Calendário

julho 2019
D S T Q Q S S
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Dito & Feito – Ele tá de olho é na cadeira dele

O deputado estadual Dermilson Chagas (PP) vem se movimentando e conversando com dirigentes partidários, lideranças sociais e especialistas em mobilidade urbana, no intuito de viabilizar sua candidatura a prefeito de Manaus. O tema ‘transporte’ deve ser uma das principais plataformas de Dermilson, caso consiga lançar o nome.

Pelo visto já tem cinco pré-candidatos de olho gordo na cadeira de Arthur Virgílio (PSDB): Marcos Rotta (PSDB), David Almeida (PSB)   Chico Preto (PMN), Marcelo Ramos (PR) e, agora, Dermilson Chagas.   

Ataque de estrelismo

A atriz Christiane Torloni exibiu, ontem, em Manaus,  o documentário Amazônia: o despertar da florestania, dirigido por ela e Miguel Przewodowski na Fundação Amazonas Sustentável(FAS).

X

Inexplicavelmente teve um ataque de estrelismo e se recusou dar entrevista ao Jornal EM TEMPO, que estava há horas esperando pela entrevista..


Exclusiva da Globo

Torloni disse, através de sua assessoria de comunicação, que só daria prioridade à Globo, com quem  gravou entrevista antes do evento.

E que só iria falar com o EM TEMPO às 22h. Se o jornal quisesse que esperasse.

Deadline

A atriz só esqueceu que jornal impresso, assim como a TV Globo, também tem hora para fechar.

Apesar de Cristiane não gostar de ser associada diretamente com a Rede Globo, sua atitude diz o contrário. 

Três em um

O vereador Jaíldo dos Rodoviários (PCdoB) teve a deliberação de três projetos de lei durante a sessão de segunda-feira, 1º de abril.

Mas a produção se resumiu a três comemorações: Dia do Desbravador, Dia do Aventureiro e Dia do Jovem Adventista.

X

Não se sabe como os manauaras  conseguiram viver, até aqui, sem a comemoração dessas datas. 

CPI da discórdia

O pedido instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o preço dos combustíveis nos postos de gasolina de Manaus culminou em um arranca-rabo entre os vereadores Chico Preto (PMN) e Wallace Oliveira (Podemos).

Nome aos bois

Tudo porque Chico Preto, autor do pedido de CPI, subiu à tribuna e disse quais vereadores já tinham assinado o requerimento de instalação da Comissão.

X

A  saber: Cláudio Proença (PR), Fred Mota (PR), Marcelo Serafim (PSB), Jaildo dos Rodoviários (PC do B) e William Abreu (PMN).

Pare de pirotecnia

Se sentido constrangido, Oliveira subiu à tribuna e criticou o colega, lembrando que a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) já instalou uma CPI sobre o mesmo assunto.

X

—Todos nós aqui representamos o povo de Manaus. Vamos parar de querer posar como o único correto e representante do povo. Isso é pirotecnia – afirmou.

Chantagem

Num outro momento da discussão, Wallace Oliveira afirmou que Chico estava usando continuamente a prerrogativa de Comunicado de Liderança, para fazer réplica da fala dos vereadores contrários à instalação da CPI.

— Isso está errado. Isso é chantagem – disparou.

Chantagista, eu?

Chico Preto, visivelmente irritado com a fala, pediu mais uma vez a palavra e disse:

— Não sou chantagista. Faço política e uso das prerrogativas que o Regimento Interno da Casa me concede!

Chame a federal

O vereador e presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara, André Luiz, protocolou pedido na Polícia Federal solicitando investigação dos postos de Manaus pelo crime de cartel.

X

Ele quer colaborar com a CPI instalada recentemente na Assembleia.

Feirinha do teatro

Uma “praça de alimentação”  está se formando  na esquina da avenida Eduardo Ribeiro com a rua José Clemente.

As barracas só aparecem no início da noite de domingo.

Espanta turista

A feirinha da avenida é compreensível se for levado em conta a taxa de  desemprego em tempos bicudos pela qual passa a economia.

X

Mas um absurdo, em se tratando das proximidades do Teatro Amazonas e do palácio da Justiça, dos cartões postais históricos da cidade de Manaus e o espaço mais visitado por turistas.

Motoserra

No país que mais mata ambientalistas no mundo, não parece coincidência que o desmatamento tenha aumentado quase 40% em 2018.

Apuí campeão

Uma das áreas mais afetadas é o Apuí, no interior do Amazonas. Com pouco mais de 20 mil habitantes, o local foi apontado como o segundo município mais desmatado na Amazônia Legal em 2012, entrando na lista de combate ao desmatamento em 2017.

EM ALTA

Na onda da Islândia, que criou uma lei para multar empresas que pagam menos às mulheres, Portugal também vai punir as diferenças salariais entre homens e mulheres. Inspirado pela iniciativa, Portugal criou uma lei para corrigir a desigualdade de gênero. A lei exige que as empresas paguem o mesmo valor a todos os seus funcionários que desempenham as mesmas funções, independentemente de seu sexo. A lei entrou em vigor no último dia 21 de março. E no Brasil, quando será?

EM BAIXA

Pesquisa Datafolha apontou que no Brasil das cerca de 16 milhões de mulheres, com mais de 16 anos, foram vítimas de algum tipo de violência no ano de 2018. A maioria conhece o agressor: são companheiros ou ex-companheiros, vizinhos e familiares. Em Manaus, conforme dados da SSP, 9.727 mulheres foram vítimas de violência em janeiro deste ano. Os casos de violência doméstica somaram 1.270 e de ameaças 1.204. 

Deixe uma resposta