BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Caprichoso é pura ousadia, arte e criatividade e deixa arena aos gritos de “É campeão!“


Parintins (AM) - O boi bumbá Caprichoso foi buscar inspiração na luz de uma estrela azul ao reviver na arena, através de uma alegoria que “desceu do céu” com a ajuda de um guindaste, a imagem de seu inesquecível “pop da Selva”, Arlindo Jr., que morreu em 2020. O busto gigantesco do famoso levantador de toadas aterrissou na arena sobre uma estrela e guiado pelo boi Caprichoso que ele tanto amou. A cena emocionou muita gente, tanto no palco do espetáculo quanto nas arquibancadas. Alguns choraram.

Na noite de encerramento do festival, domingo (26), o Caprichoso fez uma apresentação impecável, alicerçado no que sabe fazer melhor: temas desenvolvidos com pesquisas e precisão, ricas fantasias, alegorias surpreendentes e muita, mas muita mesmo, ousadia.

Isso foi demonstrado durante todo o espetáculo onde não faltaram trapezistas fazendo piruetas dependurados em cabos de aço a uma altura preocupante e homens do espaço sobrevoando a arena em drones, como se fosse Flash Gordon? O herói dos gibis.

A competência do espetáculo na arena chegou à torcida azul que também foi um espetáculo à parte. Para cada momento do tema “Amazônia, nossa Luta em Poesia”, o bumbá  apresentava uma toda com referência ao que rolava na arena, numa sintonia impressionante entre encenação e música.

Não foi à toa que o povo de azul deixou o Bumbódromo, por volta de 01h40, aos gritos de “É campeão”.

Lá de cima, Arlindo Jr., deve ter gostado.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.