BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Defensoria quer obrigar Governo do Amazonas e Prefeitura de Manaus a comprarem vacinas


A Defensoria Pública do Estado (DPE-AM) entrou com Ação Civil Pública para obrigar o Governo do Amazonas e o Município de Manaus a comprarem vacinas suficientes para imunizar todos os grupos prioritários, sem esperar apenas pelo Governo Federal. O pedido é assinado pelo defensor público Rafael Barbosa.

O defensor argumenta na ação que é de conhecimento público que o Amazonas enfrenta o quadro mais caótico instaurado pela pandemia de Covid-19, marcado pela falta de oxigênio e pelo estrangulamento do sistema de saúde, público e privado, sendo a vacinação a única forma de controle efetivo do vírus.

“Se as autoridades do Estado não se mobilizarem de forma concreta, os amazonenses vivenciarão uma possível terceira onda, com o agravante de que ela se dará com ampliação da já vergonhosa situação reconhecida internacionalmente, em plena era vacinal”, alerta o defensor.

O Amazonas já recebeu 452 mil doses de vacina para Covid-19

De acordo com Rafael, outros estados e municípios, que exibiam curva de disseminação da Covid-19 mais contida, optaram por negociar com laboratórios internacionais, por própria conta, a aquisição de imunizantes. Contudo, em resposta a ofício enviado pela DPE-AM, no dia 11 de dezembro, que solicitava informação sobre a existência de plano estadual de vacinação, o “Estado deixou claro que não pretendia negociar, diretamente, com nenhum laboratório internacional”.

Doses recebidas

Até o momento, O Amazonas já recebeu 452 mil doses de vacina para Covid-19. Deste total, 132.500 são doses de Astrazenica. O restante é de carregamento com doses de Coronavac.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.