BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - LIBERAÇÃO DE AGROTÓXICOS – Bancada do Amazonas diz SIM ao “pacote de veneno”


A bancada do Amazonas, quase por unanimidade, votou SIM e aprovou o texto final do Projeto de Lei 6299/2002, conhecido pela oposição como “pacote do veneno”. Apenas o deputado José Ricardo (PT-AM) disse NÃO ao nova Lei que representa agressão ao meio ambiente. Seu conteúdo prevê a legalização da produção de agrotóxicos genéricos no Brasil, e também flexibiliza os critérios de controle e de autorização destas substâncias, sob a proposta de acelerar o processo.

E claro que o “pacote do veneno”    não poderia ser bem vista com bons olhos pelos partidos de oposição, especialmente entre os parlamentares que compõem a Frente Parlamentar r Ambientalista. Para estes, o projeto representa uma tentativa de tirar a capacidade dos órgãos de controle de barrar a entrada de substâncias nocivas no Brasil, e temem o impacto que isso possa trazer para a saúde pública e para o meio ambiente.

Suave veneno

Mas não foi esta a avaliação dos nossos nobres  representantes no Congresso Nacional

À exceção do petista Zé Ricardo, que votou NÃO e  do vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos, que não votou, todos os demais disseram SIM aos agrotóxicos. Veja como eles votaram:

Átila Lins (PP-AM) – Sim

Delegado Pablo (PSL-AM) – Sim

Bosco Saraiva (Solidariede-AM) – Sim

Silas Câmara (Republican-AM) – Sim

Sidney Leite (PSD-AM) – Sim

José Ricardo (PT-AM) – Não

Aviso aos bolsonaristas

Nem bem assinou a ficha de filiação do PSD, nesta quarta-feira, 9, o vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (AM), mandou um recado para os bolsonaristas: um dos motivos para ter escolhido a sigla é a “certeza de que o partido não apoiará a reeleição dele ao Palácio do Planalto".

—  Isso mostra que o partido tem uma forma diferente de enxergar o Brasil e o mundo – avisou.

Livre de Bolsonaro: Marcelo Ramos entre Gilberto Kassab e Omar Aziz

Afago em Omar

Ramos também exaltou a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, instalada em 2021 no Senado e que apontou omissões do governo na pandemia.

— Conforme a CPI foi se consolidando, a vacinação foi crescendo –, disse Ramos.

O elogio foi um afago ao senador Omar Aziz (PSD-AM), que presidiu a Comissão e estava presente hoje no evento de filiação.

Conduzindo Alckmin

Já filiado ao PSD, Marcelo Ramos disse que o ex-governador Geraldo Alckmin (sem partido) poderia dar "equilíbrio" e "moderação" à candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à Presidência. O ex-tucano é cotado para concorrer como vice do petista.

Fora fome

O  governo do Amazonas  distribuiu, nesta quinta-feira, 10, 9 toneladas de alimentos para  entidades socioassistenciais. Os produtos foram adquiridos de 10 agricultores familiares,  fornecedores do estado, com recursos de R$ 19,5 mil.

É até pecado

O deputado Serafim Corrêa (PSB) deu uma bronca em asyores evangélicos que usam o nome de Deus para tirar proveito político. O parlamentar  repudiou a  postura do pastor da Assembleia de Deus, de São Paulo, José Wellington Bezerra, que admitiu intermediar emendas para filhos políticos. Serafim avaliou a posição do pastor como “tráfico de influência”.

É um absurdo

Safara fez  um alerta para que a situação não se repita no Amazonas.

— Em 1889, quando foi proclamada a República, nós cortamos os laços que havia entre estado e religião. Li hoje algo que me deixou muito preocupado: ‘Pastor da Assembleia de Deus admite intermediar emenda para filhos políticos’. Isso é um absurdo!

Mistura perigosa

Líder do PSB da Assembleia Legislativa do Amazonas alertou para a mistura entre religião, política e a administração pública.

Disse ainda que a situação não está apenas acontecendo no estado de São Paulo, mas se espalha por todo o Brasil, inclusive pelo Amazonas.

Alimenta Brasil

O Programa Alimenta Brasil (PAB), iniciativa do Governo Federal executada no Amazonas pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Produção Rural (Sepror.

Todos no paredão

O BBB 2022 está tão ruim e fraco que tem participante pedindo a eliminação coletiva.

Maiara Azevedo foi eliminada e, na saída, a cantora botou para fora tudo o que pensava sobre o tempo de confinamento. Sem papas na língua, a sertaneja foi logo dando a ideia de um “Paredão” com eliminação quíntupla.

Degola

É isso mesmo o que você está lendo. Por  por ela já sairiam cinco pessoas de uma única vez:

— Hoje o paredão é múltiplo! Vem pra cá Jade, Bárbara, Laís, Eslovénia e a nossa amiga Maria –, sugeriu.

ÚLTIMA HORA

IMAGEM IRRECUPERÁVEL – Bolsonaro colocou o Brasil contra o mundo

De nada vai adiantar a  viagem do presidente Jair Bolsonaro à Rússia.  A esta altura do campeonato a imagem externa do Brasil é irrecuperável sem uma mudança de governo.

A conclusão é de Hussein Kalout, pesquisador na universidade Harvard, conselheiro internacional do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri) e editor-chefe da revista que o influente think tank lança nesta quinta-feira, de publicação trimestral e acesso gratuito. Na opinião de Kalout, o mundo “está aguardando o governo Bolsonaro terminar para retomar uma agenda de grande porte com o Brasil”.

Na análise de Kalout, por opção, o  governo Bolsonaro tem sido caracterizado pelo isolamento do Brasil nas relações internacionais.

O isolamento foi uma opção. Segundo ele, os números provam que existe desmatamento crescente, que houve um desmantelamento dos aparatos de fiscalização, e tudo isso, obviamente, coloca o Brasil numa situação de isolamento.

— Eu diria que o Brasil se colocou contra o mundo. Essa missão à Rússia não obedece a uma orquestração estratégica, ela busca mostrar que Bolsonaro pode ser recebido pelo presidente de uma grande potência.

ORGULHO

O exemplo vem de muito longe, mas precisamente de Gao’an, Província de Jiangxi, na China. Quando estouravam os fogos para celebrar o Ano Novo Lunar, comemorado por todo o país na terça-feira, 1º de fevereiro, uma arorinta, cm sas mãozinha, tapa as orelhas de um cachorrinho  na rua tentando proteger o bichinho do barulho dos fogos de artifício. O caso aconteceu no último dia 31 em Gao’an, Província de Jiangxi, na China e o vídeo da boa ação da criança – mostrado ontem no Instagram do Só Notícia Boa – está correndo o mundo.

VERGONHA

As declarações de Milton Ribeiro relacionando a homossexualidade a “famílias desajustadas” e que jovens estariam “optando por ser gay”, em entrevista publicada em 2020 no jornal Estado de São Paulo, levaram a Procuradoria Geral da República (PGR) a denunciar o atual Ministro da Educação ao Supremo Tribunal Federal (STF) por crime de homofobia nesta segunda-feira, 31 de janeiro. Na denúncia, o vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, afirma que o ministro “discrimina jovens por sua orientação sexual e preconceituosamente desqualifica as famílias em que criados, afirmando serem desajustadas, isto é, fora do campo do justo curso da ordem social”. A denúncia é o primeiro passo para que o Ministro se torne réu. Cabe ao Ministro Dias Toffoli, relator do caso, aceitar o pedido e dar prosseguimento à ação penal.

Redação

Redação

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.

Manaus