BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Memórias e armadilhas dos anos rebeldes


Filiada ao PCdoB nos anos 1990, a atual deputada Alessandra Campello combateu governos e pichou muros; defendeu liberdades democráticas; combateu a falta de ética na política e assinou manifestos contra a corrupção.

Mas isso é passado. Hoje no MDB, após uma decisão do Capi di tutti capi do partido, Eduardo Braga,  La Campelo terá que apoiar a candidatura do tetra-governador e tri-prefeito Amazonino Mendes (Podemos), um dos  políticos que ela mais combateu nos anos rebeldes. Perguntada se está à vontade para entrar na campanha e como vai administrar o Imbróglio, La Campelo respondeu:

—  Eu respeito a decisão partidária. No entanto, nosso partido é plural, o que permite que eu tenha uma leitura política do processo eleitoral um pouco diferente.  O que me leva a refletir um pouco mais antes de tomar uma decisão, que poderá ser inclusive não me manifestar no 1º turno –, avisou a ex-militante dos anos rebeldes.

Tempo de plantar

A Prefeitura de Manaus e o Instituto Soka Amazônia realizaram na noite da quarta-feira, 23/9, a primeira ação noturna de coleta de sementes de ipês brancos do canteiro central da avenida Djalma Batista, na zona Centro-Sul

Sementes de Ypê

Após a floração, que acontece comumente no mês de setembro, os ipês fornecem à natureza a matéria-prima necessária para a produção de mudas da espécie: as sementes.

Ajuda aí, gente!

Alguns candidatos a prefeito de Manaus, andam de Haillux e declaram à Justiça Eleitoral um humilde  Fiat Uno; moram em condomínio da Ponta Negra e declaram um apartamentozinho do “Minha Casa, Minha Vida”. E, no banco, declaram que têm apenas uma poupançazinha de 8 mil.

Coitados dos caras, o eleitor anda com tanta pena que já tem gente organizando vaquinha virtual pra ajudar.

Apenas um rapaz...

Já o pré-candidato do PCdoB, Marcelo Amil, foi o único a declarar à Justiça Eleitoral que não possui bens em seu nome. Contou tanta miséria que o funcionário do TRE-AM que recebeu a declaração foi às lágrimas.

Latino-americano...

Amil disse que seu bem  mais valioso é a sua família, “e isso não tem preço”. E garante que, como  quase a totalidade dos manauaras, ele vivo uma vida modesta.

— Moro numa casa alugada, nosso carro pertence à minha esposa, meus filhos estudam em escola pública, e acordamos todo dia para trabalhar para que, como ensinado pela minha avó, nunca nos falte o pão em casa.

Amil não declarou nenhum bem à Justiça Eleitoral 

Sem dinheiro no banco...

Pra carregar no drama, Marcelo Amil disse que, na vida, aprendeu a lutar pelo que acredita, “com honradez e amor”.

—  Nesse aspecto sim, não sei se há quem tenha patrimônio maior que o meu”.

Nunca fomos tão felizes

Para quem costuma abrir a boca e dizer cobras& lagartos contra Luiz Inácio Lula da Silva, atribuindo todas as mazelas do país ao ex- presidente, aconselha-se a passar  a vista em publicações  da grande imprensa no período de seu governo.

A IstoÉ de agosto de 2010 (foto) traz na matéria  de capa com o título “Nunca Fomos tão Felizes”-  “Brasileiros são tomados pelo sentimento de bem-estar, comprando mais carros, viajando mais, adquirindo a casa própria e realizando sonhos até então inatingíveis”.

Fato é fato

Ouvindo diferentes categorias como executivos, garis, gerentes de lojas, frentistas e profissionais liberais, a revista destaca: “O avassalador  avanço da classe C sobre o consumo;  As vendas do comércio superam expectativas;  A indústria prepara-se para o melhor Natal em décadas;  Linhas de crédito e índice de emprego batem recordes históricos.

Zé solto nas ruas

E por falar em PT, o  candidato a prefeito de Manaus, Zé Ricardo (PT), e sua vice, Marklize Siqueira (Psol) colocam nesta manhã de  domingo,  27/09, a campanha na rua, mostrando o maior trunfo do PT em toda a sua história política: a militância.

Campanha limpa

A largada de Zé Ricardo começa na Zona Leste, com uma em carreata pelas ruas dos bairros durante a manhã, .

Com o mote "Manaus pela Vida, pelos Pobres", que contempla também o Partido da Rede Sustentabilidade, a esquerda promete uma “campanha limpa”.

— Uma campanha limpa, com otimismo, pé no chão e com muitas propostas para melhorar a vida da população, principalmente, nos bairros da cidade – promete Zé, o homem que herdou a kombi de Chico Praciano.

Zé Ricardo e Marklize iniciam a campanha com uma carreata na zona Leste

Máquina enxuta

Uma gestão moderna com enxugamento dos gastos na máquina pública. É dessa forma que o candidato a prefeito Prefeitura de Manaus pelo Partido Novo, Romero Reis, pretende governar Manaus se conseguir se eleger nas eleições de novembro.

Abriu mão da babita

Romero disse que acredita em valores como o fim dos privilégios políticos e um estado mais livre e eficiente.

— Nós somos a favor de uma gestão mais transparente e focada no equilíbrio das contas públicas. Nós, do Partido Novo, dispensamos o fundo eleitoral, que esse ano foi de R$ 36 milhões.

Vaquinha virtual

Ao ser questionado sobre a vaquinha virtual criada para financiar a campanha, Romero respondeu que  isso mostra que sua campanha não tem interesses de se beneficiar pessoalmente.

— Esse é o Partido Novo e por isso que estamos com ele. Nós somos candidatos e vamos fazer nossa campanha com recursos próprios e a contribuição das pessoas que acreditem no nosso projeto. Somos muito transparentes!

Weintraub fez escola

O Brasil não anda dando  muita sorte com ministros da Educação.

Depois do desastre de Abraham Weintraub, o novo (pero no mucho) ministro, Milton Ribeiro, disse que jovens homossexuais são consequência de “famílias desajustadas”.

Terá que se explicar

A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a abertura de inquérito contra Milton Ribeiro por homofobia.

A iniciativa partiu do vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, e se baseia em declarações dadas nesta semana pelo ministro ao jornal O Estado de S. Paulo.

“Famílias desajustadas”

Na entrevista, Ribeiro, que é pastor presbiteriano, disse que jovens homossexuais são consequência de “famílias desajustadas”. Ele afirmou que “não concorda” com quem “opta por ser homossexual” e defendeu que que discussões sobre gênero não ocorram nas escolas.

Paciente Brasil

O ex-ministro da Saúde, Henrique Mandetta acaba de lançar o livro “Um Paciente Chamado Brasil”.

Entre as revelações está a de que Jair Bolsonaro se mantinha alheio às discussões sobre a pandemia, o que continua acontecendo hoje.

Bolsonaro não ouvia

O pior de tudo é que o presidente ignorou todos os alertas sobre a evolução da pandemia. Lamentavelmente, os tristes resultados todos já estão acompanhando diariamente.

Vai pro pijama

O ministro Celso de Mello, que tinha aposentadoria agendada para novembro, comunicou à presidência do Supremo Tribunal Federal (STF) que antecipará a data para 13 de outubro.

Em novembro ele completa 75 anos e, pela regra, é obrigado a deixar a Corte.

Caso Bolsonaro

A aposentadoria do mais antigo integrante do Supremo é rodeada de expectativa, porque ele é o relator do inquérito que investiga se o  presidente Jair Bolsonaro tentou interferir indevidamente nas atividades da Polícia Federal.

E quem  indica?

Pelo Regimento Interno do STF, o novo ministro a ser indicado para substituir o aposentado herda todo o acervo do gabinete vago. Ou seja: alguém nomeado pelo próprio Bolsonaro seria o relator do inquérito.

É com o Fux

No entanto, com a aposentadoria antecipada, o presidente do Supremo, Luiz Fux, deverá determinar o sorteio da relatoria do inquérito contra Bolsonaro entre os integrantes da Corte, antes da nomeação do novato.

ÚLTIMA HORA

O papa Francisco deu uma cutucada no presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre o desmatamento na da floresta Amazônica em discurso nesta sexta-feira, 25, durante a 75ª Assembleia-Geral das Nações Unidas (ONU). O sumo pontífice falou em “perigosa situação” da Amazônia e disse que a emergência ambiental está “intimamente ligada à crise social”.

—  Penso também na perigosa situação da Amazônia e de seus povos indígenas. Eles nos lembram que a crise ambiental está intimamente ligada a uma crise social e que o cuidado com o meio ambiente exige uma aproximação integrada para combater a pobreza e a destruição –, disse o papa.

Na última terça-feira, 22, no discurso de abertura da Assembleia-Geral da ONU, Bolsonaro acusou índios e caboclos de serem os responsáveis pelos incêndios na Amazônia e Pantanal e que seu governo é “vítima de uma das mais brutais campanhas de desinformação contra a política ambiental de sua gestão”.

ORGULHO

O homem mais rico do mundo, Jeff Bezoz, o CEO da Amazon, abriu a primeira de uma rede de pré-escolas gratuitas para crianças de comunidades carentes. Ele anunciou os detalhes nesta terça, 22 em postagem no Instagram. O empreendimento é liderado pelo braço filantrópico de Bezos, o Day One Fund (Fundo Dia Um). A nova escola receberá crianças entre 3 e 5 anos e ficará em Des Moines, Washington. Com uma fortuna avaliada em mais de US$ 200 bilhões, Jeff anunciou sua entrada na educação em 2018 com o lançamento do “Bezos Day One Fund”, ao lado da então esposa, MacKenzie Scott. Bem diferente dos nossos milionários, que, quanto mais ganham, mas querem.

VERGONHA

Uma publicação de Arthur Weintraub – irmão do ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, e ex-assessor especial da Presidência da República – não caiu bem na Organização dos Estados Americanos (OEA). Funcionários da organização o repudiaram internamente um comentário considerado como “racista, homofóbico e vulgar” do recém-nomeado secretário de Segurança Multidimensional do órgão. Arthur escreveu, nessa quinta-feira (24/9), no Twitter que, após um latino lhe dizer que teríamos que nos adaptar ao chamado novo normal, respondeu: “Meus ovos na garganta de quem tiver inventado isso”. A nota dos funcionários, segundo o jornal Folha de S. Paulo, diz que a linguagem usada por Arthur Weintraub é inapropriada e depreciativa. “Consideramos que a mensagem é racista, homofóbica e vulgar e está completamente fora de linha com os objetivos da Secretaria-Geral da OEA”, diz.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.