BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito – Eles são os brasileiros mais ricos do mundo


Segundo relatório de 2019 do Global Wealth Report, da empresa Credit Suisse, cerca de 47 milhões de pessoas no mundo têm fortuna superior a 1 milhão de dólares. No Brasil, o número é de cerca de 259 mil pessoas. Existem pelo menos 2.153 bilionários espalhados pelos países, segundo informou a organização Oxfam, em 2019. Esse conjunto é mais rico do que 60% da população mundial. Mas, você sabe quem são os brasileiros mais ricos do mundo? São eles:

1 º Joseph Safra: US $ 23,8 bilhões

Nada menos que o banqueiro mais rico do país, Joseph Safra nasceu no Líbano, mas foi naturalizado brasileiro. Poliglota, ele fala francês, inglês, árabe, hebraico, italiano e espanhol.

Sua riqueza veio com o banco Safra, um dos maiores, sob direção de uma única família. Os pais de Joseph já trabalhavam com bancos no Líbano, Síria, antes de imigrarem para o Brasil.

A fortuna que ele adquiriu foi fruto do trabalho dele e de seus pais ao construírem um banco sólido, seguro e notável.

2 º Jorge Paulo Lemann: US $ 22,3 bilhões

Filho de imigrantes Suíços, Jorne nasceu em 1939 no Rio de Janeiro. Formou-se em economia na faculdade de Harvard. Jorge possuiu dupla cidadania – a brasileira de nascimento e a suíça que herdou dos pais.  Começou sua carreira como estagiário em um banco suíço, o Credit Suisse. Posteriormente, quando voltou ao Brasil, passou por financeiras e corretoras, quando, em 1971, decidiu começar a empreender.

3 º Eduardo Saverin: US $ 11,1 bilhões

Nascido em 1982 na cidade de São Paulo e formado em Economia pela Standord, colega de Mark Zutemberg. Eduardo foi co fundador do Facebook, e posteriormente vendeu sua parte na empresa, e atualmente vive em Singapura.Atualmente é empreendedor na internet e investidor anjo

Hoje ele investe em Startups como a Qwifi, uma plataforma de pesquisa em vídeo que traz resultados únicos a cada pesquisa, que vêm através de vídeos interativos.

Mundo novo

A Universidade do Estado do Amazonas (UEA), em um momento histórico, realizou a primeira colação de grau virtual para os seus alunos. Serão, ao todo, três dias dedicados às colações de 110 alunos da universidade.

Canudo virtual

A UEA iniciou, nesta quarta-feira (22/07), a sequência de colações de grau em formato virtual para mais de 100 alunos dos cursos de Ciências Biológicas, Geografia, Letras, Matemática e Pedagogia.

Sem abraços

A festa, os abraços, a jogada do capelo e outros momentos tradicionais de uma colação de grau precisaram ser readequados diante da pandemia do novo coronavírus.

Entre os “cabeças”

A bancada do Amazonas tem apenas um deputado federal  entre os mais influentes do Congresso: Marcelo Ramos.

O ranking dos nomes mais influentes do Congresso Nacional é  feito pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP).

A lista dos 100

A lista elege os "cabeças" do Legislativo Federal que, segundo a definição do órgão, se caracterizam protagonistas do processo legislativo, por sua capacidade de conduzir debates.

A eleição é anual e escolheu 100 legisladores, sendo que 70 são deputados e 30 são senadores.

Loura suspeita

A Visa Manaus dará prosseguimento ao processo de administrativo contra uma fábrica de cerveja artesanal, localizada na Cachoeirinha, zona Sul, após a desembargadora Joana dos Santos Meirelles derrubar a liminar que suspendia a interdição do estabelecimento.

Loura suspeita 2

Durante inspeção rotineira, na segunda quinzena de junho, uma equipe de fiscais da Vigilância Sanitária identificou no local 1,8 tonelada de malte com alterações, em embalagens perfuradas e com fezes de roedores, além de outras irregularidades, resultando na interdição da cervejaria.

Ecobanqueiros

Acredite se quiser, mas os banqueiros estão preocupados com o destino da Amazônia.

Os presidentes de Itaú, Bradesco e Santander se reuniram com o vice-presidente, General Mourão para lançar um plano integrado para contribuir com a conservação e desenvolvimento sustentável da floresta.

Imagem queimada

Na verdade, não se trata de uma preocupação eminentemente ecológica. O que vem tirando o sono dos banqueiros é a crescente pressão internacional pelo fim do desmatamento da Amazônia. Isso, é claro, cria uma deterioração da imagem do Brasil no exterior e mina os interesse financeiro dos bancos em atrair capital estrangeiro.

Quem planta colhe

Os recordes sucessivos no desmatamento da Amazônia e o descaso com os povos indígenas e com o meio ambiente fazem com que cada vez mais empresas internacionais exijam que medidas sejam tomadas. Na Europa, grupos pedem sanções ao Brasil e o fim da importações de produtos, caso medidas não sejam tomadas.

Puraquequara agoniza

O deputado Serafim Corrêa (PSB) fez um apelo às autoridades de segurança do Estado para que reveja a situação de abandono em que se encontra o bairro do Puraquequara, Zona Leste de Manaus.

— É um bairro abandonado. Não tem segurança, não tem saúde, não tem educação e sofre com agruras da falta de serviços básicos naquela área na cidade.

Puraquequara agoniza 2

Sarafa disse que vem recebendo muitos apelos em relação a isso.

— Faço apelo as autoridades para que deem mais atenção ao bairro do Puraquequara –, disse o líder do PSB na Assembleuia.

Os donos do mundo

Por US$ 1,95 bilhão (R$ 9,9 bilhões), o governo Donald Trump fechou um negócio com a Pfizer e a BioNTech pela produção e entrega de cem milhões de doses da vacina BNT162, uma das duas candidatas desenvolvidas pelas companhias.

1,3 bilhão de doses

Acontece que, até o fim deste ano, não vão ser produzidas mais do que cem milhões de doses. E por isso várias manchetes anunciaram que o país havia comprado antecipadamente tudo o que estaria disponível em 2020. À noite, a Pfizer desmentiu a notícia, afirmando que a compra se refere a 2020 e a 2021 e que, nesse período, devem ser fabricadas ao todo 1,3 bilhão de doses.

Papa tudo

A verdade é que o governo americano está negociando com todas as empresas que desenvolvem as principais candidatas à vacina. O  acordo permite ao governo norte-americano obter 500 milhões de doses adicionais. Então, se essa extensão se confirmar, o país ficará com quase metade da produção das empresas – tendo menos de 5% da população mundial.

Lei Aldir Blanc

A Prefeitura vai promover entre os dias 27 a 31/7, nove encontros on-line com segmentos artísticos e culturais da cidade para  discutir a aplicação da lei Aldir Blanc.

O objetivo do debate é auxiliar trabalhadores e espaços culturais afetados pela pandemia do novo coronavírus, na capital.

ÚLTIMA HORA

O governador Wilson Lima (PSC) e o vice Carlos Almeida Filho (PTB) deram entrada, nesta quinta-feira, 23, nos documentos de  defesa à Comissão Especial do Impeachment, que terá até o dia 3 de agosto para analisar e  elaborar o parecer de admissibilidade do processo. De acordo com a presidente da comissão, deputada Alessandra Campêlo (MDB), 48 horas após a publicação do parecer, a defesa do Governador será incluído na Ordem do Dia para ser  discutida em plenário. A parlamentar explicou que cinco representantes de cada partido ou bloco partidário poderão se manifestar, durante uma hora, sobre o parecer. Após a discussão e votação nominal aberta, o processo poderá ser arquivado caso rejeitado, ou recebido, caso aprovado. O quórum para deliberação é de maioria simples.

ORGULHO

Chico é mais um brasileiro que venceu a Covid. O menino de 3 anos, que tem síndrome de Down e é famoso nas redes sociais, teve alta da UTI nesta quarta, 20, após 14 dias de internação. O Super Chico – como é conhecido pelos mais de 124 mil seguidores no Instagram – foi para um quarto da enfermaria de um hospital particular de Bauru, no interior de São Paulo, onde vai seguir sob cuidados médicos. A alta da UTI é mais uma vitória na luta pela vida do garoto Francisco Guedes Bombini. Ele nasceu prematuro e precisou passar por sete cirurgias por problemas renais, cardíacos e hipotireoidismo, além de uma displasia pulmonar herdada pelos três meses de entubação. A mãe contou que o próprio Chico dá sinais de que entende que o pior já passou

VERGONHA

Pela primeira vez em 2020, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) aprovou uma lei na Câmara Municipal do Rio de Janeiro. O filho do presidente entrou como coautor em um projeto de lei elaborado pela colega de partido, Tânia Bastos. A aprovação foi confirmada na última segunda-feira (20).  A

a última tentativa de Carlos para emplacar um projeto de lei aconteceu em setembro de 2019. Na ocasião, o vereador propôs que o Rio de Janeiro aderisse à Política Nacional de Alfabetização.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.