BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito: ICMS dos combustíveis é medida “meramente eleitoreira”


O  Projeto de Lei do Governo Federal que estabelece um teto de 17% para a alíquota do ICMS dos combustíveis é uma medida meramente eleitoreira.

Ao menos é o que pensa o  deputado estadual Serafim Corrêa (PSB). De acordo com a Sefaz, se aprovada, a proposta vai gerar uma perda, anual, de R$ 1,2 bilhão aos cofres estaduais.

— A Sefaz diz que o Amazonas perde R$ 1,2 bilhão, porque a alíquota que é de 25% cai para 17% e o governo diz que se o estado zerar de 17% para 0%, o governo federal vai ressarcir, mas para isso ele vai torrar o arrecadado na venda da Eletrobras que ainda nem aconteceu. Ou seja, por uma questão meramente eleitoreira ele vai torrar a Eletrobras e não vai conter a alta dos preços dos combustíveis. Digo isto porque não é o ICMS que provoca essa alta, é a política de preços equivocada da Petrobras –, analisou Serafim

Serafim lembrou que o ICMS está congelado desde dezembro e a gasolina e o diesel não deixaram de subir nesse período.

— Mas as contas da Frente Nacional de Prefeitos e a Confederação Nacional dos Municípios dizem que a perda entre estados e municípios é de R$ 120 bilhões.

Impacto de 21 bilhões

Na semana passada, Sarafa alertou que essa proposta, do Governo Bolsonaro, vai gerar um impacto de R$ 19 bilhões a R$ 21 bilhões dos orçamentos estaduais e municipais de educação.

— O que estamos vendo é que por motivos meramente eleitorais, o presidente da República está arrebentando a federação, os estados e os municípios e ainda prejudica a saúde, prejudica a educação e os investimentos. Obviamente isso não vai melhorar a vida do povo –, concluiu o líder do PSB.

Lula também cutuca

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e governadores de Estados que estão em Brasília criticaram nesta quarta-feira as medidas anunciadas pelo presidente Jair Bolsonaro para reduzir a tributação do ICMS sobre os combustíveis.

Quem perde

Lula disse que as iniciativas do governo não vão beneficiar a maioria da população e poderá haver perda de arrecadação dos municípios. — Ao mexer no ICMS, os municípios vão perder dinheiro e ao mexer vai reduzir dinheiro para escolas e saúde –, avisou o peyista.

Jornalista hostilizado

Depois de hostilizado por Bolsonaro, jornalista britânico Dom Phillips virou "alvo"

O presidente Jair Bolsonaro (PL), que nesta terça-feira minimizou o desaparecimento do indigenista Bruno Pereira e ao jornalista britânico Dom Phillips, não localizados desde o último domingo (5), deu uma resposta ríspida a uma pergunta desse mesmo jornalista em 2019, seu primeiro ano de governo.

O jornalista questionou o presidente sobre escalada do desmatamento na Amazônia. Bolsonaro respondeu:

— Primeiro você tem que entender que a Amazônia é do Brasil, não é de vocês. A primeira resposta é essa daí, tá certo? –, respondeu o ex-capitão.

Alvo de bolsominions

Phillips em seguida se tornou alvo de apoiadores de Bolsonaro.

O vídeo foi replicado nas redes bolsonaristas e ganhou milhares de visualizações.

“Esporro do Bolsonaro”

Segundo o afirma o jornalista Andrew Fishman, amigo de Phillips, ele ficou muito abalado com esse vídeo.

— Ele sentiu que isso colocava um alvo em suas costas e dificultava seu trabalho. Ele foi reconhecido em toda a Amazônia e em seu cotidiano por todos os tipos de pessoas como ‘o jornalista que levou um esporro do Bolsonaro’",

Apelo ao  Tio Sam

A líder indígena Sonia Guajajara comunicou a  John Kerry, ex-secretário de Estado dos EUA e principal assessor de Biden para questões ambientais, sobre o assunto e divulgou trecho da conversa em vídeo publicado em suas redes sociais.

— Pedi o apoio dele para proteger a Floresta Amazônica, mas, mais importante, para pressionar o governo brasileiro sobre as buscas a Dom Phillips e Bruno Pereira  –, escreveu Sonia, em uma publicação em inglês.

Mal entendido

Papão descontraído entreouvido nesta quarta-feira (9) na Assembleia Legislativa.

— Rapaz, tá sabendo que o deputado Adjuto Afonso está ajudado as quadrilhas?

— Não me diga! De traficantes, assaltantes ou de colarinho branco?

— Nada disso, maldoso! O deputado está ajudando as  quadrilhas juninas!!

— Putz! Que susto!

Betinho Contra Fome

A Ação da Cidadania, em parceria com as Frentes Parlamentares de Combate à Fome, de Segurança Alimentar do Congresso Nacional e o deputado federal Marcelo Ramos fIzeram, nesta quarta-feira (8)  o pré-lançamento da agenda Betinho Contra a Fome.

O evento contou com a presença do Daniel de Souza, filho do sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, e presidente do conselho da Ação da Cidadania.

45 anos de política

O ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), completa este ano 45 anos de vida pública.

A data será celebrada em uma grande festa popular nesta quinta-feira (9.6), a partir das 18h30, no Dulcila Festas e Convenções, na zona Oeste da cidade.

Contra a ditadura

Arthur Virgílio Neto estreou na vida pública em 1977, quando integrou a primeira executiva jovem partidária na luta contra a ditadura, movimento capitaneado pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição ao regime militar instaurado em abril de 1964.

Fim do ensino gratuito?

Uma PEC pode acabar com o ensino gratuito.

Atualmente, a "gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais" é garantida pelo artigo 206 da Constituição Federal, e vale para qualquer estudante aprovado em universidade pública. Não há, portanto, recorte de renda, raça, cor ou gênero.

A tal PEC

A PEC 206/2019 propõe alterar esse trecho para que essas unidades públicas de ensino passem a cobrar mensalidades, garantindo o não-pagamento a estudantes que não tiverem recursos suficientes.

Pretexto

O texto explica que a cobrança de mensalidade "seria uma forma de diminuir as desigualdades sociais em nosso país".

Isso porque, segundo o relator, "a maioria dos estudantes dessas universidades acaba sendo oriunda de escolas particulares e poderiam pagar a mensalidade".

O inchaço de Joelma

Após a polêmica envolvendo o inchaço no rosto de Joelma, que segundo ela é devido as sequelas da Covid-19, a cantora foi internada na terça-feira (07) no Hospital São Luiz Itaim, em São Paulo, de acordo com a coluna de Leo Dias, do site Metrópoles.

Sequela

Na terça-feira (31), a assessoria de Joelma afirmou que o inchaço é sequela da Covid.

“Ela está em tratamento”, escreveu a equipe da artista, após ela ter aparecido com o ‘rosto deformado’ durante um show que fez em Parauapebas, no sudeste do Pará.

PESQUISA GENIAL/QUAEST  – Lula tem 46% e Bolsonaro 30. Nos três cenários de primeiro turno testados, Lula venceria no primeiro turno

Pesquisa Genial/Quaest para as eleições presidenciais de 2022, divulgada em primeira mão pela CNN nesta quarta-feira (8), traz, no cenário com o maior número de candidatos, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à frente, com 46% das intenções de voto no primeiro turno, seguido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), com 30%. Depois aparecem Ciro Gomes (PDT), com 7%; André Janones (Avante) com 2%; e Simone Tebet (MDB) e Pablo Marçal (Pros), com 1% cada. Sete pré-candidatos não pontuaram: Felipe d’Avila (Novo), José Maria Eymael (DC), Leonardo Péricles (UP), Luciano Bivar (União Brasil), Santos Cruz (Podemos), Sofia Manzano (PCB) e Vera Lúcia (PSTU). Os que dizem que irão votar em branco, anular ou deixar de votar somam 7%. A proporção dos indecisos é de 6%. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Duas mil pessoas foram entrevistadas face a face entre os dias 2 e 5. Nos três cenários de primeiro turno testados, Lula venceria no primeiro turno. O levantamento tem 95% de confiança. Ou seja, se 100 pesquisas fossem realizadas, ao menos 95 apresentariam os mesmos resultados dentro desta margem. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-03552/2022.

ORGULHO

Nem só de lucros vive uma grande empresa. O Google anunciou que vai doar R$ 1,2 milhão para ajudar no esforços de socorro e recuperação dos cidadãos que sofrem com enchentes e deslizamentos de barreiras na Região Metropolitana do Recife e Zonas da Mata, em Pernambuco. “Temos acompanhado de perto a situação da cidade, que tragicamente já levou à morte mais de 90 pessoas (subiu para 128 o número de mortos nesta sexta, 3) e deixou cerca de 6 mil desabrigadas e outras mais ainda estão desaparecidas. Além do Grande Recife, as chuvas vêm causando estragos também em outros pontos na região do Nordeste brasileiro, como em Maceió e Penedo, no estado de Alagoas”, disse o Presidente do Google Brasil, Fabio Coelho. De acordo com o Google.org, braço filantrópico do Google, o dinheiro será administrado pelo Center for Disaster Philanthropy (CDP). A entidade é especializada em distribuir doações para organizações sem fins lucrativos que trabalham na região afetada.

VERGONHA

O clima na campanha pela reeleição de Jair Bolsonaro não anda nada bom e um dos principais responsáveis pela tensão é o próprio filhote 02 do presidente. Responsável por comandar a estratégia de comunicação do pai nas redes sociais, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) explicitou nesta quinta-feira (2) a insatisfação de parte do entorno do presidente da República com o marqueteiro Duda Lima. Pelas redes sociais, o “pitbull” – como é tratado pelo próprio paizão – debochou da inserção publicitária do PL na rádio e TV, que exibiu o presidente dizendo cinicamente que “sem pandemia, sem corrupção e com Deus no coração, ninguém segura esta nação”. O slogan remete ao utilizado durante a sanguinária ditadura militar (“ninguém segura este país”).

— Vou continuar fazendo o meu aqui e dane-se esse papo de profissionais do marketing… Meu Deus! –, tuitou o pimpolho mimado e alucinado, postando emojis de risadas.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.