BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

David assina compromisso da Unicef para as crianças e adolescentes


O candidato a prefeito de Manaus David Almeida (Avante) assinou nesta sexta-feira (27) o termo de compromisso do Fundo das Nações Unidas pela Infância (Unicef), para as Eleições Municipais de 2020. Se eleito prefeito da cidade, o candidato da coligação Avante Manaus se comprometeu em dar “prioridade absoluta aos direitos e ao bem-estar das crianças e dos adolescentes” no seu programa de governo.

David Almeida se comprometeu em dar “prioridade absoluta aos direitos e ao bem-estar das crianças e dos adolescentes"

Ao assinar o documento, David se comprometeu a dar respostas políticas e programáticas aos desafios apresentados pelo Unicef no documento “Mais que Promessas”, entregue ao candidato a vice-prefeito de Manaus  Marcos Rotta (Democratas) pela chefe do escritório da instituição em Manaus, Debora Nandja Madeira.

O documento do fundo pede pelo menos seis grandes compromissos do próximo gestor municipal voltados para as crianças e adolescentes moradores do município. Na área de água, saneamento e higiene, a Unicef pede como compromisso que o setor tenha como investimento central a prevenção de doenças e a redução de desigualdades.

Na área de água, saneamento e higiene, a Unicef pede como compromisso que o setor tenha como investimento central a prevenção de doenças e a redução de desigualdades

Na área de educação, em meio aos riscos da pandemia, o documento do Unicef pede que o próximo prefeito reabra as escolas com segurança e invista na aprendizagem. “Porque fora da escola não pode”, diz o termo de compromisso. O documento pede, ainda, investimentos para o desenvolvimento infantil; a criação de um pacto pela proteção de crianças e adolescentes contra a violência; a oferta de oportunidades reais por um mundo melhor; e torná-los prioridades no orçamento municipal e nas políticas públicas sociais.

O documento do Unicef avalia que, o ano de 2020, que foi marcado negativamente pela pandemia do novo coronavírus, embora a doença não tenha afetado em maior volume as crianças e adolescentes, “elas e eles são as vítimas ocultas da Covid, sofrendo de forma mais intensa as consequências da pandemia no médio e longo prazo”.

Entre os programas voltados para o bem-estar das crianças e adolescentes e as suas famílias, David destaca a rede de proteção social, que inclui o Prato do Povo, o Prato da Criança e o Auxílio Manauara.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.