BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Amazonas registra 77.394 pessoas recuperadas da Covid-19


A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) divulga, nesta terça-feira (21/07), a edição nº 111 do Boletim Diário Covid-19 no Amazonas. Nesta edição, o boletim confirma a recuperação de mais 670 amazonenses, nas últimas 24 horas, chegando a 77.394 pessoas que passaram pelo período de quarentena (14 dias) e se recuperaram da doença.

Nesta edição, o Amazonas tem a confirmação de mais 775 casos da doença. Destes, 14 casos foram confirmados por exame de biologia molecular RT-PCR, que identifica o vírus no organismo e detecta casos novos agudos entre o terceiro e o sexto dia de sintomas, período de transmissão da doença. Os outros 761 foram confirmados por testes rápidos que detectam os anticorpos, com data de oito a 60 dias ou mais das primeiras manifestações da Covid-19.

Conforme o boletim, foram confirmados mais 23 óbitos pela doença, dos quais oito ocorreram nas últimas 24 horas e 15 tiveram confirmação diagnóstica na data de hoje, elevando para 3.169 o total de mortes. Na capital, de acordo com dados da Prefeitura de Manaus desta segunda-feira (20/07), foram registrados 32 sepultamentos e cinco óbitos domiciliares.

O boletim aponta ainda que 11.601 pessoas com diagnóstico de Covid-19 estão sendo acompanhadas, ou seja, são casos confirmados nos últimos 14 dias, que se encontram internados ou em isolamento domiciliar.

Nesta edição, nove municípios não atualizaram o sistema de informação para consolidação dos dados do boletim. São eles: Alvarães, Apuí, Carauari, Eirunepé, Jutaí, Manicoré, Maués, Pauini e Tonantins.

Municípios – Dos 92.164 casos confirmados no Amazonas até esta terça-feira (21/07), 32.443 são de Manaus (35,20%) e 59.721 do interior do estado (64,80%).

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.