BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Governo 'corta curica' dos bois de Parintins


Muita gente já se arvorou a estabelecer uma data para a realização do festival Folclórico de Parintins. A Associações Folclóricas Boi-Bumbá Garantido e Caprichoso, por exemplo, já garantiu que a festa do boi está confirmada para os dias 6,7 e 8 de novembro. Mas não depende só da vontade de alguns.  Diante dos rumores, o  Governo do Estado também se apressou em avisar que só vai se pronunciar sobre a realização do festiva após receber parecer das autoridades sanitárias, as únicas capazes de avaliar os riscos da exposição da população à Covid-19 em eventos do porte da festa popular.

Através de nota publicada na sexta-feira, 10, o Governo disse entender a relevância do evento para os habitantes de Parintins, de todo o Amazonas e do Brasil, enquanto manifestação cultural e geradora de renda. No entanto, “não é possível que tal decisão seja tomada sem o embasamento científico necessário que assegure o maior bem que todos temos: a vida”.

Repercussão

Nas redes sociais alguns torcedores e mostraram animados com a festa, mas a imensa maioria criticou Garantido e Caprichoso por divulgarem datas do festival sem autorização do Estado. Para muitos, os bois querem forçar algo que ainda não é possível.

Datas

As datas não agradaram a todos. Isso porque o primeiro turno das eleições municipais está marcado para o dia 15 de novembro, poucos dias depois da festa. Atrapalharia e muito quem está trabalhando em campanhas políticas e tiraria um pouco do foco da festa.

General ou Pastor?

Desde a queda de Abraham Weintraub – o pior ministro da Educação que o Brasil já teve – e do currículo fajuto do professor Carlos Alberto Decotelli,  que nem chegou assumir,  uma pergunta povoou a cabeça dos brasileiros:

— Quem será o novo ministro da Educação? Um militar ou um pastor evangélico?

Pastor na cabeça

Ganhou quem apostou no pastor. Na sexta-feira, Bolsonaro anunciou o  pastor da Igreja Presbiteriana Milton Ribeiro para assumir o Ministério da Educação.

Olho no currículo

E atenção para o currículo: o pastor  Ribeiro tem registro em seu currículo de curso de doutoramento completo em Educação e graduação em Teologia, segundo currículo Lattes. Ele também é ligado à Universidade Mackenzie.

Tapas e beijos

Aliás,  é melhor ficar atento, para depois não dizer que não foi avisado. Vídeos do pastor evangélico Milton Ribeiro defendendo que pais devem causar dor a seus filhos e que o ‘homem aponta o caminho que a família vai’ viralizaram nas redes sociais nesta sexta-feira, logo após o anúncio de seu nome para a pasta.

Educação com dor

Em uma das pregações do pastor, ele afirma que, durante a educação das crianças, elas devem sofrer castigos físicos por seus pais.

— Talvez uma porcentagem de crianças muito pequena, de criança precoce, superdotada, é que vai entender o seu argumento.

O novo ministro vai mais além:

— Deve haver rigor, desculpe, severidade. E vou dar um passo a mais, talvez algumas mães até fiquem com raiva de mim: devem sentir dor.”

Luiz Castro se defende de acusações

Denúncia vazia

Ex-secretário de Educação,  Luiz Castro Neto foi denunciado à Justiça Federal por improbidade administrativa. A denúncia foi feita pelo Ministério Público Federal (MPF). No entanto, a  questão é bem clara. Houve um erro e uma injustiça em terem incluído o nome de Castro por descumprimento de um prazo.

— É claro que foi um erro deles, Não me cabia cumprir porque no período eu já tinha saído da Seduc,  há quatro meses – rebateu o ex-secretário.

Pingos nos ís

À coluna Dito&Feito, o ex-secretário esclareceu que celebrou um TAC (Termo de ajustamento de Conduta) entre a Seduc e o MPF que permitiu a prorrogação do contrato até 21 de dezembro de 2019 para que a Secretaria finalizasse novo processo licitatório.

—  De imediato, tomei as providências cabíveis e requisitou a elaboração de estudos preliminares pelos setores técnicos responsáveis para cumprimento do prazo definido em comum acordo com o MPF – disse Castro.

Não tinha tirado o time

Ocorre que, em 28/08/2019, Luiz Castro pediu exoneração da SEDUC, quatro meses antes do prazo do TAC.

— De modo que não há como ser responsabilizado por eventual e posterior descumprimento do acordo legal, uma vez que não era mais o responsável pela pasta no momento da citada renovação de contrato –, disse ele.

Me esqueçam

Além disso, lembra Luiz Castro, houve uma decisão do TCE a seu favor.
—  Estou fora da política , num outro trabalho , social , mas voltam a me atacar ...
Já não bastasse todo o desgaste pelo qual passei

Explode o desemprego

Há mais dois milhões de desempregados no país, desde o início de maio, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad Covid-19), divulgada nesta sexta-feira pelo IBGE. São os efeitos do relaxamento da quarentena que já começa a aparecer no mercado de trabalho.

Em apenas um mês

O número de desempregados ficou em 11,8 milhões de pessoas entre 14 e 20 de junho. Bem superior aos 9,8 milhões do início de maio. Com isso, a taxa de desemprego subiu para 12,3% contra 10,5% do início de maio.

Superintendente da Suframa vem mostrando diplomacia

A pauta é a ZFM

O governador Wilson Lima está determinado a retomar  estratégias de fortalecimento do Polo Industrial de Manaus (PIM). Foi com esse objetivo que ele se reuniu, sexta-feira,10/07, com o superintendente da Suframa, general Algacir Polsin, e com a bancada federal do Amazonas.

Velhos gargalos

No encontro, realizado por videoconferência, foram retomadas discussões sobre temas importantes para o modelo Zona Franca. Entre eles, a Reforma Tributária e a diversificação da matriz econômica do estado.

Humilhou garçon

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, coronel Antônio Elcio Franco Filho, destratou um garçom que atua no ministério durante reunião realizada na manhã desta sexta-feira (10).

— Sai daí. Eu falei não! O que você não entendeu?!”– disse o número 2 da Saúde ao servidor logo após fazer gestos bruscos com o braço. Humilhado, o garçom, que servia água e café, saiu.

Conversa de bêbado

Do General Hamilton Mourão, Coordenador do Conselho Nacional da Amazônia Legal, sobre o desmatamento da Amazônia:

— Só no ano que vem, quando vai passar o satélite de novo, vamos poder comprovar que nossos esforços para reduzir o desmatamento na Amazônia surtiram efeito. Até lá, é conversa de bêbado: eles dizendo uma coisas e nós argumentando outras.

Novo Parlamento

Com os trabalhos presenciais suspensos desde o dia 18 de março, a Assembleia Legislativa do Amazonas implantou novo formato para realizar as reuniões ordinárias e continuar com os trabalhos. Desde o dia 24 de março, a Aleam tem feito as sessões plenárias virtuais, com transmissão nas redes sociais da casa, ampliando o alcance de pessoas acompanhando em tempo real.

Assembleia híbrida

Até a primeira semana de julho, foram realizadas mais de 40 sessões plenárias virtuais. Nesta semana, a Assembleia começou a realizar as reuniões ordinárias de maneira híbrida, onde parte dos deputados voltou a participar presencialmente no plenário Ruy Araújo, enquanto outros continuam no formato virtual.

Covid pode ficar

O chefe do programa de emergências da  Organização Mundial da Saúde (OMS), Mike Ryan, afirmou nesta sexta-feira (10), que a Covid-19 talvez pode não ser totalmente erradicado no mundo todo.

— Na situação atual, é improvável que possamos erradicar esse vírus –, informou o chefe de emergências.

Segunda onda

Ryan alertou também para a importância de nações impedirem que aglomerações aconteçam. Caso ocorram – como vem ocorrendo – ,podem potencializar uma segunda onda, o que pode levar a necessidade de implementação de lockdown (ou seja, fechamento total) em diversos territórios.

Não acabou

Segundo a Universidade Johns Hopkins, cerca de 227 mil casos de Covid-19 surgiram na última quinta-feira no mundo todo, o maior número de novas infecções desde o começo da pandemia. O recorde anterior era de 216,3 mil casos e aconteceu em menos de um mês, no dia 1º de julho.

ÚLTIMA HORA

O ministro Vital do Rêgo, do TCU (Tribunal de Contas da União), determinou nesta sexta-feira (10) que o governo Jair Bolsonaro cesse imediatamente a destinação de recursos de publicidade para sites e canais que promovem atividades ilegais ou cujo conteúdo não tenha relação com o público-alvo de suas campanhas.

A decisão, de caráter cautelar (preventivo), foi tomada após a Folha de S.Paulo revelar, em maio, que a verba oficial da propaganda da reforma da Previdência irrigou sites e canais na internet de jogo do bicho, em russo e infantis.

Um dos mais contemplados com publicidade foi o Get Movies, voltado para crianças e 100% em russo – ao todo, foram 101.532 anúncios.

ORGULHO

Uma pesquisa feita na UFPB, Universidade Federal da Paraíba desenvolveu um inseticida à base de sisal, que mata rapidamente o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e a chikungunya.O inseticida é barato, tem ação rápida e não é tóxico  para outros animais. A informação foi divulgada pela UFPB, que conduziu as pesquisas em parceria com a Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária.

VERGONHA

O que se mostrou uma realidade em outros países em que a pandemia está em um estágio mais avançado vem agora se desenhando por aqui também como mais uma triste face do momento – o abandono de animais. Da China à Espanha, é crescente o número de animais abandonados. No Brasil, onde esse índice já é alto – dos cerca de 140 milhões de animais, entre cães, gatos, peixes, aves, répteis e pequenos mamíferos, 5% vivem em condições de vulnerabilidade, de acordo com o Instituto Pet Brasil. Isso corresponde a quase 4 milhões de animais. Como se o dado já não bastasse, a pandemia do novo coronavírus tem contribuído para deixar essa estatística ainda mais preocupante. A falta de informação ou a propagação de informações erradas a respeito da COVID-19 tem sido apontada como causa. Não há nenhuma evidência científica de que haja transmissão dessa doença de cães e gatos para pessoas.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.