BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - O fascínio dos militares pelo poder político


Do Marechal Deodoro, proclamador da República aos generais que governaram o Brasil após o golpe de 1964, os militares sempre tiveram fascínio pelo poder político.

Com a redemocratização do país, houve uma “trégua”, mas com a chegada do ex-capitão do Exército ao governo, eles retornaram com força total. Levantamento do Tribunal de Contas da União (TCU) identifica 6.157 militares da ativa e da reserva em cargos civis no governo do presidente Jair Bolsonaro. O número é mais que o dobro do que havia em 2018, no governo Michel Temer (2.765).

Se lá em cima é assim, aqui por baixo não poderia ser diferente. Em Manaus, nas eleições 2020, nada menos que três militares do Exército Brasileiro deitam olho gordo na cadeira ocupada por Arthur Virgílio (PSDB) – Coronel Alfredo Menezes (Patriotas), Coronel Alberto Neto (Republicanos) e Major Romero Reis (Novo). Para a Câmara Municipal, então, uma enxurrada de milicos  da Polícia Militar brigam por uma cadeira de vereador.

A farda pelo paletó

Em Manaus, um levantamento feito pelo Blog do Mário Adolfo (BMA) aponta que  18 Sargentos,  16 Coronéis, 7 Cabos,  2 Bombeiros e 6 Delegados da Polícia Civil  estão disputando um cargo de vereador na Eleições de novembro.

Onda bolsonarista

De acordo com o jornal o Globo, na primeira campanha após a vitória de Jair Bolsonaro, que foi acompanhada de uma eleição recorde de agentes de segurança para cargos legislativos.

E este ano mais de dois mil policiais e militares estão disputando  um cargo de prefeito, vice-prefeito ou vereador em todo o pais.

Pelotão nas urnas

O levantamento do jornal mostra que ao menos 2.239 policiais militares e membros das Forças Armadas pediram afastamento de suas funções para concorrer.

Está aumentando

Especialistas afirmam que a participação de policiais na política vem crescendo há 15 anos, mas a vitória eleitoral de Bolsonaro alavancou o processo.

Eles alertam para o risco de politização das tropas e chamam a atenção para o curto período de quarentena dos PMs na saída e na volta aos quartéis após o pleito.

Uns podem, outros não

Por exemplo, membros do Ministério Público e do Judiciário concursados depois de 1988, não podem integrar partidos políticos e são obrigados a largar a carreira para serem candidatos.

Recentemente, policiais que assinaram manifestos antifascistas foram alvos de dossiê do Ministério da Justiça.

Mais de 50 militares disputam a eleição em Manaus 

Nicolau contra-ataca

Ricardo Nicolau reagiu ao que ele chama de “campanha de baixarias promovidas” pelos adversários em seu programa de TV e rádio.

Segundo o candidato a prefeito, isso se deve às pesquisas eleitorais divulgadas nas últimas duas semanas que consolida seu nome no segundo turno.

Nicolau rebateu ataques de adversários 

— Os caciques de sempre se uniram para atacar a nossa candidatura. Nos atacam na televisão, nas redes sociais e nos atacam covardemente com panfletos apócrifos jogados nas ruas – disparou Nicolau.

A quem tem fome

A exemplo do Fome Zero dos governos petistas, o  candidato David Almeida (Avante) tem dois programas para dar de comer a quem tem fome.

O “Prato do Povo” e “Prato da Criança” – que ele pretende implantar assim que chegar à prefeitura.

São eles que vão para garantir acesso à alimentação saudável às pessoas em situação de vulnerabilidade social e alunos da rede municipal de ensino.

David quer criar o 'Prato Cidadão' 

Prato a R$ 1,00

David antecipou que isso será feito através da criação de uma rede de restaurantes – um no Centro e outros nas regiões mais carentes da capital, capacitados para fornecer, diariamente, o chamado “Prato do Povo”, que custará, apenas R$ 1.

Pretensão

Preocupado com a aproximação de Joe Biden à Casa Branca, o presidente Jair Bolsonaro começou a mandar um monte de recado para o democrata. E Biden, claro, deve estar morrendo de medo.

Isolado

É claro que se  Joe Biden vencer, Bolsonaro vai ficar isolado, principalmente se continuar com a política equivocada de depredação do ambiente.

Órfão de Trump

Como disse o Antagonista, um fato, porém, é evidente: Jair Bolsonaro já está se sentindo órfão de seu protetor Donald Trump, “e pretende jogar o Brasil numa guerra comercial insana, isolado do resto do mundo, um pária”.

Escola de negócios

A deputada Therezinha Ruiz (PSDB) participou nesta quinta-feira (05), do lançamento virtual do projeto de criação da Escola de Negócios denominada Rainforest Social Business School – RSBS/UEA.

UEA vai ganhar primeira Escola de Negócios da Floresta

Por meio de Emenda Parlamentar, Ruiz destinou recursos no valor de R$ 500 mil à Universidade do Estado do Amazonas (UEA) para a implementação da Escola.

Olho no futuro

O reitor Cleinaldo Costa destacou o esforço coletivo da instituição em propor a melhoria das condições de vida das populações da região.

— Isso será feito através da pesquisa e de projetos voltados para o desenvolvimento de novas matrizes econômicas, em bases sustentáveis na Amazônia – disse ele.

Tiro pela culatra

A viagem do vice-presidente, general Hamilton Mourão (PRTB), à Amazônia não repercutiu bem entre ambientalistas e servidores dos órgãos ambientais.

Ficou claro, pelo roteiro do sobrevoo, que o general camuflou as áreas onde realmente a devastação da floresta e as queimadas são aterrorizantes.

Vice-presidente esteve no município de Iranduba 

Isso foi visto como uma tentativa do governo brasileiro tenta convencer diplomas de que a política ambiental brasileira não é destrutiva.

O que eles vão pensar?

Foram convidados diplomatas de diversos países, entre eles os embaixadores de Alemanha, Suécia, África do Sul, Canadá, Colômbia, Peru e União Europeia.

Também foram chamados diplomatas do Reino Unido, da França e de Portugal, além da secretária-geral da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA), María Alexandra Moreira López.

Ai não tem fogo

De acordo com o roteiro divulgado pelo Conselho Nacional da Amazônia, os diplomatas devem visitar roteiros nas cidades de Manaus, São Gabriel da Cachoeira e Maturacá.

Sobrevoo no paraíso

Um servidor do Ibama que trabalha na região amazônica não concorda com a forma que o governo brasileiro escolheu para tratar o assunto.

— Temos as estatísticas oficiais, os monitoramentos independentes e as imagens de satélite. Não é um sobrevoo por áreas que estão conservadas e protegidas que apaga isso –, pondera. A identidade dele não será divulgada a pedido.

Aviso aos diplomatas

A organização não governamental Greenpeace cobrou investimentos na proteção ambiental e enviou um comunicado aos diplomatas que participam de viagem à Amazônia propondo um roteiro alternativo.

Na rota do Greenpeace foram incluídas áreas vulneráveis no bioma e que têm registrado focos de desmatamento e incêndio nos estados do Pará e do Amazonas.

ÚLTIMA HORA

A Comissão Nacional da Mulher Advogada da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) afirmou hoje que o tratamento dado a blogueira de moda Mariana Ferrer é "inadmissível". Durante audiência de um processo penal, em que Mariana acusava o empresário André de Camargo Aranha de estupro, a vítima precisou ouvir que "manipulava fatos" e teve fotos expostas pelo advogado do réu. O vídeo da sessão foi divulgada pelo site The Intercept.

Em nota de repúdio publicada nas redes sociais, a Comissão da Mulher Advogada da OAB ainda pede que seja apurada a ação ou omissão dos agentes envolvidos. "As cenas estarrecedoras mostram um processo de humilhação e culpabilização da vítima, sem que qualquer medida seja tomada para garantir o direito, a dignidade e o acolhimento que lhe são devidos pela Justiça".

ORGULHO

Um grupo de amigos criou o projeto Amigos do Bem, que transforma vidas no sertão nordestino e atende 75 mil pessoas por mês. Há 27 anos o projeto leva água, comida, educação, emprego, moraria e saúde para milhares de brasileiros e consegue promover o desenvolvimento local, a inclusão social e erradicar parte da fome e da miséria. Tudo começou em 1993, quando um grupo de amigos decidiu fazer um Natal diferente e menos miserável para pessoas que vivem numa área pobre do nordeste. No primeiro ano, foram 20 pessoas que mandaram mais de 1.500 cestas básicas de caminhão para lá. Hoje são mais de 75 mil pessoas nos estados de Alagoas, Ceará e Pernambuco.

VERGONHA

Jair Bolsonaro virou piada nas redes após errar localizações de cidades nordestinas. Em viagem na região nesta quinta-feira (5) ele afirmou que o município de Paulo Afonso ficava em Alagoas, mas a cidade, está localizada na Bahia. Ele também disse que a cidade de Piranhas ficava em Sergipe, quando pertence ao estado de Alagoas. Segundo informações do jornal O Globo, a publicação no Facebook com as informações incorretas ficou no ar por volta de uma hora, depois o post foi editado para corrigir os erros geográficos.  Em um dos comentários de um usuário da rede social reclamou: "o cara não sabe que Paulo Afonso é na Bahia e nem sabe o estado do lugar pra onde tá indo inaugurar uma coisa que nem foi o governo dele que fez", e outro disse "Fui dormir sendo baiano, acordei alagoano. 2020 ta louco mesmo".

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.