BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - As lições de Parintins


O 55º. Festival Folclórico de Parintins deixou marcas indeléveis para aqueles que amam o bumbá Garantido. Além da derrota para o rival Caprichoso, o boi foi bombardeado por uma série de acontecimentos que, com certeza, comprometeram sua diretoria e implodiram a espetáculo movido por emoção e garra que seus artistas e brincantes apresentaram arena. Talvez por isso o resultado em relação aos jurados não foi assim tão desastroso.

Logo na primeira noite, começou a circular, como rastilho de pólvora, pelo bumbódromo que o boi do coração não teria fogos de artifício nem iluminação cênica porque sua diretoria não pagou a empresa prestadora do serviço. Em seguida, David Assayag, levantador de toadas que já foi tratado como “rei”  foi para bode expiatório quando apontaram que ele teria errado letras da toada. Magoado e se sentindo rejeitado, David anunciou que aquela tinha sido sua última apresentação no festival e estava indo embora.  E não foi só, na passagem de som o outro apresentador, Sebastiao Jr., também anunciou que estava deixando o Garantido. Sabá, que havia virado estrela com a saída de Assayag para o Caprichoso, foi relegado ao segundo plano e não suportou tamanha ingratidão. Só entrou em cena na terceira noite, quando ouviu gritos de “Fica Sebastião!”

Bofetada

Em meio ao inferno astral, circulou também em Parintins que Sebastião Jr. perdeu a paciência com o presidente do Boi, Antônio Andrade, e teria desfechado uma bofetada na cara do presidente. No entanto, nenhuma fonte do Garantido confirmou se o catiripapo foi mesmo verdadeiro ou não passava de “fake”.

Partiu Caprichoso

Horas antes da apuração, na segunda-feira (27), o Garantido voltou sofrer novas baixas.

Edilson Santana, o terceiro levantador de toadas comunicou em suas redes sociais que também estava  abrindo mão do microfone do boi vermelho.

Muita gente aposta que ele deve retornar ao velho curral, o do Caprichoso, onde iniciou a carreira.

Boi e política

Mas a coisa pegou mesmo quando pipocou o boato de que Israel Paulain, o “queridinho da galera vermelha” estava entregando o cargo.

Israel desmente

Israel se apressou a escrever em seu Twitter que isso não deve acontecer.

Mas muitos apostam que sim, já que a ideia de lançar a candidatura do menino de ouro do Garantido é de Amazonino Mendes, candidato ao governo pelo Cidadania.

Israel Paulain e o Blog do Mário Adolfo

Só ficou o boi

Depois de tanta baixas, e claro que uma sarcástica  piadinha  começasse a circular de boca em boca na ilha.

Por ironia do destino uma das toadas de autoria de um diretor do Garantido,  Rubens Alves, “Partiu Parintins”, retratava exatamente a situação constrangedora do bumbá em seu refrão:

*

“E só ficou o boi, só ficou o boi
Só ficou o boi, só ficou o boi
Garantido é meu Boi-Bumbá”

Insistir no erro

Esta é a segunda passagem de Antônio Andrade na presidência do Garantido.

No final da década de 1990, ele já havia sido presidente e deu outros calotes, administrando de forma desastrosa as finanças do boi.

Antônio Andrade afunda o Garantido pela segunda vez

Perguntar não ofende

Se todos já conheciam a má fama de Andrade, por que insistir no erro e elegê-lo novamente presidente do boi?

O Garantido e seu povo vermelho não merecem.

Schopenhauer

Infelizmente, a sucessão de problemas e notícias ruins que bombardearam o Garantido neste festival de 2022 ilustram muito bem o filósofo Schopenhauer, o chamado mestre do ceticismo, que certa vez escreveu: “Não há nada tão desgraçado na vida da gente que não possa ficar pior”.

No fosso e em pé

Uma outra dica para os administradores do bumbódromo de Parintins.

O chamado “fosso” reservado aos jornalistas na lateral da arena não oferece sequer um banco e nem mesmo uma opção para compra de água.

Banqueta de concreto

É difícil para os profissionais de jornalismo cobrir uma festa de quase seis horas em pé.

Principalmente os cinegrafistas que carregam equipamentos pesados.

Que tal ano que vem construírem um banquinho corrido de concreto – como os das arquibancadas –, para felicidade geral da imprensa?

Ninguém é de ferro

Teve jornalista que se ariscou a sair do fosso para comprar uma água ou uma cervejota (ninguém é de ferro) e, no retorno, foi barrado na entrada.

— Aqui não entra nem com comida e nem com bebida! -, avisou um simpático.

Deborah Secco no Bumbódromo

Não sai e nem entra

O que não dá para entender é que os jornalistas não podem sair e nem os vendedores ambulantes podem entrar no fosso.

Assim, repórteres, fotógrafos, cinegrafistas e blogueiros são obrigados a trabalhar quase seis horas e com sede.

*

Ou então passando pela humilhação de mendigar água de camarotes instalados um pouco acima do espaço.

Patrocinadores

O fesrival nunca teve tantos patrocinadores como neste ano, o que mostra o potencial da festa. Cada um com camarote e atraindo atenção do País inteiro. Em virtude disso, é primordial que o próprio Estado acompanhe as denúncias de mau uso das verbas.

Afinal de contas, ano que vem tem mais e os erros não podem ser repetidos.

Espaço Bemol no Bumbódromo

Soltando os cachorros

Um fortíssimo esquema antidrogas foi montado pela Polícia Militar e Polícia Civil para impedir a chegada de entorpecentes à ilha do folclore.

No desembarque a Parintins, policiais fortemente armados entravam em barcos de linha, lanchas e expressos a jato para inspecionar passageiros e bagagens.

Artistas

As atrizes Débora Secco e Sheron Menezes participaram do Festival de Parintins 2022. Outros famosos também compareceram a 55ª edição do evento, como as apresentadoras Ana Clara e Vivian Amorim, o colunista Léo Dias, além dos ex-BBBs Rodrigo Mussi, Gabi Martins e Natália Deodato.

Artistas na arena

Cheirinho suspeito

Ao descer das embarcações, os passageiros eram orientados para colocar suas malas de mão, mochilas e bolsas no chão, onde cães farejadores faziam o trabalho para detectar drogas.

Ao passar por uma mochila, um dos cães parou, farejou algo e começou a cheirar nervosamente a bolsa suspeita. Na aflição, uma  senhora idosa começou a gritar:

— É biscoito, seu policia! É biscoito!...

Casa caindo

A coisa não lá anda muito bem pro lado de Jair Bolsonaro.

É um escândalo atrás do outro. Nesta quarta-feira (29), enquanto os aliados buscavam um fato novo para abafar as repercussões da prisão do ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, estourou uma nova bomba.

Casa caindo 2

O  site “Metrópoles” publicou reportagem e vídeo com uma série de depoimentos de cinco vítimas (cujas identidades foram preservadas) comportamentos inapropriados de Pedro Guimarães, como convites, frases constrangedoras e toques em partes do corpo delas.

Desastre

O novo escândalo no governo logo acendeu o sinal vermelho entre os aliados de Bolsonaro, que enfrenta maior resistência no eleitorado feminino, segundo as pesquisas em que figura em segundo lugar na corrida presidencial.

*

Assessores do presidente reproduzem a versão de que Bolsonaro disse a Guimarães que as denúncias são "inadmissíveis" e os dois concordaram com o afastamento do executivo.

Nada a ver...

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse nesta quarta-feira (29/06) não ser “procurador ou policial para comentar” acusações de assédio sexual contra o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães.

Em entrevista à rádio Educadora, de Piracicaba (SP), o petista evitou comentar em detalhes o caso.

Lula contra

Pré-candidato à Presidência da República, Lula disse ser contra a privatização de empresas consideradas essenciais para o país. Ele defendeu um modelo de economia mista.

— Governo pode até indicar a direção, mas a gestão deve ser feita por um conselho indicado pela população –, disse.

Culpa dele

Lula afirmou que o alto preço dos combustíveis “chegou onde chegou por irresponsabilidade” de Bolsonaro.

— Esse negócio de privatizar é coisa de incompetência. [Bolsonaro diz] ‘não sei governar, não sei como fazer a economia crescer, eu vou vender o que tenho e vou ter dinheiro para gastar’. Daqui a pouco não tem dinheiro e nem as empresas, e aí o país vai à bancarrota –, afirmou’.

ÚLTIMA HORA

Assédio sexual derruba presidente da Caixa

Cai mais um: Cai Pedro Guimarães, o amigo mais íntimo de Jair Bolsonaro

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, divulgou nesta quarta-feira carta aberta em que renuncia à presidência da instituição e em que afirma que as múltiplas acusações de assédio sexual contra ele “não são verdadeiras”.

“Não posso prejudicar a instituição ou o governo sendo um alvo para o rancor político em um ano eleitoral. Se foi o propósito de colaborar que me fez aceitar o honroso desafio de presidir com integridade absoluta a Caixa, é com o mesmo propósito de colaboração que tenho de me afastar neste momento”, afirmou Guimarães na carta publicada em sua conta no Instagram.

*

Guimarães está na presidência da Caixa desde o início do governo de Jair Bolsonaro, é um dos aliados mais próximos do presidente e já foi cotado para ocupar a vaga de vice na chapa que busca a reeleição de Bolsonaro.

ORGULHO

O aluno João Carlos Magalhães, venceu o Swift Student Challenge, um desafio mundial da Apple que premia os melhores aplicativos desenvolvidos por estudantes. O estudante, que faz o Ensino Médio, criou o Wild Time, voltado para o público infanto-juvenil. Ele orienta sobre a preservação da Floresta Amazônica. Para João Carlos, o reconhecimento é a realização de um sonho e ele espera que possa inspirar outros futuros jovens desenvolvedores. João Carlos conta que desde criança é apaixonado por tecnologia. Com o incentivo de professores, o jovem ingressou no Talento Metrópole em 2019, para desenvolver o conhecimento na área.

VERGONHA

A juíza Junia De Souza Antunes, da 22ª Vara Cível de Brasília, condenou a deputada Carla Zambelli (União), a indenizar em R$ 60 mil as deputadas Sâmia Bomfim e Talíria Petrone (PSOL) – R$ 30 mil para cada – em razão de publicação em que as parlamentares da oposição foram tachadas de “genocidas” e tiveram suas imagens manipuladas com chifres e olhos vermelhos, com associação a ‘figura demoníaca’. A magistrada entendeu que a conduta de Zambelli foi ‘imoderada e evidentemente ofensiva’ caracterizando ‘conteúdo infamante’. Junia ainda mandou a deputada bolsonarista excluir as postagens questionadas na Justiça.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.