Calendário

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Dito & Feito – Nitroglicerina pura!

Nitroglicerina pura!

Se a intenção do líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Dermilson Chagas (PEN), era fazer barulho, ele conseguiu.

Repercute ate hoje a denúncia de desvio de mais de R$ 7,8 milhões entre os anos de 2009 e 2014, recurso repassado à Federação de Pescadores do Estado do Amazonas e Roraima (Fepesca) pela Secretaria da Produção Rural do Estado (Sepror), deveria ser utilizado para capacitação de pescadores.

— Esse recurso deveria ser utilizado para capacitação de Pescadores, mas não foi – detonou Chagas.

A chapa esquentou

A denúncia de Dermilson é gravíssima e tem que ser apurada.

O deputado garante que está respaldado pelo Ministério Público do Amazonas (MP-AM), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

X

Através da Operação Traíra, a investigação constatou que os R$ 7,8 milhões foram desviados em fraudes de convênios nos crimes de peculato, lavagem de capitais e organização criminosa.

Ninguém ouviu

Dermilson cutucou mais ainda. Disse que, na época em que era superintendente do Trabalho no Amazonas, denunciou várias vezes o uso de dinheiro público para fins privados.

— Falei várias vezes que o dinheiro que era para os pescadores estava sendo utilizado para outros fins. Mostrei a situação. Nenhum curso foi feito, afirmou o líder.

Vem quente

Pode vir quente que eu estou fervendo. Esse parece ser o grito de Guerra de Arthur Virgílio (PSDB), que não errada pé de concorrer às primárias do PSDB para se tornar o candidato tucano à Presidência da República em 2018.

Sou mais eu

Virgílio disse que já ouviu que acham muito difícil ele vencer as prévias.

— Mas muitos concordam que eu seria um candidato até mais forte do que ele seria. Eu concordo, afirmou.

Qualquer um

O prefeito de Manaus disse que não tem medo de enfrentar ninguém dentro do ninho tucano.

Nem mesmo o governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) nas prévias que definirão o candidato tucano.

Me dá um dinheiro aí

Quem está buscando patrocínio para segurar os gastos com suas bandas e blocos, no carnaval de 2018, deve ficar atento.

Termina nesta segunda-feira (11), o prazo para apresentação de suas propostas no protocolo da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult).

Som e luz

O edital de apoio lançado pela Fundação contemplará até 100 bandas e blocos de rua.

Na verdade, o apoio sairá em forma de palco, som e iluminação.

Comprou o paletó

O prazo para o deputado federal Sabino Castelo Branco (PTB-AM) retornar à Câmara dos Deputados se encerra dia 15 de dezembro.

Por conta disso, o vereador Gedeão Amorim (PMDB) já comprou o paletó para tomar posse, como suplente, na vaga que está aberta.

Mais sem noção

Mas uma em que o Brasileiro é “campeão”, mas pelo lado politicamente incorreto.

Pesquisa realizada em 38 países pelo instituto britânico Ipsos Mori aponta o brasileiro como o segundo povo com o menor conhecimento de sua própria realidade.

Intitulada “Os Perigos da Percepção”, a sondagem apresentou, nos 38 países, perguntas sobre temas como segurança, imigração, saúde, religião, tecnologia, consumo de álcool, entre outros.

Terceiro mundo

O país só foi superado pela África do Sul.

Nas demais posições vieram, Filipinas, Peru e Índia.  Na outra ponta, os mais bem situados foram Suécia, Noruega, Dinamarca, Espanha e Montenegro.

Visão amarga

Para Rafael Araújo, professor de História do Instituto Federal de Sergipe (IFS), a pesquisa mostra dois lados da mesma moeda.

Apesar de ser reconhecido como um povo alegre, descontraído e acolhedor, o brasileiro tem uma visão amarga de sua realidade.

— Às vezes até superestimada,  deduz o professor.

EM ALTA

A atitude dos 200 países que assinaram uma resolução nesta semana para eliminar coletivamente o descarte de plástico nos oceanos. O acordo, divulgado pelas Nações Unidas, informa que os países se comprometeram a monitorar os métodos de embalagem para encontrar alternativas mais ecológicas.

EM BAIXA

Mais de 28 toneladas de drogas foram apreendidas e 36.832 prisões relacionadas ao tráfico foram efetuadas de janeiro de 2015 a junho de 2017, no Amazonas. Até quando nossas fronteiras continuarão desguarnecidas, e o Estado continuará sendo um “corredor de drogas”?

Deixe uma resposta