BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Ronaldo prova que é tatatatatatataraneto de Tiradentes


O arranca rabo entre o dono da Tiradentes FM, empresário Ronaldo Tiradentes, e o  presidente do Sindicato dos Médicos, Mário Viana, está desenterrando velhos fantasmas. Viana acusou Ronaldo de ter declarado no ar que o médico, que recebe R$ 30 mil de salário do IML, sem colocar os pés lá, deveria ser “enforcado em praça pública”. Mas Ronaldo jura de pés juntos que nunca declarou a famigerada frase, porque “infelizmente não tem pena de morte no Brasil”. Irritado, Ronaldo resolveu recorrer ao seu parentesco histórico com o líder da inconfidência mineira.

— Aliás, Mário Viana, o único que foi enforcado por aqui foi o meu parente, Tiradentes! Isso não vai encher minha barriga, mas sou tatatatatatatataraneto do Tiradentes! – disse o âncora da rádio, referindo-se ao alferes, personagem símbolo da conspiração denominada “inconfidência mineira”.

Ah, tá duvidando?

Ao saber que muita gente poderia duvidar de sua palavra, Ronaldo mandou o ouvinte e os próprios técnicos do estúdio pesquisarem no Google, o decreto do presidente José Sarney que concedeu pensão a Josa Pedro Tiradentes, tio da mãe de Ronaldo, que era tataraneto do alferes.

Pergunte ao Sarney

O Blog do Mário Adolfo aceitou o desafio de Ronaldo e foi bater no Google para tirar as provas dos nove. De fato, está lá: Em plena redemocratização, o Congresso aprovou e o então presidente José Sarney sancionou, em 1985, uma lei que estendia o benefício a Josa Pedro Tiradentes, um mineiro que adotou o apelido do trisavô como sobrenome. Pois bem, Josa Pedro Tiradentes é tio da matriarca da família Tiradentes, mãe de Ronaldo que deixou Minas para escrever sua história em Manaus.

Melhor não frescar

Bom, depois dessa, se "frescarem" muito Ronaldo Tiradentes  é capaz de mostrar até a marca da corda no pescoço. Não duvidamos absolutamente de nada!

Ronaldo Tiradantes

Cortes de energia

A Ordem dos Advogados do Brasil seccional Amazonas (OAB-AM) recorre à Justiça para que Amazonas Energia suspenda cortes por inadimplência durante a Pandemia. Para isso, a Ordem protocolou na Justiça Federal uma Ação Civil Pública contra a concessionária. A iniciativa visa suspender os cortes no fornecimento de energia elétrica dos consumidores por inadimplência durante a vigência dos decretos estaduais e municipais de Pandemia.

Pagar como?

Aa presidente da OAB-AM, Grace Benayon, observa que o  estado  foi um dos mais afetados com a Pandemia.

— Somos o 3º com a maior taxa de desemprego. As pessoas perderam seus empregos e estão enfrentando esse problema gravíssimo de saúde com a Covid – disse a presidente.

Constrangimento

Grace Benayon cita também a questão do auxílio emergencial que diminuiu em 2021 e os consumidores estão tendo dificuldades em honrar seus compromissos. Por isso não merecem passar pelo constrangimento de ter sua energia cortada porque estão com contas atrasadas.

— Total falta de sensibilidade da concessionária nesse momento tão crítico que vem promovendo uma cobrança coercitiva junto aos usuários –, afirmou .

Pauderney seguro

Diante dos rumores que está sendo fritado no cargo, o  secretário Municipal de Educação, Pauderney Avelino (DEM) disse ao BMA que “não comento fake News”.

—O prefeito David Almeida já respondeu por mim! – , afirmou  por telefone.

David descarta

De fato, David Almeida descartou que isso venha acontecendo na pasta que é uma “segunda prefeitura”. É tudo especulação”, teria respondido o prefeito.

— Estamos trabalhando pra darmos o melhor pra nossos estudantes e segurança para os servidores e as famílias dos alunos. O prefeito David, eu e toda a equipe! – reforçou Avelino.

Cobrança milionária

E por falar em Amazonas Energia, a concessionária  foi condenada por cobrança milionária e retenção indevida de receita do município de Manaus.

O juiz de Direito Cezar Luiz Bandiera, titular da 5ª Vara da Fazenda Pública, do TJAM, deferiu na noite de quinta-feira, 4/2, pedido de tutela de urgência contra a concessionária  pela retenção da receita da Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública (Cosip), que  deveria ser destinada à Prefeitura de Manaus.

Paga ou é multada

A decisão interlocutória proferida pelo juízo do primeiro grau determinou, ainda, que a concessionária proceda à transferência de R$ 6.896.993,75 para a conta do município prevista em contrato, no prazo de 48 horas, sob pena de multa diária no valor de R$ 50 mil, limitada a 50 dias/multa.

Não se repita

O magistrado determinou ainda que a empresa se abstenha de fazer novas retenções das receitas da Cosip, devendo-se manter a transferência dos valores em todos os meses vindouros.

Capitão Cloroquina

Uma ilustração em que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é chamado de "Capitão Cloroquina" e aparece fantasiado de super-herói viralizou nas redes sociais.

Capitão Cloroquina

“Herói” às avessas

A imagem faz referência ao discurso do presidente, que durante a pandemia do novo coronavírus recomendou o uso de remédios sem eficácia comprovada e indicou, sem respaldo médico, o tratamento precoce.

Traço do Cristiano

Ilustrada pelo artista Cristiano Siqueira, a imagem vem rodando as redes sociais e acabou criando um novo apelido para o presidente da República. O artista é conhecido por seus desenhos com cunho político. No Instagram, ele coleciona mais de 70 mil seguidores.

A cara do governo

Deu no The Intercept Brasil: O  novo presidente da Câmara é a cara desse governo: é acusado de ter recebido propina, em 2012, de R$ 106 mil da Companhia Brasileira de Transportes Urbanos (CBTU) – acusação pela qual é réu no STF.

Rachadinha

E  também já foi acusado de esquema de rachadinha com funcionários fantasmas durante seu mandato de deputado estadual em Alagoas. “Mais bolsonarista impossível!”, diz o site de notícias.

Gás mais barato

É de autoria da deputada estadual Joana Darc (PL) Projeto de Lei  que determina a isenção do ICMS sobre o Gás Liquefeito e produtos que compõem a cesta básica durante o período de até 12 meses.

Sufoco na pandemia

A medida tem o objetivo de reduzir os custos de itens essenciais para o consumo humano.  justo. Em consequência da pandemia do Coronavírus, muitos cidadãos tiveram queda ou perca total de renda e estão encontrando dificuldade em sustentar suas famílias.

Apreensão verde oliva

A abertura de inquérito, no âmbito da Suprema Corte brasileira, contra o ministro da Saúde para apurar responsabilidades pela má gestão da crise do coronavírus no estado do Amazonas consolida o pior dos temores dos militares da ativa: a de que o desempenho de Eduardo Pazuello (charge)  terminasse por afetar a imagem das Forças Armadas.

Eduardo Pazuello

Mistura perigosa

A situação de ter um dos membros da corporação na condição de investigado, num ambiente de forte disputa em torno dos dividendos políticos do enfrentamento à pandemia, reforça o argumentos dos que defendem que a atividade militar não deve se misturar com a política. Uma eventual denúncia que venha a transformar Pazuello em réu perante o STF tornará insustentável a situação do ministro, aos olhos da cúpula militar.

ÚLTIMA HORA

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins, pediu ao procurador-geral da República Augusto Aras que abra uma apuração criminal e administrativa contra os procuradores Deltan Dallagnol (no traço de Cacinho) , ex-coordenador da Lava Jato no Paraná, e Diego Castor de Mattos, que integrou a força-tarefa.

O ofício foi enviado após a emissora CNN Brasil revelar diálogos entre Deltan e Diego Castor. As conversas mostram a intenção dos procuradores de investigar, sem autorização, a movimentação patrimonial de ministros do STJ.

Lava-Jato continua gerando polêmica

As mensagens fazem parte do pacote de conversas apreendidas na Operação Spoofing e cujo acesso foi autorizado à defesa do ex-presidente Lula (PT) pelo ministro Ricardo Lewandowski, do STF.  Os advogados do ex-presidente pretendem usar as mensagens para reforçar as acusações de que Moro agiu com parcialidade e encarou o petista como 'inimigo' ao condená-lo a nove anos e meio de prisão no caso do triplex do Guarujá.

ORGULHO

A vacina chegou a tempo de salvar artistas consagrados como Fernanda Montenegro, Lima Duarte e Elza Soares. Os três foram vacinados nesta sexta, 5 e agradeceram nas redes sociais. A atriz Fernanda Montenegro, de 91 anos, postou o vídeo da vacinação no Instagram e escreveu: “Meu agradecimento à Fiocruz e seus pesquisadores incansáveis, ao SUS e seus colaboradores, aos postos de saúde da prefeitura do Rio de Janeiro. Obrigada a todos os envolvidos”. Lima Duarte, também com 91 anos, foi vacinado em Indaiatuba, no interior de São Paulo. Nas redes sociais, o veterano da dramaturgia brasileira comemorou a vacinação, agradeceu à ciência e falou em esperança por dias melhores. “Enfim, vacinado! Tantas coisas eu passei ao longo dos meus quase 91 anos. Batalhas pessoais e profissionais, período de ditadura e repressão, e o mais recente: o isolamento e a luta pela vida diante de um inimigo invisível aos nossos olhos. Uma pandemia que nos trouxe a incerteza do que aconteceria nos próximos dias e meses. Mas a ciência venceu!”

VERGONHA

A reportagem O Sabotador, publicada na edição de fevereiro da Piauí, revela que o governo de Jair Bolsonaro recebeu três ofertas do Instituto Butantan para comprar a CoronaVac, a vacina produzida em parceira com a farmacêutica chinesa Sinovac. A primeira oferta, feita em 30 de julho, por meio do ofício 160/2020, informava que o instituto tinha condições de fornecer “60 milhões de doses da vacina a partir do último trimestre de 2020”. A correspondência, assinada pelo diretor do Butantan, Dimas Covas, foi endereçada ao ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello. O Butantan nunca recebeu uma resposta sobre a oferta. A  ação de Bolsonaro colocou o Brasil em atraso em comparação aos outros países. Cerca de 50 nações começaram a vacinação antes. Além do atraso, o país acabou sendo prejudicado em acordos de compra de novos imunizantes.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.