BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - As “patadas” do Omar destacam personalidade do senador, que segue firme na condução da CPI da Covid


Dito & Feito alertou há duas semanas que a CPI da Covid  seria o holofote para o senador Omar Aziz  (PSD-AM) escrever seu nome na história ou “sair chamuscado” da difícil missão de presidir os trabalhos, meter o dedo na ferida,   identificar e punir os culpados.

As sessões têm mostrado que Omar vem se mostrando firme nas posições, mesmo debaixo de uma saraivada de ataques da tropa de choque bolsonaristas. Alguns deles pessoais. Apesar disso,  o senador segue em frete e  mostrou pulso logo no início, quando indicou o senador Renan Calheiros (MDB-AL) como relator da comissão parlamentar de inquérito. O que, claro, desagradou o Palácio do Planalto. De acordo com um blog nacional, a ”personalidade do senador Omar Aziz tem sido um ponto à parte” desde que as sabatinas tiveram início, chamando a atenção pelas inúmeras tiradas sarcásticas durante as sessões da comissão. Entre as “patadas” – é assim que o chega pra lá de Omar foi classificado – que fugiram ao script do senador, está a gala direcionada ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, quando ele se recusou a responder questões sobre o uso da cloroquina no tratamento da Covid-19, recomendado pela pasta e promovido pelo presidente Jair Bolsonaro.

— Até minha filha de 12 anos falaria sim ou não.

Só bate no fígado

Na mesma sabatina Omar aconselhou o ministro a ser "bastante objetivo e falar apenas a verdade para que não haja mais tarde problemas pessoais" e que "se troca de ministro como quem troca de camiseta", referindo-se ao rodízio de ocupantes do cargo ao longo da pandemia no Brasil.

— Por isso, aconselho Vossa Excelência a ser bastante objetivo para que não haja mais tarde problemas pessoais para Vossa Excelência, porque, pelo andar da carruagem, se troca de ministro como quem troca de camiseta –, disse Aziz a Queiroga.

Sobrou pro Teich

O ex-ministro Nelson Teich, que foi sabatinado na última quinta-feira, também foi alvo das ironias do presidente do colegiado. Aziz se irritou com a falta de memória do ex-ministro durante o depoimento, acusando-o de não se comprometer com o objetivo da comissão.

— Ah, é errado? Se um médico prescrever veneno de rato para uma pessoa dizendo que aquilo cura não é crime, é uma coisa errada?", questionou o presidente da CPI.

Toma, Heinze!

Aziz também chutou o pau da barraca com as insistências do senador Luís Carlos Heinze, integrante da CPI da Covid, ao tentar defender o uso da cloroquina no tratamento da Covid-19 durante as sessões. O bolsonarista chegou a questionar os estudos científicos sobre o fármaco conduzidos pela Fiocruz, mas recebeu uma reposta atravessada do senador.

— Eu respeito a opinião de todos. Eu cursei Engenharia Civil por alguns anos e me formei em Engenharia Civil. Agora, o que não dá, senador Luís Carlos Heinze, é pessoas que nunca passaram na porta de uma faculdade de Medicina quererem saber mais do que um médico –, repreendeu Omar.

Situação dramática

O governador Wilson Lima e o secretário Nacional da Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves, sobrevoaram, nesta segunda-feira (10/05), as áreas atingidas pela cheia na capital e nos municípios de Iranduba, Careiro da Várzea e Autazes.

—  Esse mês de maio será bem difícil, com a expectativa de que nós tenhamos 50 municípios atingidos ao mesmo tempo —, comentou o governador.

Wilson Lima leva o secretário Nacional de Defesa Civil, Alexandre Alves para ver a situação dramática da cheia

Veio e viu

O sobrevoo permitiu que o secretário constatasse as dificuldades enfrentadas pelas famílias afetadas pela cheia, que deixa ruas submersas e exige que a locomoção seja feita por embarcações.

O quadro de calamidade vai reforçar a liberação de recursos federais para prestar assistência humanitária às famílias do Amazonas que estão precisando, afirmou Alexandre Alves.

Desespero e agonia

Segundo Alexandre Alves, por meio do sobrevoo foi possível comprovar as dificuldades das pessoas e as perdas econômicas.

— Eu quero ver se até amanhã (11/05) a gente começa a liberar mais recursos.

Liberação da verba

Segundo ele, já foram liberados R$ 14 milhões para os municípios do Amazonas até hoje.

— Mas a gente percebe que precisa de mais e nós vamos liberar –, prometeu o secretário.

Caiu a ficha

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, admitiu que não deve ser escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para compor a chapa do mandatário nas eleições do ano que vem.

Bolsonaro descarta Mourão: Disfarça e sai de fininho que em 2022 o vice é outro

Ninguém me ama...

— Tudo indica que ele não me quer como vice. Mas eu também não vou morrer por causa disso. Eu continuo a ser general da reserva, a minha rede do posto 6 está pronta, me aguardando. Então, a vida continua –, lamentou Mourão.

Alemão na fubica

O vereador William Alemão (Cidadania) voltou a  transmitir  uma live de  dentro de um ônibus, para  mostrar a realidade do sistema de transporte coletivo em Manaus.

Alemão criticou o estado de sucateamento da frota e cobrou que as empresas tirem das garagens, os ônibus novos que chegaram no segundo semestre do ano passado.

Ônibus sucateados circulam e os novos ficam nas garagens

Rainha da sucata

Alemão colocou a boca no trombone e alardeou que em setembro de 2020, Manaus recebeu 112 novos ônibus, e em dezembro, mais 71, perfazendo um total de 183 veículos, adquiridos pelas empresas Vega, Integração, Líder, São Pedro, Global e Açaí. No entanto, os ônibus velhos continuam nas ruas.

Tirem da garagem

De acordo com o vereador, a  Açaí teve 131 ônibus proibidos de rodar, ou seja, todos.

— Recebeu veículos novos e não coloca nas ruas. Já expusemos isso ao prefeito e estamos no aguardo de um retorno dele para resolver esse problema.

Ladrões de cobre

O presidente da Assembleia Legislativa (Aleam), Roberto Cidade (PV), disse que furto de fios de cobre e materiais metálicos “tem se tornado uma prática comum” no Amazonas, sobretudo em Manaus.

Ladrões de cobre 2

Para tentar inibir o crime, Cidade apresentou um Projeto de Lei (PL) para obrigar empresas que exerçam atividade de reciclagem a manter registro de seus fornecedores. Com isso será possível comprovar a origem do material adquirido.

Ladrões de cobre 3

Cidade observou que os criminosos vendem para ferros velhos por um quarto do que custa no mercado.

—  O registro do vendedor e do material vendido às empresas recicladoras assegurará que produtos de furto sejam recuperados e os responsáveis sejam penalizados –, espera o parlamentar.

Universidade Rural

Vem aí a primeira Universidade Rural do Amazonas, a costura para tornar este sonho em realidade, foi feita durante uma reunião entre o deputado Tony Medeiros (PSD) e o o reitor da Universidade do Estado Amazonas (UEA), Cleinaldo Costa, nesta segunda-feira (10).

Alcance social

A  Universidade Rural  já foi autorizada pelo governador Wilson Lima (PSC). Segundo o  reitor tudo está sendo feito para que no início do ano que vem a Universidade Rural comece a funcionar.

— O  alcance social da Universidade no interior é significativo.

Já está programado o curso de Agro Ecologia com ênfase em produção de alimentos e produção pesqueira – anunciou Cleinaldo.

ÚLTIMA HORA

Lula seria o único a derrotar Bolsonaro em 2022, aponta pesquisa

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) seria o único a vencer o presidente Jair Bolsonaro no 2º turno das eleições de 2022, apontou pesquisa do Instituto Atlas divulgada nesta segunda-feira 10 pelo site El País Brasil. De acordo com o levantamento, Lula seria eleito com 45,7% dos votos, ante 41% de Bolsonaro e 13,3% de votos brancos e nulos e de indecisos. Luiz Henrique Mandetta (DEM) é o segundo mais bem posicionado contra Bolsonaro, com 42,4% dos votos, frente a  40,5% do atual ocupante do Planalto. Apesar de ter um percentual maior, o ex-ministro da Saúde está tecnicamente empatado com o presidente , com 41,9% dos votos, contra 40,9% de Bolsonaro.

2022: Lula seria eleito com 45,7% dos votos, ante 41% de Bolsonaro e 13,3% de votos brancos e nulos e de indecisos

Todos os outros potenciais candidatos seriam derrotados por Bolsonaro no 2º turno: Fernando Haddad (PT), Marina Silva (Rede), João Doria (PSDB), Luciano Huck e Sérgio Moro.  No 1º turno, Bolsonaro sairia vitorioso com 37% dos votos, ante 33,2% de Lula. Mas perderia no 2º turno. Outros candidatos aparecem com menos de 5% dos votos.

ORGULHO

O bombeiro e sargento da reserva remunerada José Carlos Marques recebeu uma homenagem por ter resgatado um bebê abandonado no lixo, em Brasília. A criança recém-nascida foi encontrada na semana passada dentro de um contêiner no Setor Habitacional Sol Nascente, em Ceilândia, no Distrito Federal. Um catador de materiais recicláveis escutou um choro de bebê, se aproximou da caçamba e encontrou a criança. O bombeiro, que mora na região, foi chamado e socorreu o recém-nascido. Na última quinta, 5, José Carlos Marques foi homenageado pelo resgate e atendimento da bebê recém-nascida. A homenagem foi concedida pelo comando do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal.

VERGONHA

A deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR) venceu uma ação na Justiça contra Augusto Nunes e o jornalista foi condenado a indenizá-la em R$30 mil por danos morais. O motivo é o fato de Nunes ter, por inúmeras vezes, se referido à parlamentar como “amante” em textos veiculados na Veja e no portal R7. A decisão, proferida por unanimidade pelos desembargadores da 3ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT). O termo “amante” usado pelo jornalista faz referência a um nome que constava em planilhas da construtora Odebrecht. O jornalista, no entanto, fez ao menos 72 menções ao termo para se referir a Gleisi em textos que sequer tinham relação com o caso as planilhas da empreiteira.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.