BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - David aposta na AstraZeneca


O prefeito David Almeida está mesmo disposto a colocar Manaus no ranking das cidades que saíram na frente da imunização da população. E já anunciou que negocia a aquisição de 700 mil doses da vacina produzida pela empresa AstraZeneca, para combater o novo pico da Covid-19 na cidade.

— . Além das vacinas que foram disponibilizadas pelo governo federal, nós fizemos contatos com fornecedores particulares. Estou falando da AstraZeneca, que tem uma eficiência muito grande. Assim que essa vacina tiver autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, nós estamos pedindo para a Prefeitura de Manaus, prioridade na aquisição de um lote de aproximadamente 700 mil doses –, confirmou o prefeito.

Prefeito otimista

De acordo com o prefeito de Manaus, o lote de vacina que será adquirido complementa a quantidade a ser enviada pelo governo federal. Assim será possível iniciar a vacinação maciça da população da cidade.

—  O objetivo é iniciar a campanha de vacinação o quanto antes, visando conter o crescente número de novos casos de Covid-19 na capital – disse.

Agora vai!

O anúncio de David Almeida acontece no mesmo dia em que o  ministro da Saúde, Eduarfo Pazuello, afirmou,  em pronunciamento na cadeia de rádio e televisão, que o Brasil já conta com 60 milhões de agulhas e seringas para iniciar a vacinação contra a covid-19 já neste mês de janeiro.

David quer comprar 700 mil doses 

Temos uma vacina!

Um vídeo divulgado pelo Instituto Butantan nesta quinta-feira (7) mostra a reação de diretores ao receber a informação sobre a eficácia da CoronaVac, vacina desenvolvida em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Em uma reunião fechada feita na noite desta quarta-feira (6), o cientista Ricardo Palácios, diretor de ensaios clínicos do Butantan, informou os dados aos outros diretores.

A eficiência da CoronaVac

Ao receberem as informações sobre a eficácia de 78% da vacina, eles comemoraram, aplaudiram e deram gritos de alegria.

— Agora eu tenho um resumo dos dados. Depois, eles entregam os dados completos. Então, para casos leves que precisam de algum tipo de ajuda – seja porque precisam de ajuda médica ou medicação –, a eficácia foi 77,96%, com intervalo de confiança inferior de 49,15 e superior de 90,44. Para casos de internação hospitalar, 100% eficaz”, diz Palacios no vídeo. “Temos uma vacina. Valeu todo o esforço."

Vídeo viralizou nas redes sociais 

Teve que engolir

O ministro da Saúde também afirmou nesta quinta-feira, 7, que está fechando contrato para compra de 100 milhões de doses da Coronavac. A vacina foi desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac e será distribuída no Brasil pelo Instituto Butantan, órgão ligado ao governo de São Paulo.

Pisando em ovos

A compra da vacina Coronavac é assunto delicado no governo federal. Por disputa política com o governador João Doria (PSDB), o presidente Jair Bolsonaro fez Pazuello recuar de uma proposta de aquisição do imunizante em outubro.

Mandetta vibrou

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM) usou as redes sociais nesta quinta-feira (7) para comemorar a apresentação dos estudos clínicos da CoronaVac, vacina desenvolvida pela chinesa Sinovac com o Instituto Butantan.

Ex-ministro comemorou a eficácia da vacina 

“Logística” só atrapalha

O ex-ministro ainda aproveitou para provocar o atual titular da pasta, general Eduardo Pazuello.

—Parabéns equipe do Butantã, meu caro Dimas Covas. Ciência. Foco. Disciplina. Agora é ver se a ‘’logística’’ não vai atrapalhar –, escreveu Mandetta.

Cutucada

A referência à “logística” é uma indireta bem clara ao ministro Pazuello, que assumiu o posto após o governo de Jair Bolsonaro garantir que ele seria “especialista em logística”.

Habemus agulha!

O ministro contou que há ainda a garantia da Organização Pan-Americana de Saúde de que o Brasil receberá mais 8 milhões de agulhas e seringas em fevereiro, além de 30 milhões de produtos solicitados para a Abimo (Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos e Odontológicos).

Mais leitos

Em meio a um novo colapso no sistema de Saúde em Manaus, por conta do aumento de casos e internações de pacientes com Covid-19, o Ministério da Saúde vai abrir 178 novos leitos de UTI na capital do Amazonas.

UTIs lotadas

Hoje, a ocupação de leitos de UTI da rede pública do estado está em torno de 92%. Na rede privada, a situação é ainda pior, com hospitais lotados sem nenhum leito de UTI disponível.

Mais respiradores

O governo federal também vai enviar a Manaus 78 respiradores, além de recrutar 200 médicos e 300 enfermeiros para reforçar o atendimento na rede de saúde pública.

Ministro vem aí

Na próxima segunda-feira (11), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, embarca para Manaus para anunciar as medidas.

Todas essas ações para socorrer Manaus de sua maior tragédia  sanitária foram definidas durante reunião do governador Wilson Lima com o ministro Eduardo Pazuello, da Saúde.

Marcelo disse...

O amazonense Marcelo Ramos (PL-AM) poderá ser o 1º vice-presidente da Câmara dos deputados. Foi o que garantiu o deputado Arthur Lira (PP-AL), candidato a presidente da Casa.

— Marcelo será meu vice-presidente na chapa da mesa diretora, se tivermos a 1ª escolha –, declarou Lira em Manaus.

...Lira confirmou!

Marcelo Ramos já havia anunciado que seria vice no grupo do pepista, mas Lira ainda não havia falado sobre o assunto em público.

Ramos é candidato a vice na chapa de Arthur Lira 

Mudou de lado

Marcelo Ramos era o “queridinho”  do grupo de Rodrigo Maia (DEM-RJ). No entanto, Maia foi de Baleia Rossi como candidato anti-Bolsonaro. .

No 2º semestre de 2020, Ramos disputava a benção de Maia, que preside a Câmara atualmente, para disputar sua sucessão.

No time de Bolsonaro

Ramos  deixou o grupo em dezembro e se juntou ao candidato do PP, do qual seu partido, o PL, já era próximo. Com isso, também passou a ser identificado como apoiador de Bolsonaro.

Nº 4 quer ser jornalista

Jair Renan Bolsonaro Jr., filho mais novo do presidente Jair Bolsonaro, estreou um programa online na última terça-feira, dia 4.

No seu canal no Youtube, o jovem de 22 anos deu o nome de "Condomínio 04" ao programa de entrevista, em referência à fala do seu pai, de maio de 2020.

Pegou geral

O presidente disse que o “garanhão”  "pegou metade do condomínio" onde mora, o Vivendas da Barra, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio.

Sogro miliciano

A história surgiu quando o presidente comentou sobre a possível relação de Jair Renan com a filha do policial aposentado Ronnie Lessa, que mora no mesmo condomínio que o clã Bolsonaro.

Lessa  é um dos acusados de assassinar a vereadora Marielle Franco, do Psol, e o motorista dela, Anderson Gomes, em março de 2018.

Cartão vermelho

O presidente Jair Bolsonaro reafirmou a ideia de que o auxílio emergencial não será prorrogado. O chefe do executivo confirmou que não será criado um novo programa de distribuição de renda e afirmou que a ideia é “aumentar um pouquinho” o atual programa assistencial Bolsa Família.

— Quem falar em Renda Brasil, eu vou dar cartão vermelho, não tem mais conversa! –, disse Bolsonaro em entrevista ao apresentador José Luiz Datena, da TV Band.

Vai acabar

O  Renda Brasil era o programa previsto pelo Governo para substituir o Bolsa Família). De acordo com Bolsonaro, o auxílio pago a vulneráveis por causa da crise provocada pela Covid-19 tem caráter emergencial.

— Auxílio é emergencial, o próprio nome diz: é emergencial. Não podemos ficar sinalizando em prorrogar e prorrogar e prorrogar –, disse o presidente, acrescentando que “acaba agora em dezembro.

ÚLTIMA HORA

Brasil chega a 200 mortos por Covid

O Brasil ultrapassou na tarde desta quinta-feira (7) a marca de 200 mil óbitos por coronavírus. Sem nenhuma vacina aprovada pela Anvisa nem um cronograma de imunização por parte do governo federal, o país já totaliza 200.011 vidas perdidas pela pandemia desde março de 2020.

Esta quarta-feira, o país registrou 1.266 mortes, o maior número desde 18 de agosto. No dia 8 daquele mês, o país ultrapassou os 100 mil óbitos pela doença, que fez a primeira vítima fatal no Brasil no dia 17 de março — um homem de 62 anos que tinha diabetes e hipertensão. Brasil ultrapassa 200 mil mortes por Covid-19

ORGULHO

Apoiado em notícias sobre avanços em vacinas contra a Covid-19 no Brasil e no entusiasmo global que levou bolsas de Nova York e os preços das commodities A novos recordes, o Ibovespa superou nesta quinta-feira os 122 mil pontos, nova máxima de fechamento. O principal índice da bolsa brasileira fechou em alta de 2,93%, aos 122.594,28 pontos. Com isso, dobra a pontuação atingida no pior momento da crise da pandemia, quando chegou a cerca de 61 mil pontos numa sessão de março passado. O giro financeiro da sessão somou 38,1 bilhões de reais.

VERGONHA

É uma vergonha, mas a imunização da população no Brasil está atrasada por falta de seringas. Por isso, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, decidiu intimar o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para que preste esclarecimentos sobre o plano de imunização contra a Coivd-19. Na decisão, Lewandowski afirma que a pasta precisa prestar informações no prazo de cinco dias comprovando o estoque de seringas e agulhas da União e dos respectivos Estados. Caso não haja estoques suficientes dos insumos, Lewandowski solicita que a pasta apresente, em 48 horas, o planejamento de novas aquisições de seringas e agulhas para o cumprimento das primeiras fases do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a covid-19.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.