BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Braga defende renda básica permanente no valor de R$ 600 mensais


O Congresso Nacional lançou nesta semana a Frente em Defesa da Renda Básica, para incentivar a adoção de programas de transferência de renda. Várias propostas sobre o assunto estão tramitando no Senado.

Uma delas (PL 3.241/2020), de autoria do senador Eduardo Braga (MDB-AM), dispõe sobre a criação de uma renda básica de natureza permanente, no valor de R$ 600 mensais, para famílias em situação de vulnerabilidade social, em substituição ao Programa Bolsa Família.

De acordo com o senador pelo Amazonas, a pandemia comprovou que grande parcela da população vulnerável do país não tem acesso a programas assistenciais do governo.

Insensatez na ilha

“Seria uma verdadeira insensatez realizar o Festival de Parintins este ano. Não facilitem”. O aviso é do deputado Serafim Corrêa (PSB), para quem a responsabilidade maior é do governo do estado e da prefeitura de Parintins.

—   A pandemia está em declínio, é verdade, mas não podemos ser insensatos – alerta o deputado.

Tragédia anunciada

Espero que a festa seja contida pelas autoridades sanitárias e que evitem aquilo que pode ser uma tragédia para o povo parintinense e para todos aqueles que compareceram a festa, que é de muita emoção.

—  Já imaginaram reunir, uma semana antes das eleições, que já vai provocar uma aglomeração? Três dias de aglomeração em Parintins? Vocês acham que na hora do festival, na hora da toada as pessoas vão usar máscaras?  Não vão usar –, cutuca Sarafa.

Conversa com o general

Nem só de floresta vive o amazonense. O deputado federal Marcelo Ramos (PL-AM) tem agendada, para a próxima terça-feira (28/07), 16h, uma reunião de trabalho com o vice-presidente da República, Hamilton Mourão.

Índios e ZFM

O general preside o Conselho da Amazônia, mas Marcelo não vai se limitar somente às queimadas e ao desmatamento. Vai trazer para o foco da discussão questões como a pandemia nas comunidades indígenas, o desmatamento, Zona Franca de Manaus e o Fundo Amazônia.

Indústria de software

Além da biodiversidade, a Amazônia tem grande potencial para atração de indústria de software, que é alocacional, observa Marcelo.

—  Já temos expertise por conta dos investimentos de P&D da Lei de Informática.

Para o deputado, é  preciso ter clareza de que a proteção da floresta e de suas populações são inegociáveis quando o tema é o desenvolvimento da Amazônia.

Exterminada

Com a reforma administrativa consolidada pelo prefeito Arthur Virgílio (PSDB), a Secretaria Municipal de Defesa do Consumidor (Semdec), responsável pelo Procon municipal, foi extinta.

Vai se queixar a quem?

A prefeitura também informa que Ouvidoria municipal está em processo de estruturação, com implantação de sistema e capacitação de pessoal, para melhor atendimento ao público.

Já situações que poderiam demandar resolução pelo extinto Procon Manaus devem ser direcionadas a outras esferas, que atuam na Defesa do Consumidor.

Ainda é cedo

A Secretaria estadual de Educação ainda não tem data para o retorno atividades presenciais nas escolas públicas. Diante da crise causada pela pandemia, a Seduc vem discutindo com o Legislativo  um Plano de Retorno seguro de alunos e professores. Como presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, a deputada  Therezinha Ruiz (PSDB) vem participando desses debates.

Merenda em classe

Já o Ministério da Saúde estuda protocolo de retorno às aulas em escolas públicas com orientações para que a merenda seja feita dentro da sala de aula. A ideia é evitar a circulação do novo coronavírus. O texto foi discutido em reunião  do Centro de Operações de Emergência (COE), realizada em 6 de julho.

Máscaras na escola

A ideia é orientar uso de máscaras, distanciamento social com marcações feitas no chão, criar escala de entrada e saída das turmas, evitar circulação em espaços comuns e realizar refeições dentro das salas de aula. Além disso, reforçar limpeza e ventilar ambientes.

Segundo o registro da reunião, a escola teria autonomia para decidir como proceder se houver um aluno infectado, mas sem sintomas da doença.

Retratos da pandemia

A pandemia do coronavírus vem matando, também, a memória cultural do país. Um desses símbolos que tombaram durante a crise é o Restaurante Romana Becker, do bairro Higienópolis, na zona norte de Porto Alegre.

Não resistiu

Conhecido pela comida caseira, o restaurante deve fechar as portas em definitivo na próxima sexta-feira (31), depois de 39 anos. O empreendimento familiar não resistiu à pandemia de coronavírus.

Com a telentrega, tinha de 30% a 40% do faturamento habitual, segundo o sócio Guenther Luiz Becker, 63 anos.

O jaraqui é nosso

Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror) vai diversificar a oferta de alevinos do Centro de Balbina, que tradicionalmente reproduz as espécies tambaqui e matrinxã.

Bom e barato

Agora é a vez o jaraqui,  considerado um peixe de excelente potencial, tanto para aquicultura ornamental, quanto para a aquicultura de recria e engorda, além de ser o peixe mais popular e barato  do Amazonas.

Além de delicioso e rico em ômega 3, o jaraqui é barato. Nas feiras e mercados, a enfieira pode ser encontrada a R$ 20,00.

Operação Curuquetê

Os sistemas estaduais do Meio Ambiente e de Segurança Pública do Amazonas se reuniram na tarde desta sexta-feira (24/07), para alinhar as estratégias de atuação para a nova etapa da Operação “Curuquetê 2”.

O que é?

Curuquetê” é a ação deflagrada pelo Governo do Amazonas no início de junho, para reforçar o combate ao desmatamento ilegal e às queimadas não autorizadas no estado.

Ainda bem

Em junho, o Amazonas apresentou uma redução de 12% dos alertas de desmatamento, em relação ao mesmo mês do ano anterior. Para a segunda etapa da operação, o foco das ações estará concentrado, sobretudo, no combate às queimadas, que tendem a aumentar com o início do período de estiagem.

Até no sábado

Caixa Econômica Federal  abriu neste sábado (dia 25) para o pagamento de novas parcelas do auxílio de R$ 600 e do saque emergencial de até R$ 1.045 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço ( FGTS). O funcionamento será das 8h ao meio-dia.

Nem índio, nem caboclo

Segundo análise do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), a maior parte das queimadas do ano passado aconteceu em propriedades privadas médias e grandes (31%), em áreas devolutas frequentemente griladas – (30%) e em assentamentos de reforma agrária (21%). Apenas 7% foram registradas em terras indígenas e na, imensa maioria das vezes, por invasores.

E agora, capitão?

Isso desmente a tese do presidente Bolsonaro de que as queimadas na Amazônia são provocadas por índios e caboclos. Em uma live nesta quinta-feira, 23, Bolsonaro afirmou que são os índios que colocam fogo na floresta e geram parte do desmatamento e das queimadas que têm chamuscado a imagem do seu governo no exterior.

ÚLTIMA HORA

Com influência cada vez menor no governo à medida que o Centrão ocupa espaços e os militares seguem firmes, os bolsonaristas da ala ligada ao guru Olavo de Carvalho estão usando a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que derrubou uma série de contas de militantes na rede social Twitter para tentar ganhar os holofotes novamente. E o próprio Olavo, de sua casa nos Estados Unidos, já se uniu aos esforços ao cobrar reação do presidente Jair Bolsonaro e de seus “queridos generais“.

Em junho, Guru maior desses militantes, o escritor Olavo de Carvalho já havia cobrado que Jair Bolsonaro, “no mínimo”, visitasse na cadeia quem foi preso por, segundo ele, defendê-lo. “Mas será que os generais deixam?”, provocou Carvalho em postagem no Facebook na tarde do dia 15/06.

ORGULHO

O empresário e publicitário Nizan Guanaes gravou um vídeo mostrando que montou uma árvore de Natal na empresa em pleno mês de julho – como fez um condomínio de SP mostrado hoje no SóNotíciaBoa. A ideia de Nizan é inspirar a equipe dele nessa pandemia. No vídeo divulgado nas redes sociais, ele fala sobre o espírito do Natal e o que provoca nas pessoas.

Diz que não bastam contatos via telefone e WhatsApp. O publicitário ensina que a gente precisa estar perto um do outro, se apoiar e incentivar quando bate a tristeza nesses tempos sombrios de 2020.

VERGONHA

Perfis de 16 aliados e apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, investigados por suposta disseminação de fake news, foram bloqueados pelo Twitter e pelo Facebook nesta sexta-feira (24). A suspensão das contas foi determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). A decisão faz parte do inquérito das fake news, que apura ataques a ministros da Corte e disseminação de informações falsas e tem Moraes como relator.   Em documento assinado na última quarta (22), Moraes pede o bloqueio de 16 contas do Twitter e 12 perfis no Facebook, com multa de R$ 20 mil ao dia para as empresas que descumprirem a ordem.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.