BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito – Nitroglicerina pura!


Nitroglicerina pura!

Se a intenção do líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Dermilson Chagas (PEN), era fazer barulho, ele conseguiu.

Repercute ate hoje a denúncia de desvio de mais de R$ 7,8 milhões entre os anos de 2009 e 2014, recurso repassado à Federação de Pescadores do Estado do Amazonas e Roraima (Fepesca) pela Secretaria da Produção Rural do Estado (Sepror), deveria ser utilizado para capacitação de pescadores.

— Esse recurso deveria ser utilizado para capacitação de Pescadores, mas não foi – detonou Chagas.

A chapa esquentou

A denúncia de Dermilson é gravíssima e tem que ser apurada.

O deputado garante que está respaldado pelo Ministério Público do Amazonas (MP-AM), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

X

Através da Operação Traíra, a investigação constatou que os R$ 7,8 milhões foram desviados em fraudes de convênios nos crimes de peculato, lavagem de capitais e organização criminosa.

Ninguém ouviu

Dermilson cutucou mais ainda. Disse que, na época em que era superintendente do Trabalho no Amazonas, denunciou várias vezes o uso de dinheiro público para fins privados.

— Falei várias vezes que o dinheiro que era para os pescadores estava sendo utilizado para outros fins. Mostrei a situação. Nenhum curso foi feito, afirmou o líder.

Vem quente

Pode vir quente que eu estou fervendo. Esse parece ser o grito de Guerra de Arthur Virgílio (PSDB), que não errada pé de concorrer às primárias do PSDB para se tornar o candidato tucano à Presidência da República em 2018.

Sou mais eu

Virgílio disse que já ouviu que acham muito difícil ele vencer as prévias.

— Mas muitos concordam que eu seria um candidato até mais forte do que ele seria. Eu concordo, afirmou.

Qualquer um

O prefeito de Manaus disse que não tem medo de enfrentar ninguém dentro do ninho tucano.

Nem mesmo o governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) nas prévias que definirão o candidato tucano.

Me dá um dinheiro aí

Quem está buscando patrocínio para segurar os gastos com suas bandas e blocos, no carnaval de 2018, deve ficar atento.

Termina nesta segunda-feira (11), o prazo para apresentação de suas propostas no protocolo da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult).

Som e luz

O edital de apoio lançado pela Fundação contemplará até 100 bandas e blocos de rua.

Na verdade, o apoio sairá em forma de palco, som e iluminação.

Comprou o paletó

O prazo para o deputado federal Sabino Castelo Branco (PTB-AM) retornar à Câmara dos Deputados se encerra dia 15 de dezembro.

Por conta disso, o vereador Gedeão Amorim (PMDB) já comprou o paletó para tomar posse, como suplente, na vaga que está aberta.

Mais sem noção

Mas uma em que o Brasileiro é “campeão”, mas pelo lado politicamente incorreto.

Pesquisa realizada em 38 países pelo instituto britânico Ipsos Mori aponta o brasileiro como o segundo povo com o menor conhecimento de sua própria realidade.

Intitulada “Os Perigos da Percepção”, a sondagem apresentou, nos 38 países, perguntas sobre temas como segurança, imigração, saúde, religião, tecnologia, consumo de álcool, entre outros.

Terceiro mundo

O país só foi superado pela África do Sul.

Nas demais posições vieram, Filipinas, Peru e Índia.  Na outra ponta, os mais bem situados foram Suécia, Noruega, Dinamarca, Espanha e Montenegro.

Visão amarga

Para Rafael Araújo, professor de História do Instituto Federal de Sergipe (IFS), a pesquisa mostra dois lados da mesma moeda.

Apesar de ser reconhecido como um povo alegre, descontraído e acolhedor, o brasileiro tem uma visão amarga de sua realidade.

— Às vezes até superestimada,  deduz o professor.

EM ALTA

A atitude dos 200 países que assinaram uma resolução nesta semana para eliminar coletivamente o descarte de plástico nos oceanos. O acordo, divulgado pelas Nações Unidas, informa que os países se comprometeram a monitorar os métodos de embalagem para encontrar alternativas mais ecológicas.

EM BAIXA

Mais de 28 toneladas de drogas foram apreendidas e 36.832 prisões relacionadas ao tráfico foram efetuadas de janeiro de 2015 a junho de 2017, no Amazonas. Até quando nossas fronteiras continuarão desguarnecidas, e o Estado continuará sendo um “corredor de drogas”?

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.