Calendário

junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Banco da Amazônia divulga plano de aplicação para 2019

As contratações com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) na Região Norte alcançaram em 2018 até o mês de novembro/18, cerca de R$ 3,6 bilhões. Para 2019, o Banco da Amazônia lança seu novo Plano de Aplicação de Recursos do FNO para intensificar sua atuação e contribuir para a redução das desigualdades intra e inter-regionais.

Para vencer esse desafio, esse novo Plano disponibiliza cinco programas de financiamento, com vistas a atender às necessidades de recursos financeiros para a viabilização de negócios sustentáveis, geradores de benefícios econômicos e sociais para a sociedade. Dentre elas, destaca-se a criação da linha de crédito para apoio à Infraestrutura, com o objetivo de aumentar a competitividade regional, bem como alavancar a geração de oportunidades de trabalho e renda, com base nos princípios ético-ambientais de sustentabilidade.

Em 2019, os recursos do FNO estão estimados em 9,3 bilhões, que beneficiarão do mini ao grande empreendedor, atuante nos diversos segmentos produtivos da Região Norte, como agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura.

Os recursos disponibilizados também objetivam dinamizar o financiamento de energias renováveis, as indústrias extrativas e de transformação, assim como os setores de eletricidade e gás, água, esgoto e atividades de gestão de resíduos e descontaminação, transporte e armazenagem. Também podem pleitear os recursos do FNO os setores de educação, alojamento e alimentação, informação e comunicação, assim como atividades profissionais, científicas e técnicas, de saúde humana e serviços sociais, artes, cultura, esporte e recreação.

De acordo com o Presidente da Instituição, Valdecir Tose, para 2019, a expectativa do Banco é que a conjuntura econômica se torne mais favorável, possibilitando que se cumpra da melhor forma, o desafio de alocar todos os recursos programados do FNO, nos setores produtivos da Região Norte.

Deixe uma resposta