BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Ensaiando voo para o Centrão, Plínio Valério rasga a ficha da Executiva regional do PSDB


O senador Plínio Valério (PSD-SAM) acaba de confirmar que é o mais bolsonarista de todos os tucanos. E talvez o único. Em ofício enviado nesta segunda-feira ao presidente do partido Arthur Virgílio Neto, o parlamentar descarta qualquer participação  oficial na vida do partido.

“Por não ter interesse nenhum em participar da direção regional do PSDB no Amazonas, comunico que abro mão do cargo de membro da executiva regional do partido”, diz o ofício.

Cada estado tem o tucano que merece, mas queríamos ver o tucano de Eirunepé dizer isso na eleição de 2018, quando precisou da muleta do então prefeito Virgílio para se eleger e do perfil de seriedade política do PSDB, que anda comprometida por políticos como os senhores Aécio Neves (MG) e Plínio Valério.

Mais uma vez, como o mineiro, o amazonense  posou de bom moço e agora mostra as garras.

New tucano

Enquanto isso, o vice-governador do Amazonas, Carlos Almeida Filho, assinou na manhã desta segunda-feira (24.05), sua ficha de filiação partidária ao PSDB-AM. A filiação de Almeida vem sendo alvo de conversação local e nacional há vários meses.

Arthur recebe o vice-governador Carlos Alberto Almeida no ninho tucano

Fortalecendo o ninho

Foi consolidada a partir da chegada à direção do diretório regional do PSDB do ex-prefeito Arthur Virgílio, que está no comando do partido desde 1º de Maio deste ano e tem entre suas metas, fortalecer e ampliar a base partidária.

Um vice na oposição

Carlos Almeida foi eleito vice-governador do Amazonas em 2018 pelo PRTB. Mas atualmente estava sem partido e rachado com o governador Eilson Lima.

Senador Omar Aziz avisa : "se mentir de novo, Pazuello sairá da CPI algemado"

Pazuello algemado

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD), afirmou hoje, durante o UOL Entrevista, que se o ex-ministro da Saúde general Eduardo Pazuello mentir de novo à comissão "sairá algemado [da sessão]". O requerimento para a reconvocação de Pazuello será votado amanhã.

— Não posso afirmar que vou prendê-lo, mas pode ter certeza que, se ele mentir... Se ele tiver um habeas corpus, eu não poderei prendê-lo. Manda ele sem habeas corpus lá, ele não vai brincar mais com a CPI e a população brasileira –, afirmou Aziz.

Fala agora, fala!

Omar afirmou que viu que o secretário de Saúde de João Pessoa, Fábio Rocha, esteve falando mal da CPI e confirmou que ele será convocado para prestar depoimento na Comissão.

– Ele disse um monte de coisas e vamos ver lá na CPI se ele tem coragem de repetir isso – colocou.

Respingou no Bosco

Bosco é citado pelo "Estadão" em esquema de "orçamento secreto"

O deputado Bosco Saraiva (Solidariedade-AM) foi citado reportagem especial publicada pelo Jornal Estado de São Paulo,  revelando  um esquema criado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que teria destinado verba de R$ 3 bilhões em emendas para auxiliar base do Congresso.

Segundo a reportagem, o deputado do Solidariedade Ottaci Nascimento (RR), junto com o deputado Bosco Saraiva (AM), teriam direcionado R$ 4 milhões para Padre Bernardo, cidade do interior de Goiás.

Orçamento secreto

Além de Saraiva e Ottaci, mais quatro deputados federais por Goiás também estão envolvidos no “orçamento secreto de Bolsonaro” – José Nelto (Podemos), Vitor Hugo (PSL) e Lucas Vergílio (Solidariedade).

Esquemão de R$ 3 bi

De acordo com a reportagem especial publicada pelo Estadão,  um esquema montado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), no final do ano passado, para aumentar sua base de apoio no Congresso criou um orçamento paralelo de R$ 3 bilhões em emendas parlamentares.

Boa parte dessas emendas é  destinada à compra de tratores e equipamentos agrícolas por preços até 259% acima dos valores de referência fixados pelo próprio Governo.

Lei orçamentária

Segundo o jornal, o  esquema contraria três leis orçamentárias, porque são os ministros que devem determinar onde os recursos devem ser aplicados.

Por meio da Lei de Acesso à Informação, o Ministério do Desenvolvimento Regional reconheceu que os parlamentares definiram como e onde aplicar as verbas próprias da pasta.

Educação  no trânsito

Através da publicidade, o Detran-AM vai lançar uma campanha de educação no trânsito. O objetivo é conscientizar a população sobre a importância do respeito às leis de trânsito.

Reduzir as mortes

Com isso, o Detran  pretende diminuir acidentes e mortes nas vias de Manaus e do estado. Só até abril, foram 74 acidentes com vítimas fatais na capital.

Detran presente

De acordo com o diretor-presidente do Detran-AM, Rodrigo de Sá, a partir da campanha o Departamento vai estar mais presentes na vida das pessoas.

— Levaremos não só a parte repressiva, mas sobretudo a questão educativa, que será a premissa de nossas peças publicitárias o ano todo.

Exército não gostou

A decisão do general da ativa Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, de subir num palanque político neste domingo (23) foi considerada descabida por integrantes do Alto Comando do Exército, que enxergaram uma transgressão a normas básicas na caserna.

Pazuello repete o que fez no shopping de Manaus e aparece sem máscara em aglomeração ao lado de Jair

Agora vai

A participação de Pazuello no ato político de Bolsonaro fez aumentar a pressão para que ele vá para a reserva.

Essa pressão já existia de forma consistente desde sua demissão do ministério, em razão do exercício de um cargo de natureza política.

Punição já

De acordo com a Folha, generais que integram a cúpula da Força trocaram impressões por telefone sobre o que ocorreu no Rio de Janeiro.

E  dizem, em conversas reservadas, que o comandante do Exército, Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, deve avaliar o caso e decidir que providência será tomada.

Integrantes do Alto Comando esperam uma avaliação e punição em curto prazo, diante da mensagem negativa que Pazuello passou a patentes inferiores ao subir num palanque político.

Exibicionismo

A motociata promovida pelo presidente Jair Bolsonaro  e seu apoiadores, neste domingo (23), no Rio de Janeiro, envolveu mil policiais militares. Esse efetivo é o equivalente ao de um batalhão de PM de grande porte no Estado.

Somente em custo de salário dos agentes envolvidos, considerando apenas as 6 horas usadas, a estimativa é um custo de R$ 485 mil.

Barreiras sanitárias

Com o avanço das novas mutações do Coronavírus, o parlamentar enviou nesta segunda-feira (24), um ofício à Fundação de Vigilância em Saúde, Secretaria de Saúde,  Ministério da Saúde (MS) e ao Governo do Amazonas solicitando a implementação de barreiras sanitárias no Estado para conter o avanço das novas variantes.

Luz amarela

A confirmação do primeiro caso da variante da Covid-19 derivada do Reino Unido, em Manaus, e a presença de dois casos suspeitos no Pará da nova cepa identificada na Índia, acendeu o alerta do deputado estadual Wilker Barreto (Podemos).

— A implementação de barreiras sanitárias é uma medida imprescindível para salvaguardar a vida da população amazonense –, alerta Wilker.

Passaporte de imunização

Começou a tramitar na Câmara Municipal de Manaus (CMM), em regime de urgência, o Projeto de Lei (PL) nº 227/2021, que de Lei (PL) nº 227/2021, que cria o Passaporte Digital de Imunização.

O documento em formato eletrônico que será expedido pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), atestando que o portador está imunizado contra a covid-19.

Cenário de incertezas

De autoria do vereador Marcio Tavares (Republicanos), o PL tem por objetivo aumentar o controle sanitário sobre locais com aglomeração de pessoas.

— Com o cenário de incertezas gerado pelo prolongamento da pandemia de Covid-19, precisamos de novas tecnologias que garantam a circulação segura de pessoas em espaços públicos.

ÚLTIMA HORA

Exibicionismo e aglomeração desnecessários em passeio de motocicleta no Rio

O líder do PT na Câmara dos Deputados, Bohn Gass (RS), e a presidente nacional do partido, a também deputada Gleisi Hoffmann (PR), iniciaram uma ofensiva nesta segunda (24) para que o Tribunal de Contas da União (TCU) investigue o passeio ciclístico do presidente Jair Bolsonaro neste domingo (23).

No ofício encaminhado à presidente do TCU, ministra Ana Arraes, Bohn Gass alerta que além do gasto de dinheiro público com esse passeio pela capital fluminense, o ato de Bolsonaro gerou prejuízos maiores que o financeiro:

“O prejuízo está na confiança da sociedade nas instituições públicas, na consciência do cidadão de que seu voto contribui para o bem da comunidade em que vive e não para beneficiar interesses de uns poucos", argumentou Bohn Gass. "Nesse instante em que a sociedade brasileira espera de seu Presidente, Ministros e Generais, atitudes e decisões que dignifiquem o cargo, o que se verifica são ações e medidas que visam unicamente instrumentalizar a estrutura de poder da família presidencial, com o uso de recursos públicos de maneira indevida, contra cidadãos e instituições."

ORGULHO

Aeronave da itapemirim: revolução nos ares: tarifas especiais e bagagem gratuita

Itapemirim Transportes Aéreos ou ITA, começou a vender bilhetes no site oficial voeita com tarifas especiais, a partir de 119 reais para vários destinos e bagagem gratuita. O voo inaugural será no dia 29 de junho, entre os aeroportos de Guarulhos e Brasília. A nova cia aérea brasileira recebeu permissão da Anac para atender 35 destinos no país. As vendas estão sendo feitas por meio das 2 mil agências de viagens, após a cia receber autorização da ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil. As tarifas promocionais especiais de lançamento incluem feriados e datas especiais, como Ano Novo e Carnaval. Uma novidade em relação às concorrentes é o despacho gratuito da primeira bagagem de até 23 quilos, e segundo a empresa, quando for permitido, haverá serviço de bordo “diferenciado”.

VERGONHA

Santa Cruz crítica a Bolsonaro e Pazuello: "O presidente e um militar da ativa mergulharem o Exército na política é irresponsável e perigoso"

General de divisão da reserva do Exército Brasileiro, Santos Cruz criticou nesta segunda-feira (24/5) Jair Bolsonaro (sem partido), presidente da República, e Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, por 'mergulharem o Exército na política'.  Santos Cruz relembrou a relação de ambos com as Forças Armadas e afirmou que, independente de patente, 'as mesmas normas e valores' devem ser seguidas.

— De soldado a general tem que ser as mesmas normas e valores. O presidente e um militar da ativa mergulharem o Exército na política é irresponsável e perigoso. Desrespeitam a instituição. Um mau exemplo, que não pode ser seguido. Péssimo para o Brasil –, afirmou Santos Cruz pelas redes sociais. A afirmação foi feita um dia depois de Bolsonaro, capitão reformado, e Pazuello, general da ativa, participarem de um ato no Rio de Janeiro. Nesse domingo (23/5), o presidente realizou um passeio de moto e causou aglomeração por onde passava, sem se importar com regras preventivas por conta da pandemia de COVID-19.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.