BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

“CPI em tempo de pandemia é manobra politiqueira”, diz decano da Assembleia


O Brasil enfrenta no momento três crises: na saúde, na economia e na política. A crise na saúde vai se estender por diversos meses, a situação ainda vai piorar, e mais estados vão enfrentar a saturação de sistemas de saúde. No Amazonas, a tragédia será ainda maior se a Covid-19 se estender ainda mais  para as cidades do interior, Por isso é importante segurar, por enquanto, a crise política para tentar conter a crise na saúde. A economia  é importante, mas crises econômicas vêm e vão. Vidas não. Nessa linha de raciocínio, a pergunta que não quer valar é esta: é hora pra tratar de CPI e impeachment em meio à uma pandemia com milhares de mortos sendo sepultados em valas comuns? Do alto de sua experiência de oito mandatos, o deputado Belarmino Lins (PP), o Belão,  responde com um sonoro “é caro que não!

— O nosso inimigo número 1 é o Coronavírus, dai entender que CPI agora é manobra politiqueira! –, diz o decano do parlamento,

Dividendo nas urnas

Para Belão, essa “manobra” tem um único objetivo: produzir resultados nas eleições municipais que se aproximam. Em se tratando dos atropelos para a realização das eleições municipais, o   deputado pode estar certo.

Visibilidade

Senão vejamos, a pré-campanha,  período que antecede uma campanha eleitoral, se torna ainda mais significativa, já que os candidatos terão pouco tempo de campanha eleitorais. Portanto, a visibilidade que eles conquistaram durante a pré-campanha terá grande peso durante este período.

Impeachment é sonho

Da mesma forma, Belarmino condena uma parcela da assembleia que vem defendendo com unhas e dentes o impeachment do governador Wilson Lima.

— O impeachment é sonho de quem está querendo. Ao povo amazonense, caberá a oportunidade de julgar os governantes nas eleições de 2022, com a partida preliminar em 2020.Nao é sonho, considero pesadelo –, detona Lins.

Ouça o bom conselho...

Diz uma velha máxima que,  se conselho fosse bom, ninguém dava, vendia. Por via das dúvidas, não custa nada seguir o conselho do deputado Serafim Corrêa (PSB), que tem experiência, seriedade e ética o suficiente para apontar caminhos corretos.

OSs não funcionam

Nessa quarta-feira, 3, quando o governador Wilson Witzel, do Rio de Janeiro, destituiu o contrato com a Organização Social Iabas, empresa investigada pela Operação da Polícia Federal. O deputado Serafim Corrêa (PSB) alertou:

— Há alguns dias, tenho falado sobre o assunto e peço ao governador do Amazonas para não trazer esse problema para os Hospitais Francisca Mendes e 28 de Agosto. OSs não funcionam em lugar nenhum do país e não podemos correr esse risco aqui – aconselhou Sarafa.

Mortos em combate

Em sessão virtual, a Assembleia Legislativa aprovou projeto de lei que prevê pagamento de indenização aos dependentes de profissionais da saúde e da segurança pública mortos no combate à pandemia de Covid-19. O valor da indenização é se R$ 100 mil e o projeto é de autoria do deputado Delegado Péricles (PSL).

Na mira da cassação

O  presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso, agendou para a próxima terça-feira o julgamento de duas Ações de Investigação Judicial Eleitoral (Aijes) que pedem a cassação do presidente Jair Bolsonaro e do vice, Hamilton Mourão, por irregularidades na campanha de 2018.

À base de fakes

Segundo as ações, hackers atacaram um grupo de Facebook com o objetivo de beneficiar a chapa. As ações foram apresentadas por Guilherme Boulos e Marina Silva, que também concorreram à presidência da República em 2018.

Com todo gás

A cadeia de gás natural garantiu ao Amazonas arrecadação acima de R$ 1 bilhão em Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), nos dois últimos anos.

Custo da energia

Além da arrecadação bilionária para o Estado, o gás está trazendo outros benefícios. De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), 53,5% da tarifa é resultado da geração, transmissão e encargos setoriais.

Assim, a participação da tarifa da Cigás na composição do custo da energia elétrica é insignificante, representando menos de 1%.

Investimentos

O  para o  processo para distribuição do gás natural ao consumidor final vem exigindo infraestrutura em permanente desenvolvimento. Até abril de 2020, a Cigás investiu valores superiores a R$ 270 milhões na implantação de 137 quilômetros de gasodutos. Com isso, passou a  atender a mais de 3.200 unidades consumidoras que optaram por esse combustível mais seguro e barato.

Comeu e cuspiu

Ao analisar artigo do ex-ministro Sérgio Moro, publicado em O Globo, o jornalista Josias de Souza acertou na mosca. Apenas 40 dias depois de deixar o Ministério da Justiça, Sergio Moro começou a enxergar que o Planalto não era bem a ilha da fantasia que ele imaginava.

Desmoronou

Entrou no governo como superministro e, durante 16 meses, percorreu os corredores de Brasília como se não enxergasse defeitos ao redor. “Bastou transferir-se do palco para a crítica para vislumbrar os 0problemas. Melhor: agora conhece todas as soluções”, escreveu o jornalista”, avaliou o jornalista.

Quase ditadura

Ao falar do ex-chefe Jair Bolsonaro — com quem frequentava os estádios de futebol com a camisa do Flamengo –, morde e assopra. Segundo o ex-ministro da Justiça,  "não é o caso de falar em totalitarismo ou mesmo em ditadura, no presente momento”.

— Mas o populismo, com lampejos autoritários, está escancarado – disse Moro em artigo assinado em O Globo.

ÚLTIMA HORA

Em artigo publicado nesta quarta-feira, 3, no jornal O Estado de S.Paulo, o vice-presidente Hamilton Mourão diz que é “irresponsável e intelectualmente desonesta” a comparação do Brasil com a Alemanha do pós 1ª Guerra por “um ministro do STF no exercício do cargo”. Ele não citou Celso de Mello, mas se referia ao decano da Corte, que fez duras acusações ao bolsonarismo. O vice-presidente criticou ainda as manifestações contra o governo neste domingo, 31, e disse que defini-las como democráticas, como fez a imprensa, “constitui um abuso”.

Para o vice-presidente da República, as manifestações deste domingo, 31, foram realizadas por “baderneiros”. Ele transformou todos os protestos nos atos de depredação que ocorreram em Curitiba. E disse que eles são casos de polícia, e não de política. Mourão acha que a imprensa erra quando define essas passeatas como democráticas. “Aonde querem chegar? A incendiar as ruas como em 2013?”.

ORGULHO

O Brasil vai participar dos testes mundiais da vacina de Oxford contra a covid-19. A autorização foi dada pela Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária – e saiu em edição extra do Diário Oficial da União desta terça, 2. O imunizante, que começou a ser testado esta semana em humanos na Inglaterra, será aplicado em 2 mil voluntários brasileiros que não entraram em contato com o novo coronavírus. No total, 10 mil pessoas no mundo inteiro vão participar dos testes. No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, os testes serão iniciados ainda neste mês.

VERGONHA

Relatório produzido pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Fake News mostra que o governo federal investiu dinheiro público para vincular 2 milhões de anúncios publicitários em canais que apresentam "conteúdo inadequado". A lista inclui páginas que difundem fake news, que promovem jogos de azar e até sites pornográficos. Canais que promovem o presidente Jair Bolsonaro também receberam publicidade oficial. No topo da lista dos que mais receberam verba pública para divulgar a publicidade oficial está o site "Resultados Jogo do Bicho", com 319.082 impressões - a quantidade de vezes que o anúncio foi exibido aos usuários do site. O jogo do bicho é proibido no Brasil e sua prática é considerada uma contravenção. Até canal que tem todo o seu conteúdo em russo recebeu dinheiro.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.