BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Amazonas reduz em mais de 65% fila de espera para consultas e exames


O Amazonas reduziu em 65,8% a fila de espera por consultas e exames do Sistema Nacional de Regulação (Sisreg) no último ano. De acordo com dados do Complexo Regulador do Amazonas, em janeiro de 2019, estavam na fila da regulação 255.543 pessoas. Em janeiro de 2020, caiu para 87.238 pessoas.

De acordo com a coordenadora do Complexo Regulador do Amazonas, Andreia Cavalcante, outras estratégias de gestão do sistema de regulação contribuíram nessa redução – utilização do potencial das agendas das unidades; o overbooking no agendamento, com a marcação de consultas a mais do que a ofertada para o dia, levando-se em conta o absenteísmo de 45% (que é quando a pessoa agendada falta à consulta) e a telerregulação.

O Regula+Brasil é um programa do Ministério da Saúde, executado pelo Hospital Sírio Libanês (HSL), em parceria com o Governo e as prefeituras, que tem como objetivo qualificar melhor o atendimento ao usuário dentro do serviço público de saúde com o encaminhamento correto. Integra o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS) do MS e atua como um ente regulador entre o atendimento na atenção básica e o atendimento especializado.

Ao garantir maior resolutividade na unidade básica de saúde, o Regula + Brasil dá ao paciente a oportunidade de ter seu problema de saúde resolvido na própria UBS. Antes de encaminhar para o especialista o médico da UBS pode optar pela teleconsulta com especialistas do programa.


Antes da implantação do Regula+Brasil,  83.142 pessoas aguardavam por uma consulta para cardiologia, colonoscopia, endoscopia, endocrinologia, gastroenterologia, ortopedia, pneumologia, proctologia, reumatologia e urologia. Com o programa, houve redução de 90,7% das filas para as dez especialidades.

As especialidades de endocrinologia e gastroenterologia tiveram uma redução de 99%, ou seja, mais de 26.042 pessoas saíram da fila de espera. Já a ortopedia, proctologia e cardiologia geral tiveram uma redução de 98%, 97,2% e 96,1%, respectivamente, na quantidade de usuários que aguardavam por uma consulta, totalizando uma diminuição 33.220 pessoas.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.