Calendário

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Depois de chamar STF de hienas, Bolsonaro ‘cai na mão’ dos ministros

O clima é cada vez pior. O presidente Jair Bolsonaro publicou nessa terça-feira, em sua conta no Twitter, sua indignação com matéria produzida e veiculada pela Rede Globo de Televisão, insinuando uma conexão entre ele e a morte da ex-vereadora carioca Marielle Franco (PSOL), no Jornal Nacional. Bolsonaro nega qualquer participação no crime e classificou a reportagem como ‘notícia porca’ da emissora, indicando a tentativa desesperada da Globo e do governador do Rio Wilson Witzel em tentar destruí-lo. Witzel, inclusive, já declarou publicamente sua intenção de disputar a Presidência na próxima eleição. 

Problemão

O problema é que, como foi citado em investigação, Bolsonaro deve ser investigado obrigatoriamente pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que deve se pronunciar sobre o caso. Isso acontece 24h depois do presidente publicar em seu Twitter pessoal um vídeo em que ele chama o próprio STF de hiena. E agora?

Montagem tosca

No vídeo, Bolsonaro se compara a um leão acossado por hienas que o atacam. Uma delas representa o STF. Outras hienas representam a imprensa, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Na montagem, também sobra para a Organização das Nações Unidas (ONU), partidos de oposição (como PT e PC do B) e sua própria sigla, o PSL.

Desculpa aí, foi mal

O presidente  se desculpou publicamente, mas somente ao STF.

— Me desculpo publicamente ao STF, a quem por ventura ficou ofendido. Foi uma injustiça, sim, corrigimos e vamos publicar uma matéria que leva para esse lado das desculpas.

STF magoou

O ministro Celso de Mello, decano da Corte, disse que a postagem evidencia que “o atrevimento presidencial parece não encontrar limites”.

Destempero

Em viagem à Arábia, Bolsonaro acordou às 3h30 da madrugada para fazer uma transmissão ao vivo no Facebook chamando a Globo de ‘canalha’ e patife. Chegou a dizer que emissora quer ver algum filho dele preso. Detalhe: em nenhum momento a reportagem cita qualquer filho do presidente.

VEJA O QUE DISSE BOLSONARO:

A solidariedade bate à porta do Parlamento

A médica Mônica Bandeira de Melo, em cessão de tempo concedida pelo  deputado Delegado Péricles (PSL) esteve na Assembleia Legislativa do Amazona, onde sensibilizou os deputados estaduais para uma campanha que ela chama de “força-tarefa do bem”: uma vaquinha virtual para arrecadar R$ 50 mil para   a compra de três equipamentos essenciais  para o tratamento de mulheres com câncer, que serão doadas à Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCECON).

— Esse aparelhos são necessários para a mastectomização de mulheres em tratamento de câncer possibilitando, assim, que muitas vidas sejam salvas – explica a Dra. Bandeira de Mello.

Vamos nos coçar

Não se sabe se os parlamentares se prontificaram a ajudar a campanha da Dra. Mônica. Mas, até ontem à tarde, não havia notícia de que algum parlamentar tinha aberto a carteira.

Doença 100% evitável

Médica ginecologista do FCecon há 29 anos, a Dra. Mônica Bandeira de Mello adverte que o Amazonas é o campeão brasileiro de câncer de colo uterino. Uma doença 100% evitável”.

Estatística estarrecedora

De acordo com a médica, as estatísticas nos Amazonas  são inadmissíveis. Vinte e três mulheres morrem todos os meses, deixando centenas de filhos órfãos todos os anos.

— Dezenas de mulheres precisam todos os dias de uma pequena cirurgia chamada conização, que evita esse tipo de câncer –, disse a médica.

Luz mais barata

Pode acreditar, a diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu em reunião nesta terça-feira pela aprovação de reajustes tarifários negativos para as distribuidoras de energia que atendem o Amazonas e Roraima.

Redução de 5,96%

 Na Amazonas Energia, o efeito médio para os consumidores será uma redução de 5,96% nas contas, enquanto na Roraima Energia haverá redução média de 2,12%. As novas tarifas entram em vigor a partir de 1º de novembro.

A era Oliveira

Ambas as elétricas são controladas por um consórcio liderado pelo grupo local Oliveira Energia, que ficou com as empresas após leilões de privatização realizados pela Eletrobras no ano passado.

Vara federal em Tabatinga 

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, se prontificou a reforçar a luta no Conselho Nacional de Justiça (CNJ)  para que seja mantida em funcionamento a vara federal de Tabatinga (AM). 

Braga reforça 

A informação foi revelada nas redes sociais do senador Eduardo Braga (MDB). 

— A presença da Justiça Federal nessa cidade é de extrema importância para os cidadãos e para a segurança do nosso país diante do avanço do narcotráfico – disse Braga.

Não se meta 

Falando em Senado, Plínio Valério (PSDB) continua com o discurso de que a Amazônia é um assunto que só interessa ao brasileiro. E ai daquele que se meter a defender a região. O senador tucano acusa logo de querer tirar proveito do problema.

Olho gordo

De acordo com o “caboclo sonhador”, a visão internacional sobre a  Amazônia é uma só:

— Eles não vêm aqui para cuidar no nosso bem, eles vêm cá para cuidar dos nossos bens!

Para Valério, é  assim que os países europeus vêem a Amazônia – criticou. 

Terra rica… 

O senador disse ainda que a Europa não está preocupada com a vida sacrificada porque passam os ribeirinhos, apesar de habitarem o lugar mais  rico do mundo. 

... povo pobre!

— Estão preocupados com a riqueza natural, biológica e mineral que existe na floresta. E não querem que o povo que Deus escolheu para habitá-la possa explorar estes bens – cutucou.

Míriam detona lentidão do governo

Da colunista Míriam Leitão, em sua coluna de O Globo:

— O governo tinha de ter acionado um plano nacional de contingência para vazamentos no mar, algo que o governo nem sequer imaginava existir, provavelmente, e só veio a fazer isso no dia 11, mais de um mês após o fato ter ocorrido, em 30 de agosto.

— Vocês conhecem agente público que só se manifeste sobre um crime passados mais de trinta dias do seu conhecimento? – cutuca a jornalista.

Som da Amazônia

A Música Popular Amazonense agora é Patrimônio cultural de natureza imaterial. O projeto, de autoria da deputada Alessandra Campleo (MDB) foi aprovado na Assembleia Legislativa por unanimidade. O texto aguarda a sanção do governador Wilson Lima (PSC).

EM ALTA

A menina Luna Fedrigo Ferronato, de 11 anos, moradora da pequena cidade de Pranchita, no sudoeste do Paraná, foi selecionada para estudar na Escola do Teatro Bolshoi, em Joinville, em Santa Catarina. A companhia de dança é uma das maiores do mundo e a escola é a única que fica fora da Rússia. Foi a primeira vez que Luna Ferronato participou da seleção. O índice de candidatos por vaga chegou a 116.

EM BAIXA

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, sem nenhuma prova, fez graves acusações ao Greenpeace. Em sua conta no Twitter, Salles publicou um comentário atacando a organização ambientalista fundada em 1971 no Canadá. Segundo Salles, era uma coincidência que o navio da entidade tivesse navegado em frente ao litoral brasileiro “bem na época do derramamento de óleo venezuelano”. Ele publicou uma foto do navio Esperanza, a maior embarcação da frota do Greenpeace.

Deixe uma resposta