BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Arthur anuncia ampliação da rede de saúde e mais medidas para enfrentamento ao novo coronavírus


Ao chegar ao nono mês de enfrentamento aos efeitos da pandemia de Covid-19, desde o primeiro caso confirmado do novo coronavírus em Manaus, o prefeito Arthur Virgílio Neto anunciou nesta quinta-feira, 5/11, novas estratégias em várias frentes de atuação, para conter o avanço da doença na cidade. Entre elas estão a ampliação da rede de saúde do município, de testagem, de distribuição de medicamentos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), além do reforço de imunização contra a influenza (gripe). Essas medidas vêm se somar ao conjunto de atuações realizadas pela Prefeitura de Manaus, desde março, para prevenção e controle da doença.

“Declararam que a Covid-19 estava acabada. Eu disse, digo e insisto que não está. Mesmo torcendo para eu estar errado, acompanho todos os boletins funerários que o secretário municipal de Limpeza Urbana, Paulo Farias, me envia, referentes a sepultamentos e enterros. Com isso, temos a noção de, mais ou menos, quantos casos de Covid-19 são registrados em um dia, uma semana e em um mês”, alertou Arthur Neto. “Ao que nos cabe, enquanto prefeitura, fizemos, fazemos e faremos o que for necessário para evitar que mais pessoas percam suas vidas para essa doença terrível, que ainda nos assola”, completou o prefeito, em coletiva à imprensa, acompanhado da primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro.

Entre as novas medidas anunciadas estão a inauguração de três clínicas da família e de um centro especializado em reabilitação, com a contratação de mais profissionais de saúde, um dia “D” contra a influenza (gripe), testagem de RT-PCR em mais de 4,5 mil indígenas e 7 mil servidores da saúde, ampliação dos horários de atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) preferenciais e testes para 30 mil gestantes na maternidade Moura Tapajóz, ampliação do diagnóstico com a disponibilização de 50 mil testes rápidos e aquisição de 3 milhões de unidades de medicamentos e mais de 3,3 milhões de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

O anúncio das novas medidas ocorreu no auditório Isabel Victoria de Mattos Pereira do Carmo Ribeiro, sede da prefeitura, bairro Compensa, zona Oeste, e vem como resposta ao aumento de casos no último mês de outubro e início de novembro, que registrou, até 1º/11, 63.504 casos confirmados, com 2.895 óbitos. Em Manaus, os primeiros casos de Covid-19 ocorreram em março com resposta imediata do prefeito Arthur Neto, que determinou medidas de proteção à vida, econômicas e administrativas.

“Não acredito em uma segunda onda avassaladora, mas estou vendo o aumento do número de casos e de mortos. Então, é essencial que reforcemos essas medidas. Dentro do que é atribuição nossa, estamos fazendo o máximo, indo até o limite. Não há quase nada de recursos federais”, reafirmou o prefeito Arthur, que determinou ainda que o saldo de recursos da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), neste final de sua gestão, seja investido no pagamento de pessoal e compra de remédios. “Quero deixar o município abastecido de remédios, isso é o mais seguro para a população. Ela deve ter o conhecimento do que foi feito, tudo muito claro”, disse.

Arthur mencionou o hospital municipal de campanha, implantando no período mais grave da pandemia, por iniciativa da Prefeitura de Manaus com Parceria Público-Privada (PPP), e todas as medidas adotadas desde março, como a contratação de novos servidores da saúde, ampliação das unidades preferenciais de dez para 18, medidas de isolamento e distanciamento social, como a proibição de grandes eventos, o teletrabalho, além de medidas econômicas, como a proibição do corte de água para inadimplentes. “Eu quero prestar contas disso à sociedade”, afirmou.

As novas medidas, planejadas e coordenadas pela Semsa, abrangem seis eixos: Prevenção; Assistência (Diagnóstico, Manejo Clínico e Reabilitação); Suprimentos e Apoio ao Atendimento; Monitoramento de Casos e Contatos de Covid-19 (Telemonitoramento); e Ampliação da Rede Assistencial (contratação de profissionais e inauguração de três Clínicas da Família).

Marcelo Magaldi, titular da Semsa

“São muitas ações que o prefeito anuncia para reforçar a atenção primária e a prevenção ao coronavírus. A primeira delas é a vacinação, o prefeito fez uma articulação no Instituto Butantan, com o doutor Dimas Covas e o governador de São Paulo, João Doria, que nos cederam quase 57 mil doses de vacina contra a gripe influenza. Então, a partir de sábado, vamos fazer o dia ‘D’, e aproveitar para vacinar nesse período as crianças contra poliomielite e as pessoas contra o sarampo. Ampliamos o horário das 18 unidades básicas de saúde, contratamos mais profissionais para reforço neste trabalho, além da nova instalação do centro especializado de reabilitação, entre outras ações realizadas pela prefeitura”, explicou o secretário da Semsa, Marcelo Magaldi.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.