BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Câmara discute orçamento municipal para 2021


A Câmara Municipal de Manaus (CMM) realizou na quinta-feira, 9, uma Audiência Pública virtual para discutir e colher esclarecimentos detalhados a respeito da Lei de Diretrizes de Orçamentárias (LDO) para o exercício de 2021. Presidida pelo vereador Gilmar Nascimento (DEM), a reunião foi organizada de forma conjunta pelas comissões de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), e de Finanças, Economia e Orçamento (CFEO), do Poder Legislativo.

O debate também reuniu os vereadores Dante (PSDB), atual presidente da CCJR, Mauro Teixeira (PMN), Fred Mota (Republicanos) e Gilvandro Mota (PSDB), além de representantes das secretarias municipais de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef), de Infraestrutura (Seminf), de Limpeza Pública (Semulsp) e da Procuradoria Geral do Município (PGM), entre outros órgãos.

O objetivo da LDO é dar transparência às perspectivas de receita e investimentos previstos pelo Executivo, com base nas ações constantes no Plano Plurianual (PPA) para o quadriênio 2018-2021, em áreas como educação, saúde, gastos com pessoal, entre outros, dentro de um cenário econômico não muito animador, por conta da crise do novo coronavírus.

No projeto enviado ao Legislativo, a Prefeitura de Manaus pontua as metas e prioridades do que são diretrizes para a elaboração da Lei Orçamentária para o exercício financeiro de 2021.

A subsecretária de Orçamento e Projetos (Subcorp), da Semef, Karliley Capucho, enfatizou que a prefeitura tem trabalhado com cautela por conta da queda na arrecadação, mas admite que a receita prevista para este ano, que é de R$ 6,2 bilhões, não será mais alcançada, devido aos efeitos causados à economia pela pandemia do novo coronavírus.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.