BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - MOURÃO DEBOCHA SOBRE INVESTIGAR TORTURA – “Apurar o quê? Os caras já morreram tudo, pô!"



Vice-presidente da República, o general Hamilton Mourão disse nesta segunda-feira (18) não haver o que apurar sobre tortura na ditadura militar (1964-1985) e ironizou:

— Apurar o quê? Os caras já morreram tudo, pô! –, disse, seguido de risos.

— Vai trazer os caras do túmulo de volta lá?

Candidato ao Senado pelo Rio Grande do Sul, Mourão tem uma postura de defender e minimizar o regime que torturou e matou no país. o vice-presidente general foi questionado por jornalistas a respeito de áudios inéditos de sessões do STM (Superior Tribunal Militar) apontam denúncias de tortura durante o período da ditadura militar. Os conhecidos horrores praticados pela ditadura no Brasil entre 1964 e 1985 voltaram ao centro do debate nacional neste fim de semana com a divulgação de áudios de sessões do Superior Tribunal Militar (STM) em que os ministros da Corte reconhecem que presos políticos foram torturados no país.

Míriam desenterra

Parte das gravações foi divulgada pela colunista do GLOBO Miriam Leitão, que teve acesso ao material que vem sendo estudado pelo historiador da UFRJ Carlos Fico.

Acesso aos áudios

Nas sessões, abertas e secretas, os ministros militares e civis tecem comentários sobre casos de tortura que ocorreram durante a ditadura. O historiador teve acesso aos áudios de sessões do STM entre 1975 e 1985.

Faziam piadas

De acordo com Carlos Fico,  as gravações revelam que os integrantes do STM faziam comentários desrespeitosos sobre as vítimas, inclusive piadas a respeito dos torturados.

Todos pela ZFM

Bolsonaro e a ZFM

O deputado Dermilson Chagas (Republicanos ) pregou a união entre todas as correntes políticas do Amazonas em defesa da Zona Franca de Manaus, ferida de morte pelo Decreto 10.979/22, do presidente Jair Bolsonaro, que reduz o  Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para produtos importados.

Trégua

Dermilson alerta que ao invés de brigas políticas, é necessário a soma de esforços para uma solução dos problemas que afetam o modelo.

— Apesar de atuar na oposição, não me somo ao ‘quanto pior,

melhor’! Torço e luto pelo Amazonas e os interesses da população que aqui nasceu ou escolheu viver –, defendeu o deputado.

Ele engana até a PF

Bela Megale, colunista de O Globo confirma que boa parte da Polícia Federal já defende uma “postura dura” contra o governo Bolsonaro.

A  categoria anda indignada por não ter tido seu pleito de aumento salarial atendido.

Cheirinho de greve

Associações de delegados e de agentes da PF marcaram reuniões nesta terça-feira para deliberarem sobre quais medidas tomarão diante desse cenário.

Entidades como a Associação Nacional dos Delegados (APDF) decidirão, nesta terça, se a categoria vai realizar a paralisação de suas atividades.

Prontidão

Em comunicado aos seus membros, a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), também convocou uma assembleia para debater a reestruturação prometida e não atendida pelo governo.  No texto, a Fenapef orienta que os 27 sindicatos estaduais ligados a ela “estejam em estado de alerta, mobilização e prontidão.

Para a próxima semana deve haver possíveis desdobramentos, que poderão incluir: deslocamentos a Brasília e  movimentos reivindicatórios nos respectivos estados.

Em nome da fé

Tolerância religiosa

Impedir ou perturbar cerimônia ou prática de cultos religiosos são condutas vedadas pela legislação brasileira. A advertência é do deputado  Tony Medeiros (PL), que acaba de apresentar na Assembleia Legislativa um Projeto de Lei que determina multa administrativa a quem impedir, invadir, ocupar ou perturbar as cerimônias religiosas realizadas no Amazonas.

Liberdade religiosa

De acordo com o PL do ex-amo do boi bumbá Garantido, o  projeto prevê multa de 5 salários mínimos para quem for réu primário, 10 salários mínimos para quem for reincidente, e de 20 salários mínimos para quem for reincidente por mais de duas vezes.

— A liberdade religiosa dos brasileiros está em constantes ataques. Templos estão sendo invadidos, absurdos estão sendo cometidos, em nome de um pensamento contrário. Não podemos ficar inertes diante desses abusos – disse Medeiros.

“Caos na segurança”

Em suas redes sociais, o senador Eduardo Braga (MFB-M) fez duras críticas ao governo do Estado ela falta de segurança em Manaus. Segundo ele, segue o caos da segurança pública no Amazonas.

— Temos uma polícia forte e competente, que tem meu profundo respeito. Mas falta gestão, firmeza e inteligência do Governo do Estado, que é inoperante e deixou a violência tomar conta - escreveu.

21 mortes

Eduardo comentou ainda que Manaus registrou 21 mortes violentas durante fim de semana.

“Entre os casos, houve assassinato de pai e filho, ataque em churrascaria e morte após discussão em família”, escreveu.

Olho no desmatamento

O Centro de Monitoramento Ambiental e Áreas Protegidas (CMAAP) do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), recebe alertas diários, de desmatamento.

Através de  novas tecnologias, o Ipaam recebe a  localização e rotas onde estão ocorrendo o desmatamento e queimadas.

É através ferramentas que as equipes de fiscalização entram em açã para investigar os crimes, resultando em embargos, apreensões e multas.

Como funciona

A tecnologia utilizada pelo CMAAP na defesa do meio ambiente foi apresentada ao presidente do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE/AM), Érico Desterro ao procurador do Ministério Público de Contas do Amazonas (MPC/AM) e responsável pela Coordenadoria de Meio Ambiente do Estado, Ruy Marcelo Alencar.

Ver para crer

A deputada estadual Dra. Mayara Pinheiro liberou, através de  emenda parlamentar de sua autoria, recursos no valor de R$ 80 mil para o Comando de Policiamento Especializado (CPE).

Mas, para comprovar como foi aplicado o dinheito, a deputada foi conhecer o Comando, no bairro D. Pedro, para  ver de perto os

Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), adquiridos através de sua emenda.

ÚLTIMA HORA

Marcelo Ramos  critica Mourão e diz que ele se sujeita a ser “humilhado por um capitão expulso do Exército”

Marcelo Ramos

O vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PSD-AM), se manifestou, em suas redes sociais, sobre as falas do vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos) sobre a tortura na Ditadura Militar.

Ao ser questionado por jornalistas sobre a divulgação dos áudios do Superior Tribunal Militar (STM), se poderia motivar uma apuração maior dos fatos. O vice-presidente riu e disse que o tema se trata de “história” e “já passou”.

— Não me surpreendo com as falas do vice-presidente Mourão exaltando a ditadura. Quem, como ele, se sujeita a ser humilhado por um capitão expulso do Exército e ainda bajulá-lo, não parece ter vergonha na cara mesmo –, disse o deputado, referindo-se à relação de Mourão com o presidente Jair Bolsonaro (PL).

ORGULHO

Dia do Índio

A comunidade indígena Pataxó Hãhãhãe, do sudeste da Bahia, aprendeu a produzir podcasts em parceria com a USP, Universidade de São Paulo. No início o projeto pretendia orientar a população indígena sobre a pandemia da covid-19, mas acabou ganhando um outro objetivo igualmente importante. Agora, os podcasts se transformaram num meio para divulgar a cultura desse povo e garantir que ela não morra. Trata-se do projeto Embaixadores do Povo Indígena. Ele foi idealizado pela professora Carolina Aires, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP) da USP, em parceria com a comunidade indígena Pataxó Hãhãhãe (sudeste da Bahia) e a Rádio USP.

VERGONHA

Xuxa não tira foto com bolsonarista

Foi um diálogo vergonhoso. Em vídeo que circula pelas redes sociais mostra Xuxa se recusando a tirar foto com uma fã apoiadora do presidente Jair Bolsonaro (PL). Nas imagens, a rainha dos baixinhos aparece em um carro questionando a senhora que se aproxima dela para fazer um registro.

— Ué, Tucca, vem falar comigo? Tu não é Bolsominion? Não odeia quem é contra Bolsonaro? –, diz Xuxa à mulher, que é uma fã antiga da apresentadora.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.