BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Amazonense figura entre as 28 notas 1.000 na redação do ENEM


Dos mais de 2,7 milhões de candidatos que prestaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 em meio a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a amazonense Gabriela Traven, de 17 anos, figura entre as 28 pessoas que em todo o Brasil atingiram a nota máxima em Redação (1.000 pontos). Estudante do Colégio Lato Sensu desde a 2º ano do Ensino Fundamental, a jovem recebeu com bastante entusiasmo a notícia.

“A minha meta era alcançar 960, que era uma nota que geralmente eu tirava nos simulados da escola, e quando descobri o resultado final foi surreal. Lembro que no dia anterior (da divulgação do resultado), conversando com uma amiga, falamos o quanto seria legal se alguém de Manaus tirasse nota 1.000, mas não achava que seria eu e nem pensávamos que fosse alguém daqui”, contou ela, lembrando que foi avisada por sua mãe, Cláudia Regina da Silva Cardoso.

Em 2020, o tema da Redação foi ‘O desafio de diminuir a desigualdade entre regiões no Brasil’ e por morar no Norte, Gabriela acredita que tem um ponto de vista diferenciado do resto do País. “Você consegue ter uma visão do quanto as coisas são desiguais morando no Norte. Mas o que me ajudou muito foi a Filosofia, uma das minhas matérias favoritas juntamente com Redação e Biologia. Sempre busquei ir além, lendo sobre sociedade, críticas... esse sempre foi meu forte”, comenta ela.

Gabriela Traven, que é aluna do Colégio Lato Sensu desde a 2ª ano do Ensino Fundamental, foi uma das 28 pessoas que atingiu a nota máxima na Redação do Enem 2020

Aprimoração

Além disso, Gabriela salientou que o Lato Sensu ajudou bastante para sua formação e autonomia intelectual. “Cheguei lá muito cedo, tive a chance de perceber um nível de ‘dificuldade’ aumentar com o passar dos anos, não tive que aprender tudo de uma vez, foi algo gradual. Lembro que nos 7º/8º anos fazíamos questões de vestibular sem saber que eram de vestibular. Lembro da minha professora de História explicando como analisar questões. A disciplina também é essencial, pois mesmo você não querendo, acaba aprendendo. A disciplina me marcou no Lato e vou levar para a vida toda, porque todos são muito rígidos com isso, e hoje percebo o quanto foi necessário na minha formação”, avaliou a estudante.

Filha de uma médica e de um administrador, a amazonense tem como foco o curso de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), mas que também irá tentar a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Entre as dicas de Gabriela para quem vai prestar o Enem estão: fazer as provas anteriores, a partir de 2010; ter uma rotina; ter uma agenda organizada e focar bastante em redação. “É importante, também, ler obras literárias e se você não conseguir, procure resumos, análises na internet, acho que foi essencial. Se a prova tiver segunda fase, fazer exercícios abertos, não deixar nada para depois, além refazer todas as provas sempre, é a melhor estratégia”, finaliza ela.

Orgulho

Para a diretora da instituição, Olivia Portantiolo, a nota máxima alcançada por Gabriela é motivo de “felicidade e honra”. “Parabenizamos imensamente nossa aluna e sua família por essa conquista tão especial. Parabenizamos também nossos professores e toda nossa equipe pelo trabalho primoroso. Tudo que é construído na escola é fruto da confiança, do compromisso e da parceria de nossos alunos, das famílias e de nossa equipe. São resultados construídos a muitas mãos, com muito compromisso, dedicação e competência”, comenta.

Ainda conforme Olívia, a cultura da excelência e os valores praticados diariamente no Lato Sensu, são pilares da proposta pedagógica que impulsionam a instituição todos dias a buscar e garantir as melhores oportunidades e experiências de aprendizagem e a evolução constante dos alunos desde a Educação Infantil e Ensino Médio. “Também desenvolvemos uma série de ações/atividades voltadas à constante avaliação da qualidade e desempenho, além do foco nos vestibulares com simulados, ‘viradões’, aulas multi interdisciplinares, projetos integradores, uso de instrumentos externos de avaliação, plataformas e ferramentas didáticas, análise e inteligência de dados de qualidade, etc”.

Ela salienta que, mesmo no contexto da pandemia, o Lato Sensu seguiu evoluindo no formato do ensino híbrido, agregando ferramentas e metodologias significativas e que se alinham à proposta da escola. “Acolhemos nossos alunos, suas famílias e a nossa equipe frente à complexidade desse momento, vencendo desafios com compromisso e foco total na segurança e saúde de nossa comunidade escolar, por meio de uma rotina que incorpora protocolos minuciosos e essenciais”, reforça a diretora.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.