BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Cime Josefina Castro será entregue no dia do aniversário de Manaus


O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, anunciou para o próximo sábado, 24/10, dia do aniversário de 351 anos da cidade, a inauguração do Centro Integrado Municipal de Ensino (Cime) Josefina Castro, localizado no bairro Jorge Teixeira, zona Leste. O complexo integra o conjunto de cinco Cimes entregues pela gestão e prontos para o ano letivo de 2021, oferecendo um total de oito mil vagas de ensino infantil e fundamental.

“Vamos entregar cinco Cimes. Já entregamos um. Este será entregue no dia do aniversário da cidade e outros três entre novembro e dezembro”, anunciou o prefeito. Ele fez questão de destacar que o modelo de escolas implantado por ele, em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), está servindo de exemplo para o resto do país. “O Ministério da Educação já pediu cópias do projeto, com objetivo de espalhar para o resto do país escolas como essas”, disse Arthur Neto, acompanhado da presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, durante vistoria aos últimos ajustes da obra, nesta segunda-feira, 19/10.

O prefeito de Manaus reforçou que a estrutura ofertada é referência para o país. “Não tem nenhuma escola no Brasil que se compare em infraestrutura e também no que diz respeito a oferecer uma boa base para o ensino. Nossos Cimes são obras espetaculares”, afirmou, explicando que o projeto com o BID define a construção de dez Cimes. “Fiz cinco e os outros cinco ficarão sob a responsabilidade do meu sucessor. Além disso, nossa contrapartida foi a construção de sete creches, todas já concluídas”, destacou Arthur.

Arthur reforçou que a estrutura ofertada é referência para o país.

O prédio de ensino fundamental terá 12 salas e o de educação infantil outras 12, proporcionando mais de 1,6 mil vagas – 400 no ensino infantil e 1.240 no ensino fundamental. Além disso, conta com sala de música, leitura, multiuso, informática, vestiários masculino e feminino, brinquedoteca, jardins e espaços compartilhados, como a quadra poliestireno e o auditório. O prédio do ensino fundamental possui dois andares, mas oferece uma plataforma elevatória para garantir a acessibilidade. “O elevador é um símbolo do nosso respeito pela acessibilidade”, afirmou o prefeito, acrescentando que todos os Cimes dispõem de elevadores para a segunda planta.

Além da qualidade da obra, do padrão arquitetônico para propiciar um ambiente de estudos adequados às crianças, o prefeito também destacou a economia que esse tipo de escola significa para o município, uma vez que o tamanho dos espaços e a capacidade de receber 1,6 mil alunos, livra o município de aluguéis para escolas.

No início deste ano, o prefeito entregou o primeiro Cime, no ramal do Brasileirinho, Distrito Industrial 2, que já seria integrado ao ano letivo, mas as aulas da rede pública foram suspensas, em seguida, como medida preventiva à pandemia da Covid-19, causada pelo novo coronavírus. Pelo mesmo motivo, e diante do quadro de colapso da rede hospitalar, o Cime Lago Azul, que também estava pronto para ser inaugurado, foi adaptado para se tornar o hospital de campanha municipal. Atualmente, o prédio está sendo readequado para suas funções originais, devendo estar pronto até o final do ano.

Os Cimes integram o Projeto de Expansão e Melhoria Educacional da Rede Pública Municipal de Manaus (Proemem), com recursos BID, de US$ 52 milhões. Em contrapartida, a prefeitura realiza a construção de sete creches.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.