BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Companheiros de caminhada


Não fazemos nada sozinhos. Até quando nascemos, viemos ao mundo literalmente ligados às nossas mães. Esse é só o nosso primeiro de muitos links que fazemos durante a nossa vida inteira, em todas as etapas.

Desde a nossa primeira infância, precisamos dos nossos pais para nos ajudar a dar os primeiros passos. Na escola sempre tivemos aqueles colegas com quem preferíamos fazer nossos trabalhos em grupo. Geralmente essas pessoas são as que a gente leva para fora da vida acadêmica, concordam? Aqueles que sempre estiveram conosco.

Na nossa trajetória da vida adulta, tendem a caminhar conosco as pessoas que tem os mesmos valores e principalmente os mesmos propósitos que nós. Isso vale tanto para a nossa vida pessoal quanto profissional.

Há 30 anos atrás quando eu comecei a dar passos mais largos no empreendedorismo encontrei algumas pessoas em meu caminho. Algumas querem surfar na onda, mas outras querem sonhar o mesmo sonho que você. Essas pessoas, guarde para sempre! Valorize quem abraça teus sonhos.

Tenho o mesmo sócio há mais de 30 anos. Juntos na distribuidora de miudezas, na loja de calçados multimarcas e hoje, na Sapatinho de Luxo. Uma parte considerável do time da SDL está conosco desde o início. São pessoas que acreditaram naquele projeto, que levantaram as fundações conosco e que levam essa marca hoje como se fossem delas mesmas. São parte vital do organismo da empresa, e eu faço questão de dar a elas o valor que elas tem.

Elas confiaram em mim quando eu não tinha muito a oferecer, apenas unidos pelo mesmo propósito. Como essa coluna é sobre empreendedorismo e sei que às vezes posso soar um sonhador e até romântico, finalizo com sugestão mais pé no chão: valorize quem sempre esteve com você, mas tenha sabedoria para entender quando seus objetivos não são mais os mesmos. Tudo continua ou finda no propósito e quando esse ponto não está mais alinhado, talvez seja hora da caminhada seguir outro rumo.

Esta coluna é publicada semanalmente
Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.