ‘propaganda eleitoral irregular’. A sentença é definitiva.

Voto ou demissão?

Conhecido como Véio da Havan, coagiu funcionários a votar no então candidato Jair Bolsonaro (PSL) na disputa presidencial de 2018.

Claque obrigatória

A condenação foi baseada num vídeo em que o empresário pede voto de seus funcionários:

— Todos sabem a minha posição. Eu sou Bolsonaro! Bolsonaro! Quero uma salva de palmas! –, gritava no vídeo.

Na sequência, pediu a todos que saudassem aquele candidato, em coro: “Bolsonaro! Bolsonaro! Bolsonaro!”.

Saúde na UTI

Presidente da  Comissão de Saúde e Previdência da Assembleia Legislativa, a deputada Mayara Pinheiro disse que é preciso criar uma regra específica para a terceirização na saúde.

— Sugeri mudanças nos processos de licitação. As empresas, além da certidão negativa, precisariam apresentar um fundo de segurança para a prestação de serviço ao Estado –, explicou a deputada.

Raio-X da crise

A sugestão foi feita durante  reunião, na manhã desta quarta–feira (18), com representantes dos sindicatos, da Secretaria Estadual de Saúde (Susam) e alguns parlamentares.

O governo paga…

Mayara admite que essas são medidas a médio e longo prazo.

Mas neste primeiro momento, nós precisamos intermediar junto à Susam, Ministérios Públicos Estadual e do Trabalho, medidas que impeçam novos atrasos no pagamento de salários.

… Terceirizadas não repassam!

—  Lembrando que o Governo efetua estes pagamentos, mas as terceirizadas não repassam os valores –, reafirmou Dra. Mayara.

Fim da terceirização

Já a vice-presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB), comemorou a proposta do Governo de acabar com os contratos de terceirização na saúde.

Chega de sofrimento

Para ela, isso vai por fim às constantes notícias sobre atrasos de salários de trabalhadores do setor, já que o Executivo pretende investir na realização de concursos públicos e processos seletivos simplificados.

— É uma alegria saber que o Governo quer acabar com a terceirização na saúde, quer fazer mais concursos, chamar concursados e fazer um processo seletivo –, festejou La Campelo.

EM ALTA

O bom exemplo que merece aplausos vem lá do Colorado (EUA)  Os bisavós de Elijah, de 5 anos – que adora o filme “Up, Nas Alturas”, da Pixar – se vestiram como as personagens do desenho, Ellie e Carl, para comemorar o aniversário do menino. As fotos, feitas em Greeley, no Colorado,  ficaram tão lindas que viralizaram. Os bisavós de Elijah, Richard e Caroline Bain se parecem muito com os personagens do cnema, Carl e Ellie do filme.

EM BAIXA

A ideia da grife norte-americana Bstroy não poderia ser mais infeliz. Em seu desfile, ocorrido no último fim de semana em Nova York, modelos vestiam moletons com furos de balas e estampavam o nome das escolas onde os maiores ataques de atiradores aconteceram nos Estados Unidos. No domingo um dos donos da marca Brick Owens , postou fotos das roupas no Instagram com grande repercussão. Na terça-feira à tarde a publicação já estava bombardeada com críticas de sobreviventes de violência armada e familiares das vítimas.

Deixe uma resposta