BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Fome que deve se alastrar no “quase lockdown” preocupa Omar Aziz


O senador amazonense Omar Aziz (PSD) cobrou do poder público e iniciativa privada uma forma de “garantir alimentos” para quem não poderá trabalhar enquanto durar o “quase lockdown completo” no estado nos próximos dias.

Durante uma entrevista ao portal O Antagonista, Omar advertiu que as novas medidas anunciadas pelo governador Wilson Lima (PSC) para tentar frear a pandemia da Covid-19 “são extremas, mas necessárias neste momento”.

— Nós chegamos ao limite do limite. Não tem lugar nenhum no mundo que esteja preparado para uma situação como a que estamos vivendo aqui no estado. Não tem outra decisão a ser tomada – disse Omar, que recentemente perdeu o irmão Walid Aziz para a Covid.

Combate aos fura-filas

Omar agradeceu “a solidariedade de outros estados” e disse que o Amazonas terá de fazer “um rígido trabalho de fiscalização” para garantir a vacinação, o quanto antes, para os grupos prioritários.

— Como temos mostrado, surgiram várias denúncias de pessoas que estariam furando a fila em Manaus.

Obrigado, Espírito Santo!

Dos 36 pacientes de Manaus internados no Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, no Espírito Santo, 18 se encontravam na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e 18 estão na enfermaria.

Antes, eram 27 na UTI. Até o momento não há solicitação de transferência de pacientes pediátricos para o Espírito Santo.

Ainda sobra UTI

A Secretaria de Saúde do Espírito Santo (Sesa) informou que o Estado possui 150 leitos de UTI para o tratamento contra a covid-19 e que a chegada dessas pessoas do Amazonas não vai comprometer o atendimento aos capixabas.

Voo da vida

O governo amazonense prevê transferir até 700 pessoas com covid-19 nos próximos dias. Todos em aeronaves da FAB. Além do Espírito Santo, outros 15 Estados também disponibilizaram leitos de UTI para pacientes do Amazonas.

Auxílio Manauara

Uma notícia que vai deixar alegre muita gente necessitada. A Primeira parcela do Auxílio Manauara – compromisso de campanha do prefeito David Almeida –,  será paga na segunda quinzena de fevereiro.

Duzentinhos

O anúncio foi feito pelo prefeito David Almeida, após aprovação unânime pela Câmara Municipal de Manaus (CMM), do Projeto de Lei (PL) nº 001/2021, que criou o benefício social no valor de R$ 200, para atender mais de 40 mil famílias de baixa renda do município.

Quem tem direito

O  Auxílio Manauara prevê que sejam contempladas as famílias que tenham crianças de 0 a 36 meses de idade ou idosos acima de 60 anos, tendo como base o Cadastro Único (CadÚnico), de dezembro de 2020.

Essas famílias precisam estar no CadÚnico, na folha do Bolsa Família e ter renda per capita de até R$ 178 (dividindo-se o total de renda familiar pelo número de moradores de uma residência).

Sarafa Jr. é o líder

Acabou a disputa. O vereador Marcelo Serafim (PSB)  será o líder do prefeito David Almeida na câmara Municipal. Sarafa Jr. e seu “velho”, deputado Serafim Corrêa, apoiaram a candidatura de Ricardo Nicolau (PSD) desde a primeira hora.

Mas, no segundo turno anunciaram apoio à candidatura de David Almeida que, inclusive já marchou ao ladfo de Sarafa em outras eleições, quando pertencia ao PSB.

Buscar convergência

Ao anunciar que aceitou ser líder do prefeito, Marcelo disse que encara a nova função como uma importante missão em prol da nossa cidade.

— Ser  líder é saber dialogar com as diferenças e buscar as convergências. E isso nós faremos com todos os nossos colegas – disse o líder.

R$ 1,8 bi em comida

Enquanto o senador Omar se preocupa com a fome que deve acometer as famílias que vão parar de trabalhar no lockdown, o poder executivo gastou mais de R$ 1,8 bilhão em alimentos..

Despesas cresceram

É o que aponta um levantamento  sobre os gastos de instituições do poder executivo. Em 2020,  as despesas com alimentação do governo federal cresceram 20% com relação a 2019.

R$ 15 milhões em leite Moça

Os gastos incluem, entre outras mercadorias, R$ 15 milhões em leite condensado, R$ 2.5 milhões em vinho somente para o ministério da Defesa, R$ 1 milhão em alfafa e R$ 2.2 milhões em goma de mascar. Os dados foram divulgados pelo Metrópoles.

R$ 2,3 mil só em chicletes

Acredite se quiser, ma. De acordo com o Painel de Compras,  Só de chicletes, por exemplo, foram R$ 2.203.681, 89. Vão gostar de mascar assim lá no Alvorada!

Ranchinho caro

A constatação tem como base o Painel de Compras atualizado pelo Ministério da Economia. No último ano, foram pagos mais de R$ 1,8 bilhão em alimentos.

De volta ao plenário

Por unanimidade, a Assembleia Legislativa aprovou na tarde desta terça-feira (26) a extinção do recesso parlamentar da Casa, que iria até o dia 1 de fevereiro.

Decisão unânime

A decisão unanime dos deputados presentes à Sessão Extraordinária, atendeu requerimentos apresentados pelos deputados Wilker Barreto (Podemos) e Sinésio Campos (PT).

Bolsonaro não pode...

O presidente Jair Bolsonaro contestou as estatísticas de mortos no Brasil por conta da pandemia da covid-19.

Nesta terça-feira (26/1), durante um evento sobre investimentos na América Latina promovido pelo banco Credit Suisse, o mandatário reclamou que os números de óbitos são superdimensionados.

...Ser normal

—  Até que pesem, muitos laudos (de mortes pelo novo coronavírus) são forçados, dados como se covid fossem. Na verdade, nós sabemos que não é 0, disse o presidente.

Ele não acredita

De acordo com o boletim mais recente do Ministério da Saúde, o país já perdeu 217.664 brasileiros por conta da pandemia, sendo que 627 novas mortes foram registradas entre domingo (24) e segunda-feira (25).”

Quanto ao número de infectados, a pasta já contabilizou ao menos 8.871.393 de pessoas diagnosticadas com covid-19 no Brasil.

ÚLTIMA HORA

Ministério vai remover 1,5 mil pacientes  de Manaus

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta terça-feira (26), em Mamaus,  que o governo federal espera transferir do Amazonas para outros estados cerca de 1,5 mil pacientes infectados pelo novo coronavírus. “Nosso objetivo é chegar a algo em torno de 1,5 mil pessoas removidas”, afirmou Pazuello ao participar, em Manaus, da cerimônia de reabertura do Hospital Nilton Lins para atendimento a pessoas em tratamento de covid-19. Isso é para que possamos equilibrar a demanda e a oferta por leitos em Manaus”, afirmou o ministro. Ele disse que perto de 300 pessoas já foram transportadas em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB).

Ao lado de Wilson Lima, Pazuello disse que a pandemia em Manaus é uma “situação completamente desconhecida”

Segundo o último balanço divulgado pelo governo do Amazonas, a lotação de hospitais públicos e privados de todo o estado em decorrência do aumento do número de casos, após as festas de fim de ano, motivou a transferência de 277 pacientes para 11 estados: Acre, Alagoas, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte e para o Distrito Federal.

ORGULHO

O bom exemplo vem lá da Itália. Um estivador  chamou a atenção nas últimas semanas por fazer o bem fantasiado de Homem-Aranha, alegrando crianças enfermas nos hospitais. . Ele trabalha no porto como estivador e, há 3 anos, leva presentes para crianças internadas nos hospitais. Mattia tem 27 anos e recebeu do presidente da Itália, Sergio Mattarella, o título de Cavaleiro da Ordem do Mérito da República, entre 36 personalidades premiadas. O motivo da condecoração é “pelo seu altruísmo e pelas iniciativas criativas com que contribui para aliviar o sofrimento dos mais jovens doentes internados em hospitais”.

VERGONHA

O Tribunal de Contas da União (TCU) apontou que não há amparo legal no uso de recursos do Sistema Único de Saúde (SUS) na compra de medicamentos à base de cloroquina para o tratamento da covid-19. As informações constam no despacho do ministro Benjamin Zymler, do dia 22 de janeiro, no âmbito de um processo do tribunal após representações feitas por senadores e pelo Ministério Público Federal (MPF) sobre possíveis irregularidades do Ministério da Saúde na elaboração de documento para tratamento da covid-19 com recomendação do uso de cloroquina.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.