BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - ENCONTRO DAS ÁGUAS - Amazonino fiz que o Rio Negro e Arthur Virgílio o seu Rio Solimões



O pré-candidato ao governo do estado, Amazonino Mendes (Cidadania)  disse neste sábado (8), durante o lamçamento de sua candidatura que o é o Rio Negro e o ex-prefeito Arthur Virgílio (PSDB) , candidato ao Senado Federal, é o  seu Rio Solimões.

— Eu chamo essa uni~!ao de Encontro das Águas. E aqui está o meu Rio Solimões – disse Amazonino erguendo o braço de Virgílio. De acordo com o tetra-governador, com Arthur no Congresso, nenhum presidente teria o desplante de perseguir a Xona Franca de Manaus e tirar os empregos do amazonenses.

— O que vocês preferem no Senado, um doido inteligente ou um burro? – alfinetou o ex-governador.

Casa cheia

O lançamento da pré-candidatura de Amazonino Mendes pela federação PSDB-Cidadania ao governo do Amazonas, aconteceu às 9h da manhã no Rancho Sertanejo, na Avenida Professor Nilton Lins, bairro Flores, zona norte de Manaus. Uma fileira de ônibus, carregando eleitores, estacionou ao longo da avenida Nilton Lins

Barreiras

Durante várias vezes os  locutores do evento anunciaram que “usando a máquina do Estado”, foram armadas várias blitzen nas estradas de acesso ao local do evento, tentando impedir que o povo chegasse ao lançamento de Amazonino.

— Mas de nada adiantou. O povo veio assim mesmo! – , denunciou a radialista Tatiana Sobreira.

Pau puro

Amazonino não poupou críticas ao governador Wilson Lima dizendo que hoje o estado é governador por um uma apresentador que “bailava na televisão ao lado de um anão”.

— O que eu ouvi no STF sobre ele envergonharia qualquer cidadão do Amazonas.  Ainda bem que ele não é amazonense. Nada a ver contra nossos irmãos do Pará que vêm aqui para somar!

Caminho da liberdade

Amazonino marcou o dia 7 de maio como o início da caminhada rumo à liberdade”.

— Só existe uma forma de libertar o Amazonas, é votando. Votem no Negão!

Lendário Freire

A grade estrela da festa foi o lendário presidente do Cidadania, Roberto Freire que, em seu discurso, apontou Amazonino e Arthur como os homens que, de fato, conhecem a importância da Amazônia para o mundo.

— E o novo Brasil começa pela Amazonia, nos alicéceresuma economia verde – previu Freire.

Roberto Freire, presidente nacional do Cidadania veio para a festa de Amazonino

Eu venho do sertão

Freire, que restava de blazer num valor sufocante do Riacho Sertanejo, disse que não iria tirar o paletó e explicou o porque:

— Eu não sei se o calor de Manaus é mais forte que o calor do sertão pernambucano, onde eu sempre vesti paletó, desde as campanhas de Miguel Arraes!

O que eu penso dele

Em deu discurso, Arthur Virgílio disse que à entrada do a Rancho, quando cegava para o quase comício, leu uma p/laca em que dizia: “Veja o que Artur dizia de Amazonino”.

— Isso meu deu uma ideia. Vou dizer aqui agora o que eu penso do Amazonino. Eu penso que ele é o nome certo, no momento certo para salvar o Amazonas.

Dois bicudos

Virgílio reconheceu que num passado muito distante brigou muito com Amazonino. Mas se recusaria a falar do que pensava  há 40 anos, no calor da luta em velhas campanhas políticas onde, algumas vezes, disputaram o mesmo cargo.

— Falo o que penso hoje. Amazonino – disse, voltando-se para o aliado –, você é o nome certo para governar o Amazonas! – avaliou o tucano

Ele voltou

Depois da cassação do mandato, o ex-governador José Melo está de volta à cena política

Quem deu o ar de sua graça à festa de Mazoca  foi o ex-governador José Melo, que caminhou no meio da multidão posou para selfie e ensaiou uns passos de dancinha.

Arreda aí

Sem que o  animador de palco lhe chamasse para discursar, Melo, inesperadamente, tomou o microfone emprestado e mandou ver:

— Quando o governador Amazonino Mendes chegar, aplaudam esse homem, que é a luz que chega para libertar o Amazonas – arregaçou.

Majestade

Quando o Negão de fato pisou no palco, José Melo cruzou as mãos em sinal de reverência, e se curvou como se estivesse à frente da rainha Elizabeth.

DIA D

Ao menos por enquanto, os amazonenses voltaram a respirar aliviados

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu nesta sexta-feira os trechos de decretos do presidente Jair Bolsonaro (PL) que reduziram em todo o país o IPI de produtos que recebem benefícios fiscais na Zona Franca de Manaus. A decisão do ministro é provisória, e atende a um pedido do partido Solidariedade.

Festa na floresta

A decisão do magistrado, que é o relator da ADI, foi comemorada por integrantes da bancada do Amazonas no Congresso. Os parlamentares haviam se reunido com Moraes na última terça-feira 3, para tratar do assunto.

— É uma vitória diante dos ataques do Governo Bolsonaro contra o nosso modelo que está assegurado na Constituição Federal. A bancada do Amazonas seguirá vigilante –, postou o senador Omar Aziz (PSD-AM).

Unidade política

O deputado estadual Serafim Corrêa, do PSB, classificou como “vitória da unidade da classe política do Amazonas” a decisão de Alexandre de Moraes.

—  É uma vitória da unidade do Amazonas, onde as forças políticas de todas às matizes, as forças políticas que tem compromisso com o Amazonas estiveram unidas nessa luta e obtiveram essa vitória de uma batalha muito importante, mas teremos muitas outras batalhas pela frente.

Dia importante

Pelo Twitter, o  senador Eduardo Braga (MDB-AM) escreveu:

— Hoje é um dia importante para o Amazonas. A decisão do Ministro Alexandre de Moraes, sobre a ação protocolada pelo partido Solidariedade, garante a competitividade da Zona Franca de Manaus.

Só atinge a ZFM

Na quarta-feira, 4, o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PSD-AM), se encontrou com o presidente do STF, Luiz Fux, pelo mesmo motivo.

Em live, Marcelo Ramos esclareceu que  a suspensão do decreto do IPI pelo ministro Alexandre Moraes não atinge todo o decreto, mas apenas os itens produzidos na ZFM.

Lula paz e amor

Do ex-presidente Lula ao lançar sua pré-candidatura à Presidência da República em chapa com Geraldo Alckmin (PSB) de vice.

— O grave momento que o país atravessa, um dos mais graves da nossa história, nos obriga a superar eventuais divergências –, disse, diante de uma imagem da bandeira do Brasil.

Ameaça totalitária

Para enfrentar o totalitarismo que se abateu sobre  país, Lula só vê um caminho:

— Queremos unir os democratas de todas as origens e matizes […] para enfrentar a ameaça totalitária.

Arrancando o couro

O preço da gasolina subiu pela quarta semana seguida, segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP).

O valor médio do litro passou de R$ 7,283, na semana passada, para R$ 7,295, nessa semana. É uma alta de 0,16%.

Quase  R$ 9, 00

Desde janeiro, o avanço é de 9,37% nas bombas.

O preço máximo da gasolina vendida no Brasil voltou ao patamar histórico, de R$ 8,999 - em Santa Catarina

Mas não para aí. O diesel também  subiu pela terceira semana seguida, passando de R$ 6,61 para R$ 6,630.

Avanço de 0,3%. No ano, aumento é de 23,99%.

Sele o cavalo

O avanço nos preços ocorre em meio a riscos, segundo representantes dos importadores, de faltar combustíveis em alguns locais por conta da defasagem de preços.

Dados da Abicom, que representa as importadores, apontam que nesta sexta-feira a defasagem média do diesel está em 21% (R$ 1,27 por litro) e da gasolina, em 17% (R$ 0,78 por litro).

Assim, importadores não conseguem importar porque a Petrobras vende combustível no Brasil mais barato do que compra do exterior.

Uma vez golpista...

O “mito” sonha com isso, disse a revista

E as instituições precisam estar alertas. “Bolsonaro não se contém. Caso a corrida eleitoral não lhe seja favorável, ele buscará anular o processo alegando fraude e tentando usar os instrumentos de Estado para impugnar o resultado”.

Sempre  golpista...

Em matéria assinada pelo jornalista Igor Gielow, a Folha de S. Paulo publicou que o Jair Messias Bolsonaro é “dado a golpismos.

“Isso se sabe desde que ele era um obscuro deputado vivendo nas sombras limítrofes do baixo clero da Câmara”, disse o jornal.

ÚLTIMA HORA

“Os lucros da Petrobrás são um estupro!”

O presidente Jair Bolsonaro (PL) pediu, durante transmissão da live desta quinta-feira (5/5), que a Petrobras não aumente novamente o preço dos combustíveis no Brasil. Alterado, o chefe do Executivo bradou que os lucros registrados pela estatal são "um estupro".

Na noite desta quinta, a Petrobras divulgou o lucro líquido da estatal no primeiro trimestre deste ano: R$ 44,561 bilhões. O valor é 3.718% maior do que o registrado no mesmo periodo do ano passado.

— "Eu não posso entender, a Petrobras durante crise da pandemia e a guerra lá fora, a Petrobras faturar horrores. O lucro da Petrobras é maior que a crise. Isso é um crime, é inadmissível. Eu posso estar equivocado, mas não consigo entender".

ORGULHO

O portal Só Notícia Boa destacou sexta-feira, 6, o drama de um trabalhador de Manaus que foi humilhando, mas, depois sua história  teve um final feliz. Em novembro do ano passado, o motoboy Douglas Alves de Andrade Junior 9foto), 23 anos, foi humilhado e agredido por um empresário, durante uma entrega em um condomínio de luxo em Manaus (AM).

No vídeo que viralizou nas redes sociais, o empresário agride Douglas, pega a  mochila de entrega do motoboy, joga para longe e danifica o material de trabalho do rapaz. O registro foi feito pelo próprio entregador, com a intenção de se proteger, já que sofreu ameaça de morte do morador, que a todo momento dizia ter uma arma em casa. A briga teria começado porque o Douglas entrou na garagem da casa para deixar o pedido na porta e o cliente não gostou da atitude.

— Ele disse que eu levaria um tiro por eu ter pisado na calçada dele. Ele não queria que eu tivesse deixado o pedido na casa, sendo que foi a mulher dele que pediu –, disse. Na época, o portal lançou uma vaquinha para ajudá-lo a pagar os prejuízos com a moto e poder se manter. Com as doações, Douglas conseguiu se recuperar e hoje, conversando com a reportagem do Só Notícia Boa / Só Vaquinha Boa, ele comemora o retorno ao trabalho.

VERGONHA

“Indulto de Bolsonaro a Silveira é ensaio para o golpe". Foi o que publicou a revista IstoÉ, esta semana. O decreto que livra a cara do deputado condenado é o primeiro indulto nominal concedido por um presidente brasileiro desde 1945, afirma autor de pesquisa sobre o tema. Para ele, decisão é afronta ao Poder Judiciário. A decisão do presidente Jair Bolsonaro na quinta-feira (21/04) de conceder indulto ao deputado Daniel Silveira, condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a 8 anos e 9 meses de prisão por ameaças às instituições democráticas, elevou a um novo patamar a crise entre Executivo e Judiciário no atual governo e levantou dúvidas sobre a legalidade da medida.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.