BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Senadores do Amazonas não conhecem ou esqueceram quem é André Mendonça


Nem bem André Mendonça foi aprovada para uma cadeira no STF, uma enxurrada de protestos começaram a pipocar na mídia. Inúmeras entidades compostas por juízes, juristas, promotores do Ministério Público, advogados, defensores públicos e policiais divulgaram, nesta quinta-feira (2), uma nota conjunta em que lamentam a aprovação, por parte do Senado, à sua indicação. Mendonça foi ministro da Justiça e advogado-geral da União do governo Bolsonaro. Enquanto estava no governo, Mendonça foi um dos ministros mais alinhados à plataforma de extrema direita de Bolsonaro e tomou diversas decisões para agradá-lo.

As entidades destacam que, segundo a Constituição Federal, os requisitos para assumir uma vaga no STF são, entre outros, notável saber jurídico e reputação ilibada, mas que o Senado, ao aprovar o nome de Mendonça, levou em consideração outros aspectos para atender aos interesses de Bolsonaro.

E a nossa bancada, hein?

Foi o que fizeram os senadores do Amazonas Eduado Braga (MDB) e Plínio Valério (PSDB). E Valério chegou a dizer que é possível “navegar no mesmo rio” da extrema-direita.

Pedido de avô

Braga estufou o peito e falou com orgulho de Mendonça.

Disse que  tinha uma articulação especial a fazer na tarde de quarta-feira (1º): antecipar a votação da indicação do nome de Mendonça ao STF (Supremo Tribunal Federal) no plenário do Senado para que ele tivesse tempo de acompanhar o nascimento da neta Aurora, em São Paulo.

— Eu explico o porquê deste meu apelo. É um apelo de alguém que vai ser avô daqui a algumas horas, e tenho a pretensão de poder estar acompanhando minha filha, que dará   à luz Aurora –, disse Braga, que, em seguida, foi parabenizado pelos colegas.

Nem contra, nem a favor...

Sobre a posicionamento do senador Omar Aziz (PSD) ninguém consegue entender se ele estava a favor, contra ou simplesmente sendo irônico.

–  Tudo aquilo que a esquerda brasileira quer ouvir. Falou tudo! E está tudo gravado – disse o senador do Amazonas.

...muito pelo contrário!

Para Aziz, esquerdistas podem ter ficado assustados com o pronunciamento de Mendonça e declarou o que pareceu um elogio.

– Vossa excelência deverá ser ministro do STF. O seu posicionamento aqui deve ter assustado muitas pessoas, muitos senadores, porque as suas respostas foram muito claras e objetivas, sem titubear em relação a qualquer assunto colocado – disse o senador.

Caça às bruxas

Como ministro da Justiça, determinou a produção de dossiês contra servidores que faziam oposição a Bolsonaro e solicitou a abertura de inquéritos com base na antiga Lei de Segurança Nacional contra opositores.

Como advogado-geral da União, defendeu, no auge da pandemia de covid-19 no Brasil, que os templos seguissem abertos.

LSN contra jornalistas

Mendonça também solicitou a abertura de inquéritos com base na antiga Lei de Segurança Nacional contra diversas pessoas que criticaram Bolsonaro.

Entre eles o  advogado Marcelo Feller, o escritor Ruy Castro e os jornalistas Ricardo Noblat e Hélio Schwartsman. Essa lei foi revogada em setembro deste ano, e os inquéritos foram arquivados.

Braga escapa

O senador Eduardo Braga consegue se livrar de mais um inquérito

O  senador Eduardo Braga (MDB-AM) escapou “fedendo” de mais uma.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin determinou o arquivamento de inquérito sobre repasses da J&F para ele, o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Vital do Rêgo e o deputado Paulo Bornhausen (PSB-SC), acolhendo pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Propinoduto

O inquérito havia sido aberto com base na delação do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado.

Depois, o diretor da J&F Ricardo Saud confirmou em delação que o grupo empresarial fez pagamentos a políticos ligados ao antigo PMDB para garantir a aliança do partido com o PT.

Suspiro aliviado

Na manifestação, a PGR apontou que não identificou provas suficientes sobre esses três políticos. Com isso, solicitou o arquivamento do caso. O ministro Fachin acolheu o pedido. E Eduardo, é claro, suspirou aliviado.

Papai Noel existe

Os servidores efetivos da Assembleia Legislativa do Amazonas andam exibindo um sorriso que vai de ponta a ponta da orelha.

O presidente da Casa, Roberto Cidade (PV) anunciou que eles terão um reajuste salarial, a partir de janeiro, que chegará até 38%.

De grão em grão...

O reajuste acontecerá de maneira progressiva, iniciando no mês de janeiro, quando o salário-base terá reajuste de 10%; em março, os servidores serão contemplados com mais 10%, que representará a reposição da inflação.

Cidade anunciou reajuste aos servidores da ALE

É Lula de novo!

Uma pesquisa nacional finalizada nesta semana pelo Instituto FSB, encomendada pela revista Veja, mostra o ex-presidente Lula liderando com folga a corrida pela Presidência da República. Segundo a pesquisa, o petista tem 42% das intenções de voto, contra 19% de Jair Bolsonaro.

Primeiro turno

O resultado mostra que Lula tem chances de vitória no primeiro turno, considerando os votos válidos. Sergio Moro e Ciro Gomes aparecem na terceira posição, com 5% das intenções de voto.

Alô, prefeitura!

Avenida Beira-Rio: o entulho de sucata toma conta da calçada e avança sobre a pista

O comércio de sucata funciona na Avenida beira-Rio, bairro do Coroado. Não só ocupa a calçada pública, como também se estende pela pista de asfalto. Com o entulho no caminho, os pedestres são obrigados a caminhar no meio da rua, correndo  risco de ser atropelado por um carro. Coisa que só acontecem no Coroado, onde tudo é permitido!

ÚLTIMA HORA

General Santos Cruz chama Bolsonaro de “sem- vergonha e traidor”

O general Santos Cruz (Podemos), ex-ministro-chefe da Secretaria de Governo, chamou o presidente Jair Bolsonaro (PL) de 'sem-vergonha' e 'traidor'.

— Não tem ingenuidade, tem 'sem-vergonhice'. Prometer uma coisa, e depois não fazer. Você não pode considerar um parlamentar que tinha 28 anos de Câmara como ingênuo –, disse aos jornalistas Fabíola Cidral, Josias de Souza e Carla Araújo,  durante o UOL Entrevista, nesta quinta-feira (2).

Para o general, o  grande traidor desse país se chama Jair Messias Bolsonaro. “Ele destruiu quase todas as instituições por onde teve alguma atuação mais intensa”, disse ele.

—  Ministério das Relações Exteriores, Ministério da Saúde...Toda instituição onde ele colocou a mão – acusou.

ORGULHO

A Universidade de Cambridge, na Inglaterra, inaugurou um busto de bronze em homenagem ao patrono da educação, Paulo Freire.

Apesar de o educador não ser popularmente conhecido no Reino Unido, sua didática de ensino, moldada no pensamento crítico, influenciaram a educação ao redor do mundo. Já no Brasil, Paulo Freire é constantemente alvo de ataques por parte do presidente Jair Bolsonaro.

VERGONHA

A partir de agora, empresas de internet – como Meta (antigo Facebook) e Twitter –, terão de informar às autoridades os dados pessoais de usuários que compartilharem conteúdo ofensivo à honra e à memória da ex-vereadora Marielle Franco, assassinada em 2018. A decisão unânime é da Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ).  O colegiado analisou um recurso da companheira de Marielle, Monica Benício, e da irmã dela, Arielle Barboza, contra decisão do Tribunal de Justiça do Rio, que por sua vez negou acesso aos dados. Segundo a ação, vídeos com ofensas à ex-vereadora publicados em redes sociais somam mais de 13 milhões de visualizações.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.