BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Arthur Virgílio inaugura primeiro Cime na zona Leste


O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, acompanhado da primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, abriu oficialmente o ano letivo 2020, nesta sexta-feira, 7/2, com a inauguração do primeiro Centro Integrado Municipal de Educação (Cime), que recebeu o nome do professor doutor José Aldemir de Oliveira, no ramal do Brasileirinho, Distrito Industrial 2, zona Leste. O novo complexo é a fusão do que há de mais inteligente e moderno em infraestrutura física com a vitoriosa pedagogia aplicada pela rede municipal de ensino e que já colocou Manaus na elite da educação básica do País.

Os 1,6 mil alunos da nova escola, além dos profissionais e responsáveis pelos estudantes, estarão envolvidos na prática da escola transformadora, que em Manaus já tem exemplos bem-sucedidos e reconhecidos internacionalmente, mas que, pela primeira vez, se dará de forma integrada – ensino infantil e ensino fundamental – em um espaço físico pensado para a educação do século 21.

“Aqui tem tudo. Sala para descanso, brinquedoteca, sala de música, complexo esportivo. Não vejo uma escola particular que esteja à altura desse complexo”, afirmou o prefeito Arthur Neto, que se emocionou ao contar que pediu aos construtores que contratassem mão-de-obra das proximidades das escolas e que, posteriormente, os filhos desses operários tivessem a oportunidade de ali estudar. “Com isso, a gente quebra um pouco essa regra injusta da sociedade brasileira em que o pedreiro serve para construir um prédio luxuoso, mas não mora nele; constrói um restaurante, mas não come nele. Aqui o filho do pedreiro vai poder estudar”, afirmou.

Arthur reafirmou que a Prefeitura de Manaus está fazendo justiça social com a educação, principalmente ao destinar melhores escolas para áreas que mais precisam. “Essa é uma escola – como todas as que nós fizemos – situada onde as pessoas têm renda per capita menor, onde as pessoas precisam de assistência para não ficarem para trás na corrida da vida, na competição da vida. É um orgulho muito grande para nós”, disse. “O que eu quero é o exemplo, que a partir de agora nenhum prefeito ou prefeita faça escolas menores que essa”, desafiou.

O Cime Professor Doutor José Aldemir de Oliveira possui 9,5 mil metros quadrados de área construída. É um novo parâmetro na educação municipal, reunindo um prédio para atender crianças da educação infantil e outro para alunos do ensino fundamental, com capacidade para receber, aproximadamente, 1,6 mil estudantes. O espaço pioneiro na capital oferece salas de música, leitura, multiuso, informática, vestiários masculino e feminino, brinquedoteca, 12 salas de aula em cada um dos prédios, jardins e espaços compartilhados, como a quadra de esporte coberta e auditório. O prédio do ensino fundamental é de dois andares, mas oferece uma plataforma elevatória para pessoas com dificuldades de locomoção.

Homenagem

O nome escolhido do primeiro Cime é uma homenagem ao educador José Aldemir de Oliveira, que faleceu aos 65 anos, vítima de um infarto. O professor teve uma grande contribuição com a educação do Amazonas e possuía doutorado em Geografia Humana, com ênfase em Geografia Urbana.

“O professor José Aldemir era um grande geógrafo, uma pessoa que respeito muito, sou amigo da família. Ele morreu no dia em que estávamos visitando a escola e eu disse para fazermos uma homenagem ao professor José Aldemir, isso foi amplamente aplaudido pela professora Kátia (Schweickardt) e por todos que tomaram conhecimento, todo mundo ficou feliz, porque é uma homenagem justa”, disse o prefeito.

“Meu pai dedicou a vida dele à educação e tenho certeza de que ser homenageado com essa escola recebendo o nome dele, uma escola desse porte, com essa estrutura e esse novo tipo de ensino, é muito importante, assim como é para nós da família”, afirmou Dessana Oliveira, filha do homenageado

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas.