BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Curumim – Somos todos irmãos


Nenhuma criança é racista. Mas, dependendo do meio em que é criada e daquilo que houve presencia no dia-a-dia pode crescer pensando da mesma forma. Infelizmente muitos ainda sofrem com a discriminação racial no Brasil e no mundo.

Vamos mudar isso um dia, trabalhando a cabeça de nossos curumins e mostrando desde já que todos os seres humanos são diferentes e iguais ao mesmo tempo. Temos todos os mesmos direitos e devemos ser igualmente respeitados.

“Quando a noção de igualdade e respeito está clara para o adulto, isso é passado naturalmente para a criança. Logo, ela absorve e incorpora os exemplos que vêm de casa. Se o que ela observa é o respeito para com todo ser humano, irá reproduzir isso”, explica Carmen Adriana, coordenadora pedagógica do Colégio Itatiaia (SP).
Muitos adultos vão reclamar: “Ah, isso não é assunto para se tratar com as crianças”.

É sim. Não tem idade certa e nem um dia específico para falar com o seu filho sobre discriminação. Isso deve acontecer naturalmente, conforme ele fizer perguntas sobre o assunto.

De vez em quando os pequenos começam a fazer perguntas sobre sobre diferenças de cor (étnicas). Então, explique que as pessoas são diferentes na aparência, mas devem ser respeitadas igualmente. Mostre que todos os seres humanos têm alturas diferentes, assim como peso, cor de pele, de olho e de cabelo. Da mesma forma, há diversas línguas e costumes pelo mundo. Até os brinquedos das crianças são diferentes, não é mesmo amiguinhos? Bom domingo e leiam com atenção nosso CURUMIM. Ele está ótimo!

 

LEIA O CURUMIM COMPLETO DESTE COMINGO CLICANDO AQUI

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.