BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - CARDÁPIO DE LUXO NO BRASIL DA FOME – Ministério da Defesa gastou dinheiro da Covid com filé, salmão, camarão e bebidas alcoólicas


Auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) aponta que o Ministério da Defesa, responsável pelas Forças Armadas, gastou em 2020 cerca de meio milhão de reais de recursos que deveriam ser utilizados no combate à pandemia do coronavírus com itens alimentícios de luxo e não essenciais, como picanha, file mignon, camarão e bebidas alcoólicas. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Segundo o jornal, a partir de apuração sobre supostas irregularidades na compra de alimentos no governo desde 2017, foram descobertos gastos de R$ 535 mil, por parte da Defesa, com esse itens, que ainda incluem, por exemplo, bacalhau e salmão.

Esse dinheiro, de acordo com o TCU, veio a partir da ação orçamentária “21C0 – Enfrentamento da Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional decorrente do Coronavírus“. Ou seja, tratavam-se de recursos destinados ao custeio de políticas de combate à Covid-19.

Quem mais gastou

Os auditores constataram que, dentre os órgãos superiores dos três Poderes, a Defesa foi o que mais gastou recursos para compra de itens considerados não essenciais.

Não é ético

Apesar de o Estado ser responsável pela compra de alimentos para militares em atividades, o TCU afirmou que, diante da realidade brasileira, “não parece razoável alocar os escassos recursos públicos na compra de itens não essenciais”.

“Especialmente durante a crise sanitária, econômica e social pela qual o país está passando, decorrente da pandemia”.

Defesa se defende

Em nota, o Ministério da Defesa informou que os militares atuaram no combate à pandemia e que relatório apontando os gastos é “preliminar”.

“Ainda será apreciado por ministros do Tribunal de Contas da União, no qual esta pasta já apresentou os devidos esclarecimentos”, diz.

Omar na pole

Pesquisa da Perspectiva Mercado e Opinião aponta que o senador Omar Aziz (PSD) lidera a corrida à reeleição com 20,2%, sendo seguido pelo ex-prefeito Arthur Virgílio (PSDB), que teria   17,8% .

Compadre do capitão

Coronel Menezes (PL), ex-superintendente da Suframa, e que intitula como compadre de Jair Bolsonaro, aparece em terceiro lugar com 15% .

Sem dinheiro...

O deputado federal Marcelo Ramos, vice-presidente da Câmara dos Deputados e atualmente sem partido, afirmou que o Orçamento aprovado para o ano de 2022 não dá margem para aumentar os salários de todos os servidores.

...não dá pra fazer!

A reserva de R$ 1,7 bilhões para promover policiais irritou outras categorias como os servidores da Receita Federal. A ação fez aumentar a pressão sobre o governo para reajustar os vencimentos de todas as categorias.

Vai pagar caro

Em entrevista à revista Crusoé, Ramos disse que “não tem margem para dar aumento a outras categorias”.

—  Bolsonaro poderá pagar um preço caro. Se você diz que não vai dar aumento para ninguém, há um critério. Agora é ruim dizer que vai dar para todo mundo e depois dá só para um.

Se deu pra um...

O líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), já afirmou que há a possibilidade de não haver aumento para ninguém.

...Tem que dar pra todos!

Isso poderia insuflar os policiais, base eleitoral do presidente Jair Bolsonaro (PL), contra as outras categorias de servidores.

Toró

O temporal desabou nesta segunda-feira, 26, sobre Manaus foi tão forte que até a  vacinação contra a Covid-19 foi cancelada em dois pontos: O shopping São José, na zona Leste e no  Centro.

Barraca voou

No shopping São José, houve falta de energia elétrica, sem previsão de normalização. No ponto que funciona na Feira Manaus Moderna, a ventania causou prejuízos na estrutura da tenda, impossibilitando o atendimento para vacinação no local.

Vacinação será retomada nesta terça-feira

Volks dá vexame

Fabricante de computadores, a  empresa Acer, de Taiwan, abriu recentemente uma ação judicial contra o Grupo Volkswagen. As alegações são de que a VW infringiu algumas de suas patentes, por exemplo.

Pirateou

De acordo com a agência Reuters, a Acer alega que a Volkswagen tem instalado chips móveis 4G em seus modelos, no caso, sem licença para essa fazer isso.

Barbas de molho

O governador Wilson Lima está se preparando para a subida das águas para não ser surpreendido como foi na cheia  de  2021. Ele anunciou nesta segunda-feira, (27/12), o plano de ação para a Operação Enchente 2022.

Em 2021, as águas do Rio Negro subiram até o relógio municipal, na Av. Eduardo Ribeiro

130 mil famílias

O planejamento define as medidas do Estado para socorrer aproximadamente 130 mil famílias nos 62 municípios que, possivelmente, enfrentarão os prejuízos causados pela subida dos rios da região.

Vai superar 2021

Com exceção do Rio Madeira, todas as calhas do Amazonas têm registrado índices superiores à marca histórica. Caso os números continuem altos, a previsão é que, no ano de 2022, todos os municípios do estado sejam atingidos pela cheia dos rios.

Alerta

O alerta foi feito, nesta segunda-feira (27/12), pelo governador Wilson Lima, durante a apresentação do plano de ação para a Operação Enchente 2022.

— Estive, há aproximadamente 10, 15 dias, nas calhas do Juruá e do Purus e constatei, junto com as prefeituras e os técnicos, a subida desses rios – alertou o governador.

Pai de aluno achou bom

Em novembro de 2020, um decreto publicado pelo Governo do Amazonas repassou informações sobre os itens que não podem ser solicitados na lista de material escolar  para o ano letivo.

A menos 62 itens são considerados  abusivos na exigida por algumas escolas .

Só o necessário

O Procon Amazonas adverte que as instituições de ensino devem listar apenas materiais de uso exclusivo e restrito ao processo de aprendizagem.

Abuso

Materiais de uso individual não podem ser cobrados, e aí entra, por exemplo, o álcool em gel, que é um produto com mais demanda desde o início da pandemia de Covid-19.

Também podem riscar da lista algodão,  balde, balões, canudinho, isopor, /palito de dente, espeto de churrasco e outros exageros.

ÚLTIMA HORA

Bolsonaro diz que sua filha Laura, de 11 anos, não será vacinada

Negacionista, presidente Bolsonaro diz que sua filha, Eduarda (11), não será vacinada contra a Covid

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse nesta segunda-feira (27/12) que espera que o Judiciário não interfira na vacinação de crianças de 5 a 11 anos. Ele também ressaltou que sua filha Laura, de 11 anos, não será vacinada.

“Estamos conversando com o [ministro da Saúde, Marcelo] Queiroga nesse sentido. Ele, dia 5, deve ditar normas de como é que deve se vacinar crianças. Eu espero que não haja interferência do Judiciário; Espero, porque a minha filha não vai se vacinar — deixar bem claro. Ela tem 11 anos de idade”, disse o presidente ao conversar com a imprensa, em Santa Catarina.

A imunização do público infantil é tema de uma consulta pública do Ministério da Saúde. A pasta deve realizar uma audiência sobre o assunto em 4 de janeiro e bater o martelo sobre a vacinação no dia seguinte.

ORGULHO

O DJ SAlok encerrou o ano com uma boa ação. Cirytou o cabelo e doou uma peruca para uma  menina, paciente de câncer. A doação foi feita esta semana em colaboração com a ONG Cabelegria. A surpresa foi feita por  Alok em companhia de sua esposa, a médica Romana Novais. Romana compartilhou em seus stories do Instagram (video abaixo) o momento da entrega e a reação da Gigi, com permissão da mãe, Dami Eduarda.

VERGONHA

No último Dia das Crianças, em 12 de outubro, cerca de 18,8 milhões de meninos e meninas até 14 anos passaram fome no país. O levantamento da Fundação Abrinq aponta que dessas, pelo menos 9 milhões vivem em situação de extrema pobreza, com renda per capita mensal de, no máximo, R$ 275. Um professor de escola pública na Baixada Fluminense, região com os indicadores sociais mais baixos do Rio de Janeiro, conta que algumas crianças têm recorrido até mesmo ao consumo de gambás para vencer a fome. A venda do animal é proibida no Brasil por questões sanitárias.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.