BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Câmara de Manaus compra água com sobrepreço de 80%


A Câmara Municipal de Manaus (CMM) homologou contrato de aquisição de água mineral com preços acima da média. A água mineral de 350 ml, da marca Águacrim, por exemplo, está com sobrepreço de 80% na unidade, se comparado com o valor unitário adquirido pelos estabelecimentos comerciais, no atacado. Os dados estão no Diário Oficial Eletrônico da Câmara Municipal de Manaus, desta terça-feira, 13/04.

O documento aponta a compra de água mineral potável sem gás tanto de 20 litros quanto de 350ml. No processo de homologação assinado pelo presidente da câmara, David Reis (Avante), não há a quantidade de produtos adquiridos pela casa.

Em um dos itens a descrição corresponde à aquisição de água mineral potável natural de mesa, sem gás, acondicionada em garrafas descartáveis de 350ml com validade mínima de seis meses, com o valor de R$ 11,35, da marca Águacrim.

O Toda Hora apurou que a unidade do produto custa nos supermercados o equivalente a R$ 0,99 e questionou o valor descrito no Diário Oficial. A assessoria da CMM informou que houve um erro na publicação. “Faltou inserir a informação de que preço unitário é de um pacote com 12 unidades (garrafas de 350 ml)”, informou.

Sobrepreço

Mesmo levando em consideração o pacote de 12 unidades, o valor de R$ 11,35 ainda sim está com sobrepreço. Neste caso cada unidade sai a R$ 0,94.

O Toda Hora apurou com a empresa Águacrim que o pacote das garrafas de 350 ml é vendido por até R$ 6,30 para pedidos acima de 200 pacotes. Esse valor colocado na ponta do lápis mostra que cada unidade sai por R$ 0,52, o que representa sobrepreço de 80% no produto que será adquirido pela Câmara Municipal.

O outro produto licitado corresponde a água mineral natural, potável, para bebedouro, embalada em galões retornáveis de 20 litros, com validade mínima de três meses. Neste caso, com custo por unidade de R$ 3,95, também da marca Águacrim.

Nos dois casos a empresa vencedora da licitação foi a G A DE ASSIS EIRELI, da sócia administradora Gleyce Andrade de Assis, que fica no bairro São Jorge, na zona oeste de Manaus. Ela não quis se pronunciar sobre o assunto, limitando-se a dizer que houve um erro na publicação, que será corrigido pela CMM.

Quantidade

De acordo com o edital do pregão presencial aberto pela CMM, na modalidade Gêneros Alimentícios, a quantidade prevista para consumo é de 1.320 pacotes de água mineral de 350ml. Com isso, o valor total pode chegar a R$ 14.982,00.

Já a quantidade de garrafões de água de 20 litros é de 3.000 unidades, o equivalente a R$ 11.850,00.

Fonte: Toda Hora

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.