Calendário

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Dia de Finados: Prefeitura de Manaus tem projeto de ossuário para resolver lotação nos cemitérios

O Dia dos Finados nos  remete a um problema que, se não for enfrentado agora, se tornará ainda mais grave no futuro: a superlotação dos cemitérios, principalmente no São João Batista, o principal cemitério de Manaus,  inaugurado em 5 de abril de 1891 pelo médico Aprígio Martins de Menezes, que hoje está com seu espaço totalmente ocupado.

Existem 10 cemitérios em Manaus; seis na zona urbana e quatro na rural. Apesar da preocupação, a assessoria da Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp) disse não possuir o número de pessoas enterradas. Em relação ao  número de vagas,  a secretaria que administra os cemitérios informa que, de acordo com a Lei 1273/2008, as sepulturas são temporárias, com um prazo de  4 anos de concessão, caso a família não sendo desativada caso a família não se manifeste para torná-la perpétua.

— Hoje, nos dez cemitérios de Manaus,  ainda existem cerca de 140 mil sepulturas para atender a demanda local – explico o subsecretário de Gestão, Eisenhower Campos, observando que  a cada quatro anos morrem aproximadamente 36 mil pessoas.

Informa ainda o subsecretário Operacional, José Rebouças, que a Semulsp já está trabalhando para melhorar o sistema de rotatividade de sepulturas e viabilizando a construção, já em andamento, de ossuários – um geral e um individual, para atender com mais folga às demandas da cidade. Ossuários são caixas usadas para guardar ossos depois da fase inicial de sepultamento. Funciona assim: vencido o prazo para a sepultura ser comprada, a Prefeitura exuma os  cadáveres para que possam ser  abertas novas vagas para sepultamentos e os restos mortais exumados são depositados em um ossário.

Quanto a crematórios públicos, a Prefeitura de Manaus ainda  não tem nenhum projeto e nem perspectiva. Isso terá que partir da iniciativa privada.

Ossuários são caixas usadas para guardar ossos depois da fase inicial de sepultamento

Deixe uma resposta