Calendário

agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Dito & Feito – A Corte das lagostas

A juíza federal Solange Salgado, da 1ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal, suspendeu a licitação para a contratação de serviço de buffet do Supremo Tribunal Federal (STF), que previa o fornecimento de produtos como filé de lagosta, vinhos premiados e uísques envelhecidos por mais de uma década. 

Entre os itens da licitação, que visava a contratação de refeições para o café da manhã, brunch, almoço, jantar e coquetéis, estão comidas como bobó de camarão, camarão à baiana, medalhões de lagosta servidas com manteiga queimada, bacalhau a Gomes de Sá, frigideira de siri, moqueca capixaba e baiana, e arroz de pato. Entre as bebidas, estavam previstos vinhos premiados internacionalmente e uísques envelhecidos por 12, 15 e 18 anos.

Destoa da realidade

A juíza argumentou que a contratação não é necessária “para o bom funcionamento do STF” e que “os itens exigidos destoam da realidade socioeconômica brasileira”, defendendo que o edital tem potencial lesivo à moralidade pública.

Banquete salgado

O valor máximo da licitação era de R$ 1.134.893,32. Entretanto, a empresa vencedora ganhou o pregão com um contrato de R$ 481,7 mil.

Com a decisão, a contratação fica suspensa até o julgamento de mérito da ação.

Pau nele!

Bernard Appy, diretor do Centro de Cidadania Fiscal (CCiF), acabou de dizer uma grande besteira. Ao defender que o IBS (Imposto sobre Bens e Serviços)  deve ser uniforme para todos os bens e serviços, disse que a Zona Franca de Manaus não trouxe benefícios grandes em termos sociais e nem de combate ao desmatamento.

“Estudos indicam que o atual modelo não trouxe benefícios grandes em termos sociais e nem de combate ao desmatamento.” 

Detonou a ZFM

Para Appy, em relação à ZFM e todos os benefícios regionais, a questão é discutir politicamente quais são os instrumentos que podem atender objetivos diversos como geração de emprego e renda e preservação da floresta simultaneamente.

O que, segundo ele, não é o caso do modelo de desenvolvimento do Amazonas.

Te cuida, Frota!

O agora pré-candidato a prefeito de Manaus, vereador Sassá da Construção Civil (PT), apontou sua artilharia para o deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP) ontem (6), durante sessão plenária na Câmara Municipal de Manaus (CMM).

Deputado pornô

Sassá disse que Frota não tem moral para falar mal do PT, o que faz constantemente. “O cara é ator pornô e quer falar de moral? Quem tem teto de vidro não pode atirar pedra!”

Musa do botox

O burburinho nos corredores da Câmara ontem (6) foi as aplicações de botox que a vereadora Mirtes Sales (PR) tem, nitidamente feito em seu rosto. Uma servidora destacou que a parlamentar não está conseguindo nem rir direito.

Irresponsabilidade

Já é fato recorrente: com o trânsito carregado no Passeio do Mindú pelas manhãs, alguns motoristas apressados e imprudentes tem usado a ciclofaixa para cortar caminho. Os ciclistas e pedestres que transitam no local estão correndo perigo.

Engavetador

O vereador Hiram Nicolau (PSD) deu a entender ontem que o ex-presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), deputado Wilker Barreto (PHS), “engavetava” propositalmente seus projetos de lei.

Agora vai

Na sessão de ontem (6), um veto do Executivo a um projeto de Nicolau entrou em pauta com nada mais nada menos do que oito meses de atraso.

A matéria deveria ter sido deliberada em outubro, quando retornou à CMM com parecer da Procuradoria do Município.

Detonando Wilker

Hiram afirmou que o Projeto 316/2017, que versa sobre a criação de um polo gastronômico na praça da avenida professor Nilton Lins, não foi o primeiro “emperrado” pela antiga gestão da CMM.

“Eu passei dois anos sofrendo esse tipo de coisa. O vereador Wilker Barreto fazia da Câmara a extensão de seu escritório político.”

Recado do general

Analistas políticos avaliam que o  tuíte sobre Olavo de Carvalho disparado nesta segunda-feira de manhã pelo general Villas Bôas, ex-comandante do Exército e atualmente assessor do Gabinete de Segurança Institucional, foi para Jair Bolsonaro.

Núcleo ideológico

De acordo com a revista Época,  ao criticar Olavo de Carvalho, Villas Bôas expôs publicamente como o generalato do Palácio do Planalto hoje vê não só o escritor radicado nos Estados Unidos, mas todo o núcleo ideológico do governo Bolsonaro.

“Tire Olavo do governo”

O recado de Villas Bôas foi, implicitamente, para Bolsonaro, e teve o mesmo teor da recomendação feita há alguns meses para Jair Bolsonaro, pelo general Heleno, quando o presidente retornou a Brasília após sua cirurgia em São Paulo: tire Olavo de Carvalho de seu governo .

EM ALTA

O boxeador amazonense  Kalil Paiva, que conquistou ouro no Torneio Feliks Stamm, em Varsóvia, na Polônia. O boxeador, que faz parte da Seleção Brasileira da modalidade, na categoria até 81 kg, participou de quatro lutas na competição. Kalil Paiva é atleta de boxe desde os 12 anos de idade e iniciou sua trajetória na modalidade na Vila Olímpica de Manaus.

VAIAS

Apressão e ameaças de flanelinhas em eventos como shows musicais e partidas de futebol, que cobram R$ 20,00, adiantados,  para vigiar seu carro. Se não pagar corre o risco de te os pneus furados e o carro riscado. Só que, quando o motorista retorna, no final do evento, não tem ninguém vigando o veículo.

Deixe uma resposta