BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Aviação na Amazônia está atrasada 40 anos, admite o senador Eduardo Braga


A Azul  vai lançar na próxima semana projeto de expansão da aviação regional na Amazônia, através do programa “Voo Simples”, anunciado pelo governo Federal.

O líder do MDB, Eduardo Braga (MDB-AM), que tem uma interlocução privilegiada com o ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas, se dispôs a apoiar o projeto da Amazônia Legal no que for necessário.  Em audiência com o líder do MDB no Senado, o presidente da empresa, John Rodgerson, afirmou que a Azul vai oferecer serviços aéreos em mais de 20 cidades da Amazônia, tendo como interligação o aeroporto de Manaus.

— A única maneira de o Brasil vencer as enormes distâncias em seu território é ter uma aviação regional competente, eficiente, com mais hangares e mais aeronaves –, afirmou .

40 anos de atraso

Braga disse que vem lutando há décadas pelo incremento da aviação doméstica, que, segundo ele, tem um déficit de pelo menos 40 anos no país.

—  E o problema não é dinheiro, é falta de vontade política”, observou. Segundo Braga, a Agência Nacional de Aviação Civil não pode “tratar os desiguais de forma igual”.

Agora vai

Ele também vai atuar na articulação junto aos demais senadores para a rápida tramitação das medidas do Voo Simples que tiverem de ser analisadas no Congresso Nacional.

Lei do SUS

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) disse que é necessária a implantação imediata da lei do Sistema Único de Saúde (SUS) no Amazonas “para acabar com a onda de corrupção”.

— Isso é algo que eu digo aqui desde 2015. O governo do Estado tem que respeitar a lei do SUS – e nós não seguimos há 30 anos –, vamos encontrar os melhores caminhos —, cobrou Sarafa.

CPI não é oposição

O líder do PSB disse ainda é lamentável que a CPI tenha sido vista como oposição ao governo, quando na verdade se atentou em detectar irregularidades na administração pública com o objetivo de corrigi-las.

Acabou. E agora?

Apesar de integrantes do governo cogitarem a possibilidade de prorrogação, a  ajuda financeira extra a brasileiros vulneráveis termina em 31 de dezembro. Quem avisa é o ministro da Economia Paulo Guedes.

Ministro da Economia negou a prorrogação do auxílio emergencial 

Quem comeu, comeu

Guedes negou a prorrogação, tanto do auxílio quanto do estado de calamidade.

— Tem um plano emergencial e o decreto de calamidade, que vão até o fim do ano. E, no fim de dezembro, acabou tudo isso –, disse o ministro.

Fantasma da fome

Moradores de 3,5 milhões de domicílios do país viveram apenas com renda do auxílio emergencial de R$ 600 pagos pelo governo.

Os números são do  Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) com base em microdados do Pand Covid, pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Isso representa 5,2% do total dos domicílios do país (67 milhões).

O povo quer saber

Então, a pergunta que não quer calar é uma só: como viverão, a partir de agora essas pessoas que sobreviveram apenas com o auxíio emergencial?

Dá-lhe, Arthur!

Manaus atingiu a nota máxima em gestão previdenciária, tornando-se a única capital brasileira a alcançar o nível 4 da Certificação Institucional e Modernização da Gestão dos Regimes Próprios de Previdência Social da União.

Manaus alcançou nível máximo em gestão previdenciária 

O resultado foi divulgado nesta quarta-feira, 7/10, após auditoria externa do governo federal.

R$ 1 bilhão no cofre

Estufando o peito, o prefeito Arthur Virgílio (PSDB) disse que a Manaus Previdência é um dos melhores modelos de gestão do Brasil, não só em Previdência.

— Recebemos o órgão praticamente quebrado, com uma dívida milionária, e estamos deixando-o com um superávit de mais de R$ 1 bilhão –, disse o tucano..

O prefeito também destacou a  garantia de pagamentos das aposentadorias de quem já está fora da ativa e os que ainda vão se aposentar.

Aves peladas

A Assembleia Legislativa aprovou, por unanimidade  Projeto de Lei que proíbe a retirada de penas e plumas de toda espécie de ave viva, e a produção e comercialização de qualquer produto que as utilizem  as plumas dos animais de forma cruel e criminosa.

Cocar nem pensar

A autoria do projeto, claro, é da deputada Joana Darc (PL), a protetora dos animais. Portanto, a partir de agora, cocar do pajé com penas das aves nem pensar. A não ser que seja confeccionado com material sintético.

Depenados vivos

De acordo com as protetora dos animais, o objetivo é eliminar essa prática criminosa no Amazonas.

— A maioria dos usuários desconhece o procedimento para a obtenção dessa matéria-prima. Em alguns casos,  os animais são depenados vivos, causando imenso sofrimento.

E essa tortura se repete anualmente quando as aves renovam as suas plumagens, afirma La Darc.

Assassinato da Lava Jato

Deu na IstoÉ: Depois de Renan Calheiros tecer loas de admiração a Jair Bolsonaro, pelo trabalho de destruição da Lava Jato, que o senador chama de “estado policialesco”, foi a vez do próprio presidente da República, confessar o assassinato da maior e mais bem sucedida operação contra a corrupção da história democrática ocidental.

Blindando os coleguinhas

Numa cerimônia no Palácio do Planalto, nesta quarta-feira (07), o amigão do Queiroz e “o novo ídolo e parça dos pilantras do Centrão”, disse, com todas as letras:

— Eu não vou acabar com a Lava Jato; eu já acabei com a Lava Jato.

Ao enterrar a Lava Jato, Bolsonaro está blindando seus novos aliados, a turma do Centrão,  que voltou com mais sede ao pote.

Usaram a Lava Jato

Mas não era este o homem que se elegeu pregando o combate à corrupção?

Esta é a maior prova de que a Lava Jato – que nasceu como a melhor das intenções –, foi usada como forma mais rápida de tirar o ex-presidente Lula da disputa de 2018.

A lista da Perpetua

E por falar no assunto, a  deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC) fez uma breve lista da corrupção a qual Bolsonaro jura que não existe em seu governo.

Sim, breve, pois seria bem maior se considerasse as ações dos ministros, as tentativas de interferência na Polícia Federal, na PGR, e até no Supremo Tribunal Federal. Ainda tem o toma-lá-dá-cá da reforma da Previdência, o favorecimento de aliados, o nepotismo, etc, etc, etc…

E isso, é o quê?

Mas, vejamos a lista de Perpétua:

– Dobrou gastos c/ cartões corporativos sigilosos;

– Depósitos na conta da 1ª dama, feito por miliciano;

– Desvio de 7,5 milhões dos testes de Covid p/ programa da 1ª dama;

– Recursos públicos p/ financiar gabinete do ódio;

– Cocaína transportada no avião presidencial;

– Rachadinha, milícia…

ÚLTIMA HORA

Depois de Jair Bolsonaro, foi a vez do vice-presidente Hamilton Mourão enaltecer um torturador: O vice-presidente da república  exaltou o coronel Alberto Brilhante Ustra em entrevista ao programa TV Conflict Zone, da emissora alemã DW. Ustra foi o primeiro militar condenado pela prática de tortura durante a ditadura militar que governou o Brasil entre 1964 e 1985. Na entrevista, Mourão o definiu como "um homem de honra e um homem que respeitava os direitos humanos de seus subordinados”.

— O que posso dizer sobre o homem Carlos Alberto Brilhante Ustra, ele foi meu comandante no final dos anos 70 do século passado, e era um homem de honra e um homem que respeitava os direitos humanos de seus subordinados. Então, muitas das coisas que as pessoas falam dele, eu posso te contar, porque eu tinha uma amizade muito próxima com esse homem, isso não é verdade –, afirmou o vice.

ORGULHO

Uma máscara facial reutilizável, que protege os usuários e as pessoas ao seu redor contra o SARS-CoV-2, o novo coronavírus, foi criada por pesquisadores norte-americanos. Ela é confortável o suficiente para ser usada o dia todo e permanece no lugar sem que a pessoa precise ficar ajustando toda hora. Após décadas de experiência, os pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Geórgia criaram a máscara e estão disponibilizando o projeto livre de patente, para qualquer pessoa ou indústria fabricá-la.

VERGONHA

A covardia de Policiais Militares, da 24° Companhia Interativa Comunitária que, durante uma abordagem  na  tarde da última terça-feira (6), por volta das 17h, espancaram violentamente uma moça na praça do Prosamim, localizado no Centro de Manaus.  Os marmanjos truculentos chegaram aloprando porque perceberam que estavam sendo filmados. Mesmo entregando o celular desbloqueado teve o braço torcido, foi chamada de p(*) e levou tapas no rosto. Que vergonha, hein, comandante?

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.