BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Amazonas prepara estrutura para distribuir vacina da Covid-19, diz Wilson


O governador Wilson Lima participou, nesta terça-feira (08/12), de uma reunião por videoconferência com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e governadores dos demais estados para tratar sobre o andamento das aquisições das vacinas contra a Covid-19. Wilson Lima avaliou a reunião como positiva e ressaltou que o Governo do Estado tem preparado uma estrutura para a distribuição da vacina, conforme os critérios técnicos estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

"Foi uma reunião positiva porque trouxe tranquilidade para os governadores com a informação de que já há um plano logístico de distribuição de vacinas e compra de insumos, como seringas. No caso do Amazonas, estamos montando um planejamento com a nossa Fundação de Vigilância em Saúde e Secretaria de Saúde para que, no momento que a vacina chegar, ela imediatamente seja colocada à disposição da população, levando em consideração os critérios técnicos estabelecidos pelo Ministério da Saúde".

Durante a reunião, Pazuello ressaltou que o Ministério da Saúde será responsável pela coordenação do plano de distribuição da vacina no País. O governador Wilson Lima destacou que essa responsabilidade deve colaborar para a boa condução dos trabalhos.

Governador se reunir nesta terça-feira com ministro da Saúde 

"É o Governo Federal que tem que de fato ter essa responsabilidade para fazer essa distribuição para todos os estados, ainda mais nesse momento difícil pelo qual vários estados passam por dificuldades financeiras e não é qualquer estado que tem condições de dispor de recursos para compra de vacinas”, completou.

Negociações - Conforme o ministro Eduardo Pazuello, existem três negociações sendo realizadas para a aquisição da vacina, com o Instituto Butantan, Pfizer e AstraZeneca. Todas estão na terceira fase de testes e devem passar pela avaliação da Agência de Vigilância em Saúde (Anvisa), que deve ser feita em até 60 dias.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.