BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Bolsonaro está sozinho; Até Trump mudou de opinião


Quando o mundo parava preocupado com o coronavírus, apenas dois líderes mundiais se mostraram preocupados mais com a economia do que com vidas que se perderiam: o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro. Mas bastou explodir o número de casos na América para o mandatário americano mudar de opinião. "Nosso povo quer voltar ao trabalho", dizia Trump", há alguns dias. Mas acabou se arrependendo. "Mesmo se você é jovem, ou também saudável, você está em risco e suas atividades podem aumentar o risco para outras pessoas. É necessário que você faça sua parte para diminuir a velocidade de disseminação do coronavírus”, afirmou na quinta-feira, dia 26.

Economia

"Bolsonaro está mais concentrado no lado econômico da equação. Só que a escolha entre a saúde pública e a economia é ainda mais desafiadora para Bolsonaro, dado que o Brasil não tem as mesmas reservas econômicas que os Estados Unidos", explica o especialista em calcular o risco de crises no mundo, o presidente e fundador da consultoria Eurasia, o americano Ian Bremmer.

Isolado

"Globalmente falando, Bolsonaro está sozinho nesta equação e está apostando perigosamente cedo na preocupação majoritária com a economia em detrimento da saúde das pessoas que movem essa economia", completa.

México

"O único político eleito que rivaliza com Bolsonaro em ineficácia é o presidente do México, Andrés Obrador, que continua percorrendo o país e fazendo campanha", compara Bremmer.

Passeata

A Justiça do Amazonas decidiu proibir a "Carreata dos Empresários, Comerciantes, Motoristas de Aplicativo, Profissionais Liberais e todos que precisam que o Brasil volte a funcionar", marcada para ocorrer na próxima segunda-feira,

Decisão

A decisão atende um pedido do Ministério Público do Estado (MPAM), sustentando a "necessidade da não realização deste ato em razão do estado de pandemia vivenciado pelo Covid-19, para que se evitem aglomerações, seguindo-se as regras sanitárias, estabelecidas pela OMS.

Preocupação

"Em breve, o judiciário estará decidindo quem entrará na UTI e quem não terá leito para ser internado se não viermos a evitar aglomerações", escreve.

Não ligam

Mesmo com a decisão, os manifestantes mantêm a passeata e dizem que tomarão as ruas para defender o discurso de Bolsonaro, contra todas as autoridades de saúde e estudo científicos.

Mau exemplo

Quem dá mau exemplo no meio disso tudo é superintendente da Suframa. Como mandatário de uma autarquia, deveria obedecer o que dizem as autoridades sanitárias e a Justiça.

Só o chefe importa

Na manifestação do dia 27/03, sem se importar com o decreto do governador Wilson Lima, Menezes se juntou aos manifestantes e até fez live para o presidente. Prova de que ele só se importa com o que acha Jair Bolsonaro.

Wilson adere à resistência

Wilson Lima (PCL) está no grupo de governadores brasileiros decidiram criar uma câmara técnica formada por secretários estaduais de saúde, médicos e pesquisadores, para elaborar estudos que irão respaldar uma resposta unificada ao coronavírus, independente do presidente Jair Bolsonaro.

Resposta à inoperância

O comitê surge em função da “inoperância” do governo federal sob Jair Bolsonaro, que tem feito uma política de sinais trocados em relação ao coronavírus.

Na contramão

Enquanto o ministro da Saúde Henrique Mandetta defende o distanciamento para conter a propagação do vírus, Bolsonaro lança campanha para que os trabalhadores voltem à rotina e apenas os idosos fiquem isolados.

Pressão no comércio

A jogada dos  empresários do comércio de Manaus de ir ao governador do estado para pedir  fim do isolamento horizontal  e abrir as portas do comércio vem dividindo as lideranças políticas do  Amazonas.

Encruzilhada

O deputado Dermilson Chagas (sem partido) analisa que a sociedade está vivendo uma encruzilhada no qual temos um coronavírus que pode pegar um, independente de cor, raça, sexo e nível social, e que pode levar à morte. De acordo com o parlamentar, ao  mesmo tempo a  população está muito preocupada com o seu emprego, com suas contas e  com o sustento da sua família.

— Torcemos para que isso termine o mais rápido possível, mas, infelizmente, estamos vivendo uma incerteza muito grande – disse Dermilson.

Vida e venda

Na verdade, o deputado não respondeu se é contra ou a favor do fim do isolamento. Ele apenas equipara as duas preocupações. É claro que a vida é mais importante, mas muitos ainda  a colocam no mesmo patamar da economia e dos lucros.

Entre a cruz e a espada

Para Dermilson, o empresário tem que ter muita responsabilidade em relação a isso. São empregos, vidas e pessoas que vão ficar aterrorizadas.

— É importante saber dosar e medir a responsabilidade sobre os fatos. Essa cruz que estamos vivendo é muito tênue, visto que todo mundo está preocupado com seu emprego – analisa o deputado.

Joelson convicto

O presidente da Câmara Municipal, Joelson Silva (PSDB) se manifesta a favor   de seguir as recomendações das autoridades de saúde, isto é defende o isolamento horizontal.

— Se lá na frente houver maior controle da pandemia e sentirmos alguma segurança, aí sim, poderemos,  gradativamente, reabrir   possa abrir o comércio – disse o vereador.

Parada difícil

O tucano disse que entende a preocupação do presidente  Bolsonaro em relação ao emprego dos brasileiros.

No entanto, uma  decisão como essa tem q ser extremamente equilibrada.
— Imagino que esse momento é difícil para todos.  Em todos os países temos visto a dificuldade de tomada de decisões a respeito dessa pandemia.

Assoviar e chupar cana

Joelson pondera ainda que é importante ter sabedoria e prudência para não colocar a vida da população em risco.

—  É Importante tomar essas decisões com bastante  equilíbrio. Observar medidas de prevenção e, ao mesmo tempo, manter nossa economia ativa é, sem dúvida,  um grande desafio.

Presidente da CMM está convicto


Radicalmente contra

Com o vereador Marcelo Serafim (PSB) não tem meio termo. Ele é radicalmente contra reabrir o comércio e acabar com o isolamento. E diz isso baseado em dados técnicos.

— Estados Unidos, França, Alemanha, Inglaterra, Itália, Espanha não fariam o que estão fazendo se não fosse a única solução.

Falta saneamento

Marcelo adverte que o Brasil não põe seguir esse caminho e tem que levar em conta alguns dados:

— Primeiro, o Brasil é um país que não tem os níveis de saneamento básico que possibilita a lavagem de mãos e esses outros países de primeiro mundo têm. A gente pode ser atingido de uma forma muito mais intensa.

Na tuberculose é fatal

No Amazonas – continua o vereador do PSB –, somos o primeiro lugar em tuberculose. E o Covid-19 na tuberculose é fatal, fiz Sarafa Jr.

— Nossos pacientes que têm tuberculose podem ser contaminados e terem uma dificuldade enorme de saírem desse quadro com vida.

Velhinhos vacinados

Um total de 50 mil idosos já receberam a imunização em casa e mais de quatro mil pela estratégica drive-thru, iniciada em Manaus nesta sexta-feira, 27/3, nos estacionamentos de shoppings. Os números são do balanço parcial da primeira semana da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, realizado pela Prefeitura de Manaus.

Muita calma nessa hora

O prefeito Arthur Virgílio (PSDB)  pediu calma para evitar a ansiedade que quase sempre acaba em  alvoraço.

— Peço calma. Temos vacinas para todos. O importante agora é a prevenção —, aconselhou.

De casa em casa

A Prefeitura de Manaus organizou a vacinação contra a influenza para idosos por meio do serviço de drive-thru, em cinco shoppings da capital para complementar o serviço de vacinação de casa em casa, que começou na última terça-feira, 24.

Só para sessentão

No drive-thru, a estratégia da Secretaria Municipal de Saúde tem como público-alvo idosos com idade a partir de 60 anos e deverá ser executada até a próxima semana, de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h.

Não vá andado

Virgílio fez um apelo para que os idosos  não irem aos pontos de drive-thru andando.

— Essa estratégia exclusiva é para quem tem carro. A vacina nas casas continua, basta aguardar as equipes –, completou.

Idosos têm prioridade na vacinação

Antes de morrer...

O administrador Jorge José González Séba, que era capitão reformado do Exército e cônsul honorário do Suriname no Rio de Janeiro, morto na quarta-feira (25) com sintomas do coronavírus, deixou áudios em que acusou o hospital Rio Mar de abandoná-lo por medo de contaminação.

...cônsul grava denúncia!

As gravações foram feitas na UTI. Nelas, o cônsul disse que médicos e enfermeiros evitavam se aproximar dele por medo de contrair o vírus.

—Me deixaram aqui sem informação, isolado, como se fosse um bicho. Eu me esgoelo, eu grito, eu chamo as pessoas, ninguém atende. Tenho dificuldade até para urinar –, desabafou.

ORGULHO

Voluntários e um residente do Hospital Universitário de Brasília, o HUB, estão produzindo máscaras especiais de proteção com tecnologia 3D. As máscaras são distribuídas gratuitamente em hospitais do Distrito Federal. Graças ao trabalho, já foram entregues mais de 400 máscaras em diversas unidades de saúde. Tudo de forma gratuita. O projeto precisa de ajuda para se manter.

Por isso, o grupo criou uma vaquinha on-line, e uma conta em um banco, para que a verba arrecadada custeie a produção. As doações também podem ser feitas pela conta de: Thiago Yuji Hirano Banco do Brasil Agência 4594-2 – conta corrente 207783-3

VERGONHA

Neymar deveria seguir os passos de Cristiano Ronaldo e Messi, que ajudaram financeiramente ao combate do novo coronavírus. Foi o que disse o colunista espanhol Ulises Sánchez-Flor, do “El Confidencial”, nesta quinta-feira (25). O colunista questiona a volta do camisa 10 do PSG ao Brasil no momento em que ele poderia seguir os exemplos de CR7, Messi e outros nomes do futebol, que doaram quantias milionárias para combater o avanço da pandemia. “Onde fica Neymar? Até que ponto você se preocupa ou parece sensibilizado quando acaba de divulgar uma mensagem pedindo à população que siga as recomendações e aparece em um vídeo aplaudindo os médicos? Parece pouco”.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas.